TWD 01×05 — Wildfire

Com apenas um episódio para o fim da temporada, TWD diminui o ritmo e aumenta o drama

Nós não matamos os vivos” — GRIMES, Rick

O final do quarto episódio de TWD prometia uma sequência mais emocional e Wildfire cumpriu seu papel. Os sobreviventes ao ataque tiveram que enfrentar novamente o luto de perder pessoas próximas e também sua segurança. Até o momento, o acampamento era um lar e um local seguro e eles se viram obrigados a repensar suas estratégias.

Andrea havia mostrado que é uma personagem forte e que não tem medo de enfrentar o novo mundo, no entanto, até mesmo os mais fortes podem se abalar. Foi de cortar o coração ver Andrea passar grande parte do episódio processando a morte de Amy simplesmente ajoelhada ao seu lado e novamente Laurie Holden fez um ótimo trabalho em nos envolver neste momento de luto. Enquanto esperávamos pela transformação de Amy, também ficou claro que Andrea queria ser a responsável pelo fim de tudo, mostrando novamente que ela dá conta do recado.

Enquanto um drama terminava, outro começava. A descoberta de que Jim havia sido mordido foi muito importante para o grupo, pois foi a partir deste evento que pudemos ver a reação das pessoas frente a essa situação. Definitivamente não existe uma escolha certa nesta hora, mas entre o racional e o humano, Rick decidiu por todos, “Nós não matamos os vivos”. Mesmo sabendo que o destino de Jim estava definido, como decidir terminar a vida de uma pessoa antes dela se tornar um risco? Neste momento também surge uma nova opção. O grupo novamente cria esperanças e retomam a ideia de procurar ajuda no CDC — as chances de cura são poucas, mas é melhor do que desistir. As últimas horas de Jim com o grupo foram difíceis para todos e sua decisão por ser deixado para traz só tornou tudo extremamente emocional.

TWD 01x05

Outro ponto que merece destaque no episódio foi o conflito entre Rick e Shane. Que Shane está desconfortável com o retorno do amigo, não é novidade, mas o momento em que ele considera atirar em Rick foi além do esperado. Este momento do personagem foi especialmente intrigante e não sabemos se Shane irá deixar sua paixão por Lori destruir sua amizade e possivelmente sua sanidade.

Antes dos sobreviventes chegarem ao CDC, somos apresentados a um cientista que aparentemente é o último sobrevivente do local. Sem esperanças, o cientista destrói sua última chance do que parece ser uma busca pela cura e considera até mesmo se matar — Cenário não muito animador para Rick e seu grupo.

Para amarrar os fatos do season finale o episódio termina em um momento angustiante em que os sobreviventes se encontram encurralados entre o CDC e walkers. Não fica muito claro porque o cientista hesita em deixar o grupo entrar, mas podemos pontuar alguns motivos como desconfiança, insegurança e até mesmo pelo fato de que ele não tem mais esperanças em uma cura. No final, terminamos o episódio com a porta se abrindo para eles, como uma luz no fim do túnel.

Fica a dúvida: seremos apresentados à origem da epidemia? Essa e outras respostas podemos esperar no tão aguardado season finale da próxima semana.

[taq_review]

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!