TWD 2×09 — Triggerfinger

Shane pensa que sou dele, pensa que o bebê é dele. E disse que você não pode nos proteger, que vai acabar nos matando. Ele é perigoso e não vai parar.” — Lori

Depois de um retorno bem morno e decepcionante, The Walking Dead trouxe um episódio um pouco melhor essa semana. Ainda não dá pra chamar de bom, mas só o fato de ter um pouco de ação e conteúdo já vale de alguma coisa.

Só tenho uma coisa pra reclamar: a cena do menino preso na cerca. Achei-a bem ruim por ser uma situação bem ridícula. Sei bem que a série quer mostrar as pessoas em situações extremas em que tem que tomar decisões rápidas, mas algo que não me agradou em nada é o fato de terem acudido alguém que tentou mata-los.

Agora, agradou-me muito ver que os nervos dos personagens estão chegando no limite. Só neste episódio, tivemos discussões envolvendo Maggie e Glenn, Shane e Hershel, Carol e Daryl. Isso se descontarmos a conversa entre Andrea e Shane e a pequena briga de Maggie e Hershel. Mas o momento que mais me impressionou foi quando Glenn disse para Maggie que a ama, mas isso faz dele o elo fraco. Achei muito sutil e bastante pertinente.

A cena em que o zumbi ataca Lori também foi bacana e funcionou muito bem para abrir o episódio. Aliás, a personagem teve um destaque especial em Triggerfinger. Seu filho acabou descobrindo sua gravidez e ela, finalmente, deu voz à razão e resolveu desabafar tudo o que acha de Shane no fim do episódio. Quem acha que vai dar briga?

O que continua me incomodando é o fato de que esses momentos só estão mais latentes agora. The Walking Dead seria tão mais interessante se isso estivesse acontecendo há vários episódios. Afinal, a série não existe pra mostrar a relação entre pessoas tendo como pano de fundo (e bota fundo nisso) os zumbis? Uma coisa é você querer economizar na produção (o que levou toda a galera a ficar entulhada nessa fazenda), outra bem diferente é ter roteirista preguiçoso que fica soltando migalhas de enredo.

Se na semana passada, eu reclamei da continuidade das cenas, desta vez, pude perceber que a cadência delas funcionava para o andamento e o entendimento dos acontecimentos. Mesmo assim, o episódio não ficou isento de um erro de continuação grotesco. Quando Rick atira nos dois homens no bar, no episódio passado, pode se perceber que ainda era dia. Quando a cena é retomada no episódio desta semana, exatamente onde ela parou, está de noite.

Apesar de ter gostado deste episódio, ainda não foi o suficiente pra me convencer a assistir a próxima temporada. Agora faltam quatro e minhas esperanças de que algo realmente impactante aconteça antes do último episódio diminuem.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER