TWD 5×11 — The Distance

The Distance trás de volta um belo desenvolvimento de trama em TWD. A série avançou uns 10 episódios em apenas um. Pois esta semana fomos capazes de ver esperança, desconfiança, alívio, desespero e confiança apenas observando o olhar dos personagens.

E pelo olhar que começamos. Michonne já desmoronou desde a saída da prisão. Boa ninja como só ela é, escondeu do grupo (muito bem) que estava começando a perder a perspectiva de sobrevivência neste mundo. A partir do momento que uma pessoa, limpa, com discurso confiável e (em princípio) com boas intenções cruza o caminho do grupo, ela começa a agarrar-se a esta esperança como se fosse a última. Michonne não aguenta mais viver de migalhas. A perda de Andrea abalou profundamente a ninja de ébano, e agora ela é capaz de crer e confiar. Como a personagem cresceu.

O olhar de Rick é sempre o de desconfiança, afinal de contas, ele é o que tem mais a perder. Voltando ao lado animalesco, para a natureza, a prole é pelo qual vale a pena arriscar a vida, ou precaver-se. Uma vez que a mulher de Rick já não está mais entre nós, ele precisa resguardar seu legado. Isso é o instinto que o diz e o cobra. O ser humano “investe” muito em sua descendência, do ponto de vista biológico: nutrição, proteção, aprendizado são os pilares de se criar um ser que carregue seus genes e possa perpetuá-los ao longo das gerações. Assim, a proteção à Judith e Carl é amor sim, mas tem raízes profundas em nossa ancestralidade não-racional.

TWD 5x11

Mas é para este lugar que a série sempre nos leva: como é o ser humano não racionalizado? Ou em um patamar menos civilizado do que estamos hoje? Chegamos aqui ao segundo olhar de Rick: o raivoso, o animalesco. Rick é puro instinto, e podemos ver isso em seu olhar, no modo de tratar Aaron. Ele tem planos, dignos das séries policiais, para resguardar-se contra o perigo que este novo cidadão pode representar. Um novo personagem, uma nova trama. Na última review dissertei sobre as escolhas, e que estas refletem nos rumos de cada personagem. Uma simples escolha pode mudar tudo.

Ao mesmo tempo, sabemos que há uma necessidade do grupo em encontrar segurança. E o olhar de esperança de Maggie e Gleen (misturado com o desespero por segurança) neste episódio contrastam com a desconfiança de Rick. Em algum momento, nós começamos a desconfiar da oferta de Aaron, e esta desconfiança só acaba quando ele encontra-se com Eric, namorado de Aaron, que começa a subverter a imagem deste lugar. Um casal inédito na série (feliz, confiável, limpo…) e que convence o grupo a seguir rumo a Alexandria. Neste ponto a série nos apresenta algo que já estava quase sumindo da trama: o amor, no olhar de Aaron e Eric.

Mas o olhar mais marcante do episódio é o de Rick ao chegar aos portões da Pérola do Mediterrâneo: alívio. Seus problemas terminaram? A cidade, que alude a uma das mais importantes do mundo antigo, é mesmo o paraíso na Terra? Ou é o Inferno na Terra? O que está por trás dos portões de Alexandria? Como Aaron já disse, esperamos que a cidade seja mesmo inspirada na homônima egípcia: um lugar onde os melhores se reúnem, onde as pessoas são felizes e onde a cultura e a medicina são fundamentais e aprimoradas.

Assim como Alexandre, o Grande, fez quando fundou a cidade modelo do mundo antigo, será que o grupo de Rick marchará triunfante e bem aceito pelas vielas deste novo oásis? Alexandria é um lugar fascinante, histórico e ficcionalmente falando. Depois de toda tormenta que o grupo passou, é hora de relaxar e aproveitar a segurança que um muro de aço pode lhes dar. Mas isto é possível? Fato é que Alexandria é onde se passa grande parte da trama nas HQ’s (sim, me rendi aos spoilers da história original). Mas será que a a Alexandria de The Walking Dead também tem sua Cleópatra? Aquela que articula para a derrotada de um império?

O próximo episódio, Remember trará a vida do grupo novamente em ambiente seguro. Será que todo mundo vai tomar banho? Será que eles vão se adaptar a este estilo de vida? Fiquem com a promo e até a próxima.

P.S: Tem tesoura em Alexandria? Alguém empresta uma pro Rick?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER