TWD 7×04 — Service

Service retorna a Alexandria para vermos como seus moradores estão adaptando a nova ordem mundial.

Porquinho, me deixe entrar.” — Negan.

Três semanas após o fatídico encontro com Lucille, retornamos à presença de Rick Grimes e os demais que lá estiveram. Porém, a opressão incansável de Negan não nos deixou ver como, realmente, as perdas vêm sendo digeridas.

Obviamente, aqueles que viveram a experiência na estrada, parecem abalados, mas não de luto, se considerarmos que menos de uma semana se passou dos eventos. Aliás, Negan já demonstrou que sua palavra não é plenamente confiável, pois não cumpriu o prazo que ele mesmo estipulou. Isto também leva a pensar na intensidade da tortura sobre Daryl no episódio passado. O que pareceu ser um tempo maior, foi aplicado em pouquíssimos dias.

Rick tem medo. Afinal, ele é o líder de Alexandria, responsável pelo bem estar de todos ali. E parece que somente o Padre Gabriel está na mesma sintonia que ele no que se refere à consciência da necessidade de se obedecer a Negan. A ideia de cavar 3 sepulturas foi genial e desviou a atenção para um laço estreito com Hilltop.

Pelo visto os problemas não demorarão a aparecer, pois Spencer foi apenas o primeiro a ter seus pequenos atos de rebeldia (e finalmente, lembraram de mostrar o Erick, namorado do Aaron, que estava sumido desde a quinta temporada). Mesmo os que presenciaram Lucille em ação não parecem compreender o pavor de Rick. Todos vêm buscando alternativas de ação: Carl em sua atitude desafiadora; Rosita em sua revolta silenciosa e sua proposta a Eugene; até Michonne que parece compreender, mas logo não conseguirá mais conter seu espírito questionador. Principalmente após ver os colchões que os Salvadores levaram de Alexandria em chamas (numa cena de doer o coração).

A invasão e o recolhimento dos pertences em Alexandria foram apenas formas de reafirmar poderio, pois como vimos em The Cell eles já vivem com conforto (ao menos aqueles que se ajoelham sem questionar). Mais do que saquear as casas, o importante para Negan é quebrar os espíritos.

Muito se questionou desde o início da temporada sobre a “facilidade” de derrotar Negan. Bastaria apontar uma arma e atirar nele. Porém, não se pode subestimar uma liderança por carisma. Ao longo da história, isso aconteceu com inúmeros ditadores, cujas figuras arrastaram multidões a compartilhar sua ideias. Admiração junto ao temor conseguem cegar os mais propícios, por mais forte que pareçam.

Muitas vezes estas pessoas são ótimas em ler nas entrelinhas e usam das fraquezas dos próprios sujeitos para envolvê-los em seu poder. Afinal, porque Daryl não pediu para ficar em Alexandria? Negan não daria a opção se soubesse da possibilidade de ser aceita. Mesmo que Daryl não tenha ajoelhado, há nele uma necessidade de autopunição. E isso fica muito claro no comportamento dele. Porque diminuir a dor, se ele a merece?

É com o jogo psicológico que Negan se satisfaz. Por isso tantas frases humilhando Rick e reafirmando seu poder.

Seria muito fácil derrota-lo, mas ainda não há ninguém forte o suficiente para isso. Pelo menos até o momento. Rick Grimes ainda está estupefato com as ações de Negan. E por mais que pareça estar com o espírito quebrado, o fim do episódio mostra que não.

Mesmo sem sabermos como Rick vem lidando com seu luto, tivemos uma afirmação de seu senso de justiça e lealdade aos amigos. Durante todo o episódio tivemos Rick com seu olhar submisso, mas ao enfrentar Spencer, pudemos ver novamente as chamas e a postura de um líder a ser respeitado. Michonne plantou a semente: eles não estão sozinhos, há Hilltop. E é para lá que vamos no próximo episódio.

E como não falar do desabafo sobre Judith? A dúvida que todos carregavam desde a primeira temporada aqui é amaciada. Por mais que Rick não tenha certeza, afinal, só um teste de DNA para isso, seu relato sobre a criança que ele escolheu como filha só reafirma seu caráter e o quanto a vida daqueles que ama é preciosa a ponto de negar a si mesmo.

Em mais um episódio centrado em um único núcleo, a temporada vai construindo lentamente, pelos promos do próximo, parece que isso irá mudar. Está na hora de construir os laços entre as comunidades, pois há muita confiança a ser conquistada entres seus líderes antes de um consenso e a marcha para a guerra.

Abaixo segue a promo do próximo episódio. Assista e aproveite pra contar pra gente o que achou de Service. Até a próxima!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!