Tyrant 2×11 — Desert storm

Em Desert storm, a paranoia quase vence o bom senso

Somos todos Khalil” — MARWAN.

Uma mente cega é incapaz de enxergar a verdade mesmo que ela apareça na frente e assuma ser quem é. Quando os olhos são tomados de paranoia e obsessão, todo o bom senso se esvai e o os resultados podem ser os mais catastróficos possíveis.

Foi por muito pouco que Abbudin não viveu outro trágico capítulo de sua história. Desert storm mostrou que uma tempestade no deserto estava por vir e o final poderia não ser um dos mais célebres. Felizmente, graças à soma de diversos fatores, tudo terminou relativamente bem. Porém, algumas verdades reveladas serão de enorme peso no futuro.

Jamal continua em sua paranoia cega. Na mente do tirano, alguém quer destruí-lo e Deus o está punindo por seus crimes. Ele acredita que Bassam, de fato, morreu no deserto. Há algumas reviews tem sido apontado que é mais fácil para Jamal apontar o dedo para os outros e encarar seus próprios erros.

Tyrant 2x11

Nem quando Molly o confronta com a verdade, ele acredita. Ao contrário. Foram momentos extremamente angustiantes os segundos em que Jamal passou com a mão no pescoço da cunhada. Conhecendo bem o presidente, qualquer coisa poderia acontecer. A sorte é que Leila surge no último instante.

Leila é a personagem que mais sofreu mudanças nessa temporada. Seu casamento com Jamal deu evidentes sinais de cansaço. Abrir o jogo com o filho e reconhecer que não pode abandonar o lar, ao menos por enquanto, fez com que despertasse um pouco da simpatia do público. Ainda mais depois de libertar Rami Said e auxiliá-lo a ir para a guerra contra o califado.

Bassam assumiu mesmo o manto de salvador de Abbudin. E as pessoas que o cercam criam piamente que ele é um ótimo líder, não pestanejando na hora de sacrificar-se em prol de uma causa maior. O médico é dotado da força de caráter necessária para comandar um país tão devastado por anos de tirania. Sua atitude final com Ihab evidencia isso.

Por falar em Ihab Rashid, o líder terrorista esquece sua luta pela liberdade, tem seu caráter completamente afetado pela possibilidade do poder e é tomada pelo desejo de vingança. Não agir com a razão, mas com a emoção, foi sua pior escolha. Aliar-se ao Califado não foi uma boa ideia. Abandonado na primeira oportunidade, Ihab quase morre, mas é agraciado com a bondade de Bassam.

Muito bom ver como Sammy recebe as boas notícias acerca de seu pai. Os dois nunca tiveram um bom relacionamento, mas, ao descobrir que tudo deu certo, Sammy tem uma grande chance de recuperar o tempo perdido. Tudo leva a crer que esse pedaço da família Al-Fayeed poderá viver um pouco de felicidade. Uma observação: notaram como a irmã de Sammy foi totalmente descartada na série?

Restando apenas dois episódios para o encerramento da temporada, fica a expectativa para o confronto tão aguardado entre Bassam e Jamal. No próximo episódio, as coisas em Abbudin ficarão ainda mais explosivas.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!