Um filme da Supergirl pode ser mais um acerto da Warner Bros.

Oren Urziel foi contratado pelo estúdio para desenvolver o roteiro de um filme protagonizado pela protetora de National City.

As coisas estão mudando na Warner Bros! Walter Hamada prometeu uma mudança de abordagem, com filmes mais jovens e alegres, e há também uma ênfase em filmes liderados por heroínas, sejam eles Mulher-Maravilha 1984, Aves de Rapina ou Batgirl. O primeiro projeto a ser anunciado para essa fase é um novo filme para a Supergirl – e já tem gente cuidando do roteiro.

O site Deadline divulgou que Oren Uziel, de Anjos da Lei 2, foi contratado para escrever o roteiro do longa, que traz ao cinema Kara Zor-El, uma das personagens que os fãs há muito tempo gostariam de ver nas telonas. Não há outros detalhes neste momento, mas marca uma grande jogada do estúdio conseguir um filme estrelado por um Kryptoniano, mesmo não sendo aquele que os fãs queriam.

Como era de se imaginar, o filme não terá relação com a série estrelada por Melissa Benoist. Se o projeto passar pela fase de roteiro, ela se tornará um dos poucos personagens que possivelmente existirá em ambas mídias simultaneamente, como Flash, com Grant Gustin interpretando-o no Arrowverso enquanto Ezra Miller tem o papel no cinema. Mesmo com uma atriz diferente interpretando Kara, o tom será comparável ao show da CW.

Enquanto o anúncio de um filme a solo é um pouco surpreendente nesta fase, o quadrinho prequel de O Homem de Aço a apresentou, e a cápsula vazia no filme era uma pista de que Kara existe no DCEU. Se esse filme e roteiro realmente reconhecem ou não esses laços, ainda não há nada confirmado. Eles poderiam facilmente desconsiderá-los, uma vez que não foram referências tão explícitas.

Com Supergirl recebendo um filme, muitos, sem dúvida, esperam que isso signifique que há movimento em direção ao Krypto-verso. Supergirl e Superman andam de mãos dadas, então esta seria outra oportunidade para Henry Cavill voltar a usar a capa do Homem de Aço. Se a sua sequência enfim acontecer, então Kara poderia até ser introduzida lá. De qualquer forma, a Supergirl atualmente parece ter um futuro na tela grande.

Como Supergirl ajudaria o Universo Extendido da DC?

O filme Supergirl não pode apenas potencializar as histórias das principais heroínas da DC, mas também tem o potencial de abrir o mundo do Super-Homem de uma maneira ainda não vista. Apesar do fato de que muitos estão esperando ansiosamente pela Warner Bros para anunciar um novo filme solo de Kal-El, um filme de Supergirl pode manter a propriedade viva, e esperançosamente aproveitar Henry Cavill em algum grau, enquanto o estúdio descobre como uma maneira de reintroduzir o personagem para um filme próprio.

O Homem de Aço encontra-se numa mesma situação que o Batman nas mãos da Warner Bros.. Apesar do filme de Matt Reeves estar ganhando forma, o estúdio parece empenhado em obter o roteiro antes de definir uma data de lançamento. Em vez disso, propriedades como Aves de Rapina, Coringa e Esquadrão Suicida manterão o espírito de Gotham vivo. Como muitos membros da audiência e fãs sabem, Gotham é maior que Batman, e inclui, Robin, Asa Noturna, Batgirl, Harley Quinn, o Coringa e uma série de outros personagens. Gotham é um sentimento e uma identidade, que ainda está sendo moldada no universo cinematográfico de DC. Pelo menos em termos de filmes anunciados, a Warner Bros. reconhece o potencial do universo de Batman, um universo cinematográfico em si. Supergirl poderia ser o meio para uma estratégia semelhante que vê o mundo de Metropolis abrir-se e expandir-se da mesma forma que a Warner Bros planeja fazer com Gotham. De fato, esse plano, embora certamente tenha evoluído, pode estar em andamento desde o Homem de Aço.

Supergirl também abre a porta para outros personagens de apoio do Super-Homem serem apresentados e eventualmente receberem seus próprios filmes. Superboy, um clone de Super-Homem e Lex Luthor, parece um conflito pronto para Kara encontrar. Steel, um engenheiro que constrói um terno de metal e protege a cidade de Metropolis, é outra propriedade viável que a Warner Bros. poderia usar para dar à cidade tanta importância quanto Gotham. Há também a chance de criar dinâmicas de super-heróis fora da Liga da Justiça, ao mostrar a família Shazam, os auxiliares do Batman e talvez preparar o caminho para os Titãs Adolescentes ou equivalente. A Supergirl não só pode mudar o escopo de filmes da DC, mas também abrir caminho para diversos estilos ainda não explorados.

Um filme da Supergirl não apenas fornece os meios para apresentar um novo personagem, mas também para explorar a rica história do DC e construir os mitos do Superman no filme de uma maneira igual aos do Batman. Com suas cidades fictícias e histórias, a DC tem o potencial de criar um senso de lugar tão forte quanto seus personagens. Talvez não sejam em equipe e filmes eventuais que a Warner Bros. deve construir o futuro do seu universo cinematográfico, mas sobre os heróis, vilões e pessoas que povoam todos os cantos dessas cidades. Supergirl pode ser a primeira parte da afirmação de Metropolis, e se a Warner Bros. pode usar o potencial desta produção nesse caminho, então não há nada que a impeça de levar seu universo cinematográfico para longe.

Sobre o Autor

Leo Sousa

Séries de TV, filmes, realities shows, livros, música e mais. Editor no boxpop.com.br.

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!