Under The Dome: O terror de ficar preso sob uma redoma

Depois de ser rejeitada pelo Showtime, finalmente a adaptação do romance homônimo de 2009 de Stephen King chega a TV sob os holofotes da badalação. Também, produzida pelo próprio autor e Steven Spielberg, a série é garantia de pelo menos mídia.

Under the Dome THUMB

O autor, que tem em seu currículo sucessos como A Espera de Um Milagre e Um Sonho de Liberdade, faz mais uma tentativa na TV. Depois de controversas adaptações de Haven e O Vidente, e do fracasso da série original Kingdon Hospital (que começou com impressionantes 9,8 pontos de rating e terminou com 2), Under The Dome trás o ambiente bem característico do autor às noites de segunda. Já as minisséries baseadas nas histórias do autor são muito bem recebidas, como a recente Bag of Bones e a tenebrosa It, o palhaço assassino.

O terror e os grandes mistérios, permeados de violência explicita, foram apresentados neste piloto. A cena da vaca sendo cortada ao meio, popular nos teasers da série, é para quem tem estômago forte. Já sabemos que boa parte do elenco tem algo a esconder. Este padrão de história foi popularizado na TV por Lost, mas é marca registrada de Mr. King ao longo de toda sua obra. Já em Carrie, livro de 1974, o autor explora a fundo os mistérios da personagem aliados ao terror que ela é capaz de proporcionar. E este modus operante é encontrado nos demais livros e roteiros do autor.

Under The Dome começa como um grande cabide de emprego: de Bates Motel vem o protagonista, o Barbie de Mike Vogel (Xerife Shelby), de The Secret Circle veio Britt Robertson, antes Cassie agora Angie e de Cult renasce Daúde Aisha Hinds, que interpreta uma lésbica que estava passando pela cidade e fica presa na redoma mais que por acaso. Essa colcha de retalhos de referências pode ser boa para atrair o público no primeiro momento, mas pode ser prejudicial, caso os atores não saibam bem diferenciar as interpretações.

Britt Robertson - Under the Dome

A série promete bastante, principalmente para os fãs de algo próximo do realismo fantástico. A ideia de prender desconhecidos num mesmo lugar sem ter para onde fugir é muito interessante, e as implicações de estar em um aquário gigante, isolados do restante do mundo, provavelmente trará a tona o instinto de sobrevivência de cada um, numa vibe que pode lembrar The Walking Dead ou mesmo a já citada Lost.

Muitos mistérios, tramas sobrenaturais, muita confusão e uma história diferente do livro é o que asseguram os produtores. E como é uma série de 13 episódios, o que me agrada muito, existe a possibilidade de se manter o ritmo mais acelerado sem que as histórias se percam ao longo de uma temporada muito longa.

Para quem gosta da atmosfera de Stephen King é uma série obrigatória! Para quem gosta de terror é uma boa opção e para quem curte uma boa história de mistério, eu recomendo assistir quando não tiver mais nada para ver.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER