Vikings 4×02 — Kill The Queen

Kill The Queen trouxe o desenvolvimento de mais núcleos para Vikings.

Floki só ama a si mesmo, Helga. Você sabe disso melhor do que ninguém.” LOTHBROCK, Ragnar

Em Kattegat, as coisas continuam agitadas. Helga cede aos pedidos de Floki e o ajudar a fugir, mas nada disso surpreende Ragnar e nem a quem assiste. Porém, dadas as circunstâncias, a situação não ficará por isso mesmo. O prisioneiro, que acaba sendo encontrado pouco depois, é condenado a um castigo bem mais duro que, coincidência ou não, o deixa rendido em uma posição parecida com a de Jesus crucificado.

Mas o pior golpe ainda estava por vir. A filha de Helga e Floki é abatida por uma doença e acaba morrendo. A notícia, que deixa Ragnar em choque, ainda não foi dada a Floki. Será que o líder viking, já tendo sofrido uma dor idêntica, pegará mais leve com o assassino de Athelstan?

A relação de Aslaug e Ragnar tornou-se o oposto do que era antes: não há mais parceria e nem cumplicidade. Durante um momento de desentendimento, motivado pela situação com Floki, Ragnar surpreende negativamente e é bastante violento com a esposa. Ele, que mesmo nas piores circunstâncias só usava de força contra seus inimigos de guerra, talvez esteja passando por grandes mudanças de comportamento incentivadas pela insegurança com sua saúde e com a esposa, que anda focada em ganhar mais poder em Kattegat.

A situação de Bjorn, que já está bem longe do condado e passando inúmeros apertos por conta do frio, promete se desenrolar ao longo dos próximos episódios. A provocação feita pelo pai com certeza foi um fator motivador para que o jovem não abra mão de seu desafio com facilidade.

Rollo tem conseguido conquistar a confiança de pessoas estratégicas em Paris. Ele conhece como ninguém a cabeça dos vikings, e essa é uma chave importantíssima para derrotá-los. Aliás, Rollo protagonizou em Kill The Queen uma das cenas mais dolorosas da história da série: a tesoura que acabou com os belos cabelos do traidor.

Paris ainda promete boas emoções para essa temporada se considerarmos a delicada relação entre o Imperador, Conde Odo e sua namorada. É muita sede por poder e muitos egos em um mesmo círculo. Vai dar problema e há grandes chances de princesa Gisla tomar a frente de tudo caso a situação saia do controle.

Alguns ficaram preocupados ao ler o nome do episódio, achando que Lagertha ou Aslaug pudessem estar em perigo, mas Kill The Queen trouxe de volta à ação o núcleo de Ecbert. E bota ação nisso: a cena em que a rainha Cwenthryth e seu filho, herdeiro de Ragnar, são resgatados em Mércia é eletrizante. Apesar de tudo que ela já fez em Vikings, não seria justo ver sua morte — e muito menos a de Magnus, que é um personagem muito importante em toda essa trama. Além do quê, Kill The Queen conseguiu fazer com que, pela primeira vez, o espectador torcesse a favor de Aethelwulf. É provável que Mércia e Wessex se fundam em um único núcleo, já que Ecbert sabe do valor de Magnus e Cwenthryth.

E aí, gostou de Kill The Queen? Então comente aqui embaixo!

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER