Wet Hot American Summer — First Day Of Camp: Relaxa que vai

O Camp Firewood não estava tão quente em seu primeiro dia como estava no último no prequel de Wet Hot American Summer

Como meu tataravô costumava dizer em 1947 quando nós abrimos pela primeira vez, Camp Firewood é mais que um acampamento de verão, Camp Firewood é uma ideia, uma promessa, um modo de vida”. — MITCH

O primeiro episódio do prequel do filme homônimo de 2001, agora produzido em uma minissérie de oito episódios pela Netflix, não chega a decepcionar, mas será que a releitura com humor escrachado que tira sarro dos filmes de acampamentos americanos dos anos 80 cola?

Com um elenco cheio de estrelas, que na época do original não eram tão conhecidas assim, a minissérie já é hit antes mesmo de estrear, e por mais que nesse primeiro episódio não tenha apresentado nada novo, acaba nos dando uma fórmula de qualidade.

Isso se você levar em conta que Wet Hot American Summer — First Day Of Summer é uma paródia sobre o assunto e nada deve ser de fato levado a sério, não há muito o que se criticar.

wet hot american summer

Em pouco mais de 27 minutos vemos um roteiro cheio de diálogos despropositados e cenas que não fazem sentido algum, mas que mantém de certa forma a alma do original viva. A produção e os cenários são facilmente absorvidos, colocando o telespectador de volta ao estilo proposto, sem delongas, e o sucesso talvez venha desse modo direto de comunicação do assunto.

Um conselho aos novatos que não viram o filme de 2001 é assisti-lo antes de começar a minissérie, assim a linguagem que em nada pode ser comparada com outros filmes e séries do gênero hoje, fica mais fácil de ser digerida (o filme também está disponível no Netflix).

Aos fã boys e girls que vão conectar o serviço de streaming na primeira hora do dia 31 de julho e assistir aproximadamente quatro horas de muita palhaçada, boa sorte! Depois não digam que seu astro favorito tem gosto duvidoso, e lembre-se que essa é uma releitura de um quase Cult do início dos anos 2000.

No mais estava tudo lá, as super estrelas que conhecemos hoje de volta para relembrar um filme de baixo orçamento e roteiro quase chulo que hoje pode ser considerado um clássico da comédia do cinema moderno.

Talvez seja interessante, antes de se prender a qualquer julgamento, assistir dois ou três episódios, então decidir se a série vale a pena ou não, pois em poucos minutos fica difícil entender exatamente para onde o roteiro está indo, e mesmo assim não é bom ter grandes esperanças, dentro da proposta o enredo não vai a nenhum lugar espetacular de qualquer forma.

Com uma produção no mínimo interessante, vale apertar play e assistir sem grandes pretensões, simplesmente para ver seu astro favorito em uma situação diferente do que você o vê hoje.

Eleja seus favoritos e aproveite a viagem, esse foi apenas o primeiro episódio. Relaxe, você provavelmente vai terminar os oito episódios sem saber exatamente o que aconteceu, mas vai ter se divertido um bom tanto.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER