15 frases de O Oceano no Fim do Caminho

Vem com a gente relembrar algumas das melhores frases do livro O Oceano no Fim do Caminho.

O Oceano no Fim do Caminho é mais uma excelente obra de Neil Gaiman, e nos conta a história de um homem de meia idade que após fazer uma visita a sua antiga casa, resgata memórias de sua infância. Memórias que parecem sair de um livro de fantasias.

A história é recheada de momentos que nos fazem refletir, e nos remetem as nossas memórias de infância, tornando a leitura muito especial e única. Por isso hoje nós separamos para vocês algumas das frases mais marcantes do livro. Então vem com a gente conferir algumas frases de O Oceano no Fim do Caminho!

Vem com a gente relembrar algumas das melhores frases do livro O Oceano no Fim do Caminho.

“O trabalho vai bem, obrigado, eu diria, sempre sem saber como falar do que faço. Se conseguisse falar, não precisaria fazer. Eu faço arte, ás vezes arte verdadeira, e ás vezes isso preenche os espaços vazios da minha existência. Alguns. Nem todos.” Narrador

“Eu já estivera ali, não estivera, muito tempo atrás? Tinha certeza que sim. As memórias de infância ás vezes são encobertas e obscurecidas pelo que vem depois, como brinquedos antigos esquecidos no fundo do armário abarrotado de um adulto, mas nunca se perdem por completo.” Narrador

“Ás vezes, quando me olho no espelho, vejo o rosto do meu pai, não o meu, e me lembro do jeito como ele sorria sozinho, diante do espelho, antes de sair de casa. ‘Que bela figura’, dizia ao próprio reflexo, a título de aprovação. ‘Que bela figura’.” Narrador

“Mas ali, de pé naquela saleta, tudo estava voltando. As lembranças estavam à espreita nos arredores das coisas, acenando para mim. Se você me dissesse que eu tinha novamente sete anos, por um breve instante eu quase poderia acreditar.” Narrador

“E não era mar. Era oceano. O oceano de Lettie Hempstock. Lembrei-me disso, e, ao lembrar, lembrei-me de tudo.” Narrador

“ — Ninguém realmente se parece por fora com o que é de fato por dentro. Nem você. Nem eu. As pessoas são muito mais complicadas que isso. É assim com todo mundo.” HEMPSTOCK, Lettie

“Tudo me voltava à memória, mas, mesmo enquanto lembrava, eu sabia que não seria por muito tempo: eu me lembrava de todas as coisas ali, sentado no banco verde ao lado do laguinho que Lettie Hempstock um dia me convenceu ser um oceano.” Narrador

“Eu não era uma criança feliz, ainda que, de vez em quando, ficasse contente. Vivia nos livros mais que em qualquer outro lugar.” Narrador

“Crianças pequenas acham que são deuses, ou pelo menos algumas acreditam nisso e só ficam satisfeitas quando o resto do mundo concorda com seu jeito de ver as coisas.” Narrador

“Adultos seguem caminhos. Crianças exploram. Os adultos ficam satisfeitos por seguir o mesmo trajeto, centenas de vezes, ou milhares; talvez nunca lhes ocorra pisar fora desses caminhos, rastejar por baixo dos rododendros, encontrar os vãos entre as cercas.” Narrador

“Chorei até não conseguir mais. Então respirei fundo algumas vezes, e pensei que Ursula Monkton, o monstro de lona tremulante, verme e pulga, ia me pegar se eu tentasse sair da casa. Eu tinha certeza.” Narrador

“Não importava, naquele momento, o fato de ela ser cada monstro, cada bruxa, cada pesadelo personificado. Ela era adulta, e, quando os adultos entram em guerra com as crianças, eles sempre vencem.” Narrador

“Nada nunca é igual. Seja um segundo mais tarde ou cem anos depois. Tudo está sempre se agitando e se revolvendo. E as pessoas mudam tanto quanto os oceanos.” Narrador

“Eu me senti seguro. Era como se a essência do que é ser uma avó tivesse sido condensada naquele lugar, naquele momento. Eu não tinha nenhum medo de Ursula Monkton, o que quer que ela fosse, não naquela hora. Não ali.” Narrador

“Eu me lembro perfeitamente da minha infância… Eu sabia de coisas terríveis. Mas tinha consciência de que não deveria deixar que os adultos descobrissem que eu sabia. Eles ficariam horrorizados.” Narrador

Gostou da nossa seleção? Sentiu que faltou alguma frase? Deixe pra gente nos comentários!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

A Fazenda voltou e o que esperamos? Memes! Mas será que os novos memes superam estes??? Clique e assista agora.

Será que você sobreviveria em American Horror Story 1984? Assista ao vídeo e prepare-se para a nova temporada.

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER