24 Momentos Inesquecíveis de 24 Horas

Como fã incondicional de Jack Bauer eu não poderia deixar de usar o meu espaço para fazer uma justa homenagem a série que vai deixar muita saudade — apesar de concordar que ela tem mesmo que acabar.

Sendo assim — com a ajuda do EW — eu listo abaixo 24 momentos inesquecíveis de 24 Horas, desde de sua primeira temporada até agora.

Contem comigo (ah, a ordem não é classificatória, ok?):

BOMBA NO AVIÃO
Dia 1–12:00am-1:00am

Dizer que 24 Horas começou com um BUM é um eufemismo. O piloto da série termina com a atrevida assassina bissexual Mandy (Mia Kirshner) roubando a credencial de imprensa de um fotógrafo enquanto transava com ele no banheiro do avião para logo depois explodi-lo para encobrir seus rastros — enquanto ela fugia de para-quedas em segurança. Não é surpresa que a estreia — inicialmente marcada para ir ao ar pouco depois do 11 de setembro — foi adiada até 6 de novembro. E mesmo assim, os criadores Joel Surnow e Robert Cochran fizeram uma grande aposta com os nervos abalados dos americanos.

NINA É UMA TRAIDORA!
Dia 1–10:00pm-11:00pm

Nina Myers (Sarah Clarke) sendo mostrada como a infiltrada na CTU é uma das grandes revelações da história da TV. Todos pensávamos que ela tinha ficado livre de qualquer suspeita em episódios anteriores e nos sentimos muito mal quando Jack teve que fingir que a mataria para satisfazer os sequestradores de Teri e Kim. Nina e Jack tiveram até um caso! Mas então, com o final do penúltimo episódio do Dia 1 chegando, Nina pega o telefone e liga para o super vilão Victor Drazen interpretado pelo ator Dennis Hopper e começa a conversar com ele em… sérvio-croata! Maldita!

ADEUS, TERI!
Dia 1–11:00pm-12:00am

Ah, e pensar que éramos tão inocentes! Condicionados por anos vendo TV, nós nunca imaginávamos que seria possível um personagem principal ser tão inesperadamente despachado. Mas não, quando tudo parecia bem no mundo — Victor Drazen estava morto, Nina foi capturada, o senador Palmer estava a salvo — Jack descobre que sua esposa Teri tinha levado um tiro fatal da ratazana traidora Nina, fazendo uso pela primeira vez do “relógio silencioso”.

ME ARRANJE UMA SERRA!
Dia 2–8:00am-9:00am

Olhando para o Dia 1, Jack Bauer parece um pai e marido tão normal e bem ajustado tão diferente do patife insano que na primeira hora do Dia 2 mata um suspeito e grita “Me arranje uma serra”, decapta o cara e leva a cabeça dele para o grupo terrorista que planeja bombardear a CTU para que assim ele possa infiltrar a organização. Mas quem somos nós para julgar? Talvez perder a esposa faria qualquer um gritar por uma serra.

UM DIA CHEIO PARA KIM
Dia 2

Vamos relembrar o que aconteceu com a Kim (Elisha Cuthbert) no Dia 2 quando ela estava longe de seu papai: ela conhece os riscos de trabalhar como babá quando seu chefe, um matador de família, a persegue; ela resgata/sequestra a filha do tal assassino; se perde na floresta e é ameaçada por pumas; encontra um morador da floresta maluco (Kevin Dillon) que tenta convencê-la a ficar com ele no seu abrigo anti-bomba dizendo que Los Angeles foi atacada por armas nucleares e o mundo acabou; fica presa num assalto em uma loja de conveniência e finalmente é ensinada pelo seu pai via celular a atirar em seu chefe. Um dia e tanto que marcou o início do ódio pela personagem. Ou será que a gente sempre a odiou?

CTU SOB ATAQUE!
Dia 2–10:00am-11:00am

Infelizmente, Jack não precisava de uma serra no final das contas. Apesar de ele ter conseguido infiltrar o grupo em posse do C4, ele não foi capaz de impedi-los de bombardear a CTU. Com ela temporariamente fora do ar e a morte de Sara Gilbert, nós sentimos pela primeira vez o amargo gosto da vulnerabilidade.

JACK DIZ ADEUS
Dia 2–10:00pm-11:00pm

Juntando-se aos grandes momentos de homens chorando (como por exemplo a morte de Spock) está a terna ligação entre Jack e Kim quando ele voa com a bomba nuclear para o deserto Mojave onde ela poderá explodir sem matar ninguém. Ele acha que é uma viagem sem volta. O momento pai-e-filha é tão tocante que justifica toda a existência da insípida Kim. Para sorte de Jack, George Mason (Xander Berkeley), que mais cedo tinha sido envenenado por radiação e tem apenas algumas horas de vida, estava escondido a bordo e convence Jack a pular de pára-quedas.

APERTO DE MÃO MORTAL
Dia 2–7:00am-8:00am

Lembra da sexy Mandy? Ah, claro que lembra. Bem, ela aparece no final do Dia 2 para dar um aperto de mão letal no presidente Palmer. Aparentemente, sua mão estava cheia de uma arma biológica. Estranhamente, Palmer parece um pouco pior quando o Dia 3 começa do que quando o vemos de novo depois quando ele começa a se preparar para reeleição. Acho que os roteiristas perceberam o quão implausível era aquela história e resolveram deixá-la morrer.

GAEL É UM CARA LEGAL!
Dia 3–7:00pm-8:00pm

Um cara malvado que acaba sendo bonzinho? Em 24 Horas isso quase nunca acontece! No Dia 3, nós temos praticamente certeza de que o técnico Gael Ortega (Jesse Borrego) estava trabalhando para o rei das drogas mexicano Hector Salazar (Vincent Laresca) para tirar seu irmão Ramon (Joaquim de Almeida) da prisão. Mas daí que tudo fazia parte de uma elaborada operação para seguir Ramon até o México e pegar o vírus que ele planejava comprar no mercado negro. Uma rara reviravolta que não só nos surpreende, mas nos faz repensar toda temporada até aquele momento.

SHERRY PALMER DEIXA UM HOMEM MORRER
Dia 3–1:00am-2:00am

Talvez a tentativa de assassinato via aperto de mão mexeu com a cabeça do presidente Palmer. Afinal, não há outra explicação para que ele deixe sua ex-mulher Sherry (Penny Johnson Jerald), que tinha anteriormente conspirado com os terroristas para trazer uma bomba nuclear para os EUA apenas para desacreditar sua presidência, confrontar um antigo e hostil doador de campanha, Alan Milliken (Albert Hall). A solução de Sherry? Ela deixa Milliken tão nervoso que ele tem um ataque cardíaco e então impede que ele tome suas pílulas a tempo. Mas sério, o que o presidente Palmer esperava?

A QUEDA DE NINA
Dia 3–2:00am-3:00am

Não é ótimo quando você pode ter vingança e justiça ao mesmo tempo? Quando Nina foge de sua cela na CTU e ameaça Kim (que inexplicavelmente trabalha lá), Jack não tem mais que mantê-la viva e tem sua doce vingança pela morte da Teri.

JACK MATA CHAPPELLE
Dia 3–6:00am-7:00am

Jack teve que fazer muitas coisas impensáveis durante os anos, mas nenhuma foi tão extrema como quando ele teve que matar o diretor de divisão da CTU Ryan Chappelle (Paul Schulze) para atender uma das exigências do terrorista Stephen Saunders. Isso porque eles não negociam com terroristas, hein?

A MORTE DE SHERRY
Dia 3–11:00am-12:00pm

Depois de ir contra seu ex mais uma vez, Sherry Palmer tenta chantagea-lo a se casar com ela novamente para que ela seja a Primeira Dama. Mas uma insana Julia Milliken (Gina Torres) — a mulher do cara que a Sherry deixou morrer — atira nela e logo depois se mata. Tudo isso acontece enquanto o irmão de David Palmer, Wayne (D.B. Woodside), assiste sem fazer nada. Jura que esse cara se tornou presidente depois?

CHASE PERDE SUA MÃO
Day 3–12:00pm-1:00pm

Os minutos finais do Dia 3 mostra a perda de um membro párea com um dos grandes momentos de amputações da cultura pop, a mão decepada de Luke Skywalker. Com um frasco de vírus algemado ao seu pulso, Chase (James Badge Dale) sabia que só havia uma maneira de tirar aquilo. Jack corta a mão de Chase com uma machadada seca para que ele pegue o frasco e coloque no refrigerador onde ele explode inofensivamente.

SENSIBILIDADE CULTURAL
Dia 4–7:00pm-8:00pm

Ok, 24 Horas nunca foi a série mais sensível culturamente falando. Para se ter uma ideia, as primeiras horas do Dia 4 incluem uma sub-trama xenófoba sobre uma família árabe-americana tramando o terror na mesa do café da manhã. Mas então a Fox colocou Jack e Paul Raines escondidos numa loja de propriedade de dois árabes-americanos que os ajudam só para lembrar que nem todos os muçulmanos são ruins. Se bem que no final das contas, os vilões são sempre árabes. Enfim…

A QUEDA DO AIR FORCE ONE!
Dia 4–10:00pm-11:00pm

24 Horas teve sua parcela de momentos “Ah, você não fez isso!” — matar o presidente Palmer, bomba nuclear em Los Angeles — mas nenhum é maior que um oficial demente roubando um caça e derrubando o Air Force One — o avião do presidente — com o próprio dentro. O que fez disso e do Dia 4 mais excitante foi a continuação deste enredo. No final das contas, matar o presidente Keeler (Geoff Pierson) nem era o objetivo principal do terrorista Habib Marwan (Arnold Vosloo). Ele queria roubar os códigos nucleares do local da queda para façanhas diabólicas ainda maiores.

CHLOE FICA DURONA
Dia 4–1:00am-2:00am

Chloe O’Brian (Mary Lynn Rajskub) é uma personagem e tanto, não? A detalhista analista nos seduziu totalmente… mesmo sem querer. O grande momento de Chloe veio no Dia 4 quando ela e uma testemunha-chave estão sendo perseguidas por um assassino. Ela dá uma de Sigourney Weaver e vai para cima do seu perseguidor com uma metralhadora. Melhor ainda é mais tarde quando ela acha que sua falta de estresse emocioanl significa que ela é uma psicopata. Esse pessoal do TI é perigoso!

JACK DEIXA PAUL MORRER
Dia 4–2:00am-3:00am

Jack teve que tomar muitas decisões difíceis ao longo dos anos. Talvez por isso que hoje ele é um ser humano marcado por cicatrizes comparado ao confortável homem de família que ele foi na primeira temporada. Além de matar Chappelle, uma das mais alienadoras e necessárias decisões que ele teve que tomar foi quando ordenou os médicos da CTU a tratar o cidadão chinês ao invés do marido de Audrey, Paul, que rapidamente morreu sem tratamento. Era difícil imaginar que Audrey sentiria algo por Jack depois daquilo… mas ela sentiu.

A MORTE DE MICHELLE
Dia 5–7:00am-8:00am

A morte de Michelle é inesquecível de muitas maneiras. Primeiro porque foi um choque que ela tenha morrido logo nos primeiros minutos da primeira hora do Dia 5, afinal todos nós achávamos que ela finalmente seria feliz com Tony depois de todo perengue que passaram ao final da terceira e toda quarta temporada. Mas quem disse que 24 Horas tem finais felizes? Pois é, a mulher morre e isso ainda vira motivo pro Tony, que sempre foi boa praça, se meter com gente barra pesada e trair o Jack. Absurdo!

FIM DE UMA PRESIDÊNCIA
Dia 5–6:00am-7:00am

Charles Logan (Gregory Itzin): presidente de bosta, maquinador extraordinário e… terrorista? Depois de passar horas seguindo evidências que provavam o envolvimento do presidente Logan nas atrocidades do dia, Jack finalmente o deixa acuado. Mas quando Logan diz que se Jack o matasse ele seria lembrado como outro Lee Harvey Oswald, Jack percebe que não precisa resolver todos os seus problemas com violência e deixa a lei lidar com isso. Boa, Jack!

MARTHA PIRA
Dia 6–6:00pm-7:00pm

Bem, talvez se Jack tivesse matado Logan no final do Dia 5 teria sido melhor do que o que aconteceu com o ex-presidente na sexta temporada. Logan entra em contato com Jack com uma informação crítica que apenas sua levemente insana esposa, Martha (Jean Smart), poderia fornecer. Ao invés disso, Martha joga kiwi na cara do ex-marido, grita “assassino”e o esfaqueia. Bem feito.

O ENFORCAMENTO
Dia 6–10:00pm-11:00pm

Se alguns de nós já estávamos preocupados com as implicações morais das atitudes de Jack, imagine nosso horror quando ele estrategicamente coloca uma corrente no pescoço do vilão Abu Fayed (Adoni Maropis) e o enforca na sexta temporada? Vindo depois de uma sucessão de episódios brutais — Morris torturado com uma furadeira, o cara russo cortando seu próprio braço — a solução da principal ameaça terrorista do Dia 6 parecia violência gratuita tomando o lugar de uma boa história. E esse é só um dos motivos pelo qual o Dia 6 é tido como o pior deles.

NÃO ME DÊ CHOQUE, CARA!
Dia 7–6:00 p.m. — 7:00 p.m.

Nós já sabíamos que Jack estava disposto a torturar qualquer um por um bem maior, mas quando ele invadiu a Casa Branca e se trancou em um escritório para arrancar informações de Ryan Burnett (Eyal Podell) com a ajuda de um aparelho de choque, o cara passou dos limites. A presidente teve que colocar a porta abaixo para deter o cara. Que isso, cara?

APENAS FAZENDO SEU TRABALHO
Dia 8: 4:00 a.m. — 5:00 a.m.

Nunca houve dúvidas de que Chloe estava sempre cuidando de Jack e nós já tinhamos visto ela usar uma arma lá trás no Dia 4, mas isso não diminuiu em nada o quão bacana foi vê-la puxar uma arma pro cara da NSA Frank Haynum (Chris McGarry) para tentar restaurar os sistemas da CTU do jeito dela. E porque ela é fodona, deu certo!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!