5 músicas mais explícitas já produzidas na indústria fonográfica

Certamente não são músicas que uma avó gostaria de ouvir.

Você já escutou uma música que era tão sexualmente explícita que precisou rezar depois? Não? Se prepare, pois, listaremos 5 das músicas mais sacanas já tocadas, depois das posições, pode começar a reza.

5) Motley Crue — Girls, Girls, Girls (1987)

Sem nenhuma dúvida, essa é a música mais sexista presente nesse ranking. Com um vídeo apresentando mulheres seminuas dançando pole dance unido a um trecho da letra, na qual afirma “Eu sou um bom garoto, só quero um brinquedo novo”, Girls, Girls, Girls da banda de heavy metal Motley Crue demonstra explicitamente o conteúdo do vídeo com uma conotação sobre a mulher como objeto sexual, algo que irrita qualquer defensor do movimento feminista.

Aproximadamente 20 anos após o lançamento desse clipe, Lady Gaga escreveu uma música resposta ao machismo expressado por Girls, Girls, Girls; com a canção intitulada Boys, Boys, Boys; lançada no seu álbum de estreia The Fame, a cantora faz uma sátira à letra do Motley Cure sobre como a mulher deve ser um objeto para o homem. Obviamente que a música inteira foi feita como ironia, pois Lady Gaga sempre se demonstrou contra esse tipo de preconceito.

4) Caetano Veloso — Um Sonho (2006)

Se prepare para ver o Kama Sutra ser dito em formato de poesia. Caetano Veloso compôs Um Sonho de um jeito bem sutil, várias metáforas para suavizar o real significado das palavras. No entanto, se você ler essa canção e imaginar algo obsceno, tenha a certeza que realmente esse é o significado, ou você pensava que “toda a minha chuva, todo o meu orvalho, caí sobre ti, se desabas e espelhas da cama” é alguma saudação do amanhecer?

Curiosamente, Caetano disse que a música foi inspirada na atriz Luana Piovani — eles nunca tiveram um caso para que ele pudesse escrever uma música com esse teor erótico-, a própria atriz confirmou essa afirmação “Ainda me surpreendo como a mídia nacional dá atenção a coisas pequenas… Eu disse que o poema foi escrito, inspirado, em mim há mais de um ano e agora, musicado… E eu fiquei feliz… Simples assim… Mas vai ser feliz pra ver como incomoda… Agora me deixem em paz”, contudo a atenção que a mídia deu para esse fato foi tanta que Caetano decidiu voltar em sua afirmação e disse que a música não era sobre ela, posteriormente, ele se desmentiu e revelou que a música era mesmo sobre Luana.

3) Sir Mix a Lot — Baby Got Back (1992) / Nicki Minaj — Anaconda (2014)

Não houve empate para ter duas músicas em uma mesma posição, esse é um dos raros momentos em que uma canção extremamente sacana conseguiu servir de inspiração para a composição de outra música com conteúdo ainda mais sexual.

Sir Mix a Lot já falava em suas músicas sobre bundas, e das grandes, antes que qualquer pessoa pudesse se aprofundar no assunto. Em Baby Got Back vemos uma grande quantidade de duplo sentido junto a uma variedade de conotações sexual, por exemplo, há a utilização de banana e maçã no clipe para fazer referência aos órgãos do corpo humano. Conteúdo extremamente explícito e bundas por todo o lado até o final do clipe, essa é a expectativa de alguém que gostaria de assistir algum vídeo desse rapper.

Usando como referência Baby Got Back, Nicki Minaj lançou Anaconda em 2014, também com a temática sobre bundas grandes, é claro que a música faz alusão ao sexo, sobretudo à genitália masculina, frase como “Ele tosa minha salada como se o nome dele fosse Roman”, reafirma a obscenidade exacerbada contida nessa letra, que por sinal é inspirada no hit da década de 90 tão explicitamente sexual quanto Anaconda.

2) Prince — Darling Nikki (1984)

Apesar da música não ter sido lançada pelo cantor como single no disco Purple Rain, a letra teve sua notoriedade pelo conteúdo muito sexual presente na canção, atraindo a atenção da mídia. A autora Tipper Gore testemunhou sua filha de 11 anos escutando essa música, a revolta da mãe foi tão grande por causa da letra que foi o suficiente para fundar uma empresa que regulariza o conteúdo impróprio para crianças, segundo os pais.

Certamente Prince deixou um legado para a música, pois, graças a ele, mais precisamente a partir da música Darling Nikki, que álbuns com conteúdo adulto vêm com um selo de indicação colado na capa do disco, o chamado “Parental Advisory”.

1) Divinyls — I Touch Myself (1991)

Todas as posições desse ranking falaram sobre sexo a dois, contudo, Divinyls conseguiu ser a música mais sacana por falar sobre sexo a um. Vale lembrar que os compositores e integrantes do grupo já estavam cansando impacto há um tempo com algumas composições, por exemplo, Like A Virgin cantada por Madonna.

A música fez muito sucesso, representando a canção de melhor venda para a banda. Atualmente há vários covers e apresentações dessa impactante canção. Com uma letra muito explícita e o clipe ainda mais objetivo, não há dúvidas de que I Touch Myself conseguiu essa molhada primeira colocação nesse ranking sobre músicas sacanas.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

A Fazenda voltou e o que esperamos? Memes! Mas será que os novos memes superam estes??? Clique e assista agora.

Será que você sobreviveria em American Horror Story 1984? Assista ao vídeo e prepare-se para a nova temporada.

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER