A animada e hilária Family Guy

Começando a nova coluna aqui no Box de Séries, vou falar sobre as séries de animação para o público adulto.

Atualmente, nesse oceano a Fox nada de braçada — Os Simpsons, Futurama, Family Guy, American Dad e Cleveland Show — todas as líderes desse segmento pertencem à gigante americana do entretenimento. Mas, além dos peixes grandes, vamos analisar algumas alternativas e também os clássicos.

Para começar, selecionei aquela que, na minha opinião, é a mais ousada série de animação da atualidade — Family Guy.

Criada por Seth MacFarlane, Family Guy, que hoje está em sua oitava temporada, foi ao ar pela primeira vez em 31 de Janeiro de 1999, após a final da NFL (Liga Nacional de Futebol Americano) e atingiu incríveis 22 milhões de espectadores em sua primeira aparição.

O episódio de estréia “Death has a Shadow”, apresenta a família ao grande público e dá a nota do que viria a se tornar a série, com inúmeras referências e críticas aos mundos nerd e pop. E esse é um grande diferencial de Family Guy, Seth é um nerd que adora filmes, seriados, livros e quadrinhos e, por isso, enche seus episódios de referências a esse mundo para o deleite da audiência.

Um exemplo claro do uso dessas influências nesse primeiro episódio é quando durante uma discussão à mesa, Lois, a matriarca da família (dublada por Alex Bornstein, Miss Swan da MadTV), diz à sua filha Meg (na época, dublada por Lacey Chabert de Party of Five), que os maiores conflitos da humanidade foram frutos de problemas com a auto-estima e, então, há um corte para uma cena em que um Hitler mirrado tenta exercitar-se em uma academia, enquanto os judeus musculosos chamam a atenção das garotas.

No mesmo episódio, Peter, o pai da família (dublado pelo próprio Seth MacFarlane), pede à esposa que lhe deixe ir a uma festa. Lois concorda, mas somente com a promessa de que não beberia. Peter concorda com a promessa, mas não a cumpre e, como consequência, acaba por ir ao trabalho de ressaca e é demitido.

Com medo de contar à Lois que fora demitido, Peter esconde o fato, mas seu cachorro Brian (também dublado por MacFarlane) o convence de que não poderá esconder o fato por muito tempo, uma vez que o dinheiro começaria a faltar.

Eis que Peter aparece com a grande idéia de apresentar-se ao Seguro Social e solicitar uma pensão. Peter consegue a pensão do governo, mas por um erro acaba por receber uma quantia absurdamente grande de pensão e opta por omitir esse pequeno fato do Seguro Social e de sua esposa Lois, dizendo a ela que havia recebido uma promoção em seu emprego.

Quando Lois finalmente descobre a farsa de seu marido, ela, enfurecida, exige que Peter resolva a situação. Convencido de que a melhor maneira de redimir-se com a esposa seria devolver o dinheiro aos contribuintes, Peter aluga um balão e sobrevoa um estádio de futebol americano fazendo chover dinheiro sobre o público no estádio. O narrador-astro John Madden, indignado pela chuva de dinheiro estar arruinando o jogo, pede à segurança que derrubem o balão e prendam o piloto.

Durante o julgamento, Peter é condenado e ao tentar defendê-lo, Lois acaba juntando-se à ele. É então que Stewie, o bebê da família (dublado adivinhem por quem? Seth MacFarlane), utiliza seu dispositivo de controle da mente para restaurar a ordem.

No final, a família reunida volta para casa, onde Peter planeja novas maneiras de conseguir dinheiro de maneira fácil.

Esse é o melhor aspecto de Family Guy, nem sempre há lição moral, pois na vida real, não há como corrigir todos seus erros e nem sempre os justos colhem os frutos. Family Guy não mede consequências ou pondera sobre assuntos delicados. Política, religião e outros temas são abordados sem pudor, com muito humor — A diversão é o foco.

Caso já conheça o seriado sugiro que reveja os episódios clássicos, valem cada minuto. E para aqueles que nunca assistiram, não percam mais tempo, Family Guy pode ser vista em terras tupiniquins pelo canal FX na TV por assinatura, nas madrugadas de domingo na Globo após o Altas Horas ou na sempre amiga internet — o site http://www.mundofox.com.br oferece episódios inteiros das temporadas anteriores.

O que achou do primeiro gostinho da nova coluna? Deixe seus comentários!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!