A longa lista amorosa de Taylor Swift

Se há duas coisas que Taylor Swift sabe fazer bem é terminar relacionamento e escrever músicas sobre isso.

Se você é um ex da Taylor Swift, então pode esperar que em algum dia terá uma música sobre você. Nessa lista, mostraremos 10 músicas que falam sobre os relacionamentos da cantora, seja com algum famoso, milionário ou alguém fora da mídia.

Cory Monteith — Mine (2010)

O falecido ator Cory Monteith sempre será lembrado pela sua atuação na série Glee. Entretanto, pouco tempo depois de se juntar ao elenco no papel de Finn Hudson, ele frequentemente foi ligado ao seu possível relacionamento com a cantora.

Apenas a ideia de ter um relacionamento duradouro com Cory deixou uma marca em Taylor Swift, e o aparente afeto pelo ator foi o suficiente para a composição da música Mine, lançada em seu terceiro álbum.

Nenhum dos dois confirmaram a suspeita, mas ficou claro que definitivamente havia um sentimento mútuo de respeito e admiração.

Sam Armstrong — Should’ve Said No (2006)

Lembra dos dias em que Taylor estava com Sam Armstrong? Não? Na verdade, quase ninguém deu muita atenção para ele, isso porque simplesmente poucas pessoas da indústria pop sabiam quem era esse rapaz.

De acordo com Taylor Swift, quando ela tinha 16 anos ele a traiu com outra amiga e dado pela intensidade de Should’ve Said No, a cantora realmente quer que o rapaz pague por isso. No final, pode valer a pena passar por um momento igual a esse, afinal, quantos rapazes poderiam falar que uma ex-namorada escreveu uma canção sobre eles?

Drew Dunlap — Tim McGraw (2006)

Quando você está no primeiro ano do ensino médio, por menor que seja, tudo em sua volta tem um jeito de influenciar seus pensamentos. Nesse caso, foi um cantor de música country que lembrou Taylor Swift sobre seu futuro ex-namorado, o colega de escola Drew Dunlap.

Por um lado, temos que reconhecer o talento da Taylor Swift em ter se envolvido na indústria da música tão cedo, principalmente com suas composições. Em contrapartida, somente faz sentido questionar a intensidade do relacionamento se uma garota já está planejando terminar o namoro em uma música de separação para seu primeiro álbum. Mas essas coisas acontecem, às vezes a pessoa precisa deixar a cidade para estudar fora e às vezes uma cantora precisa de inspiração para compor.

Taylor Lautner — Back to December (2010)

De vez em quando, um verdadeiro artista deve se olhar no espelho e imaginar a dor que poderia ter sido infligida sobre outras pessoas ao longo do caminho. Menos de um ano depois de romper com Taylor Lautner, em dezembro de 2009, Taylor Swift lançou a música Back to December, na qual ela faz um pedido de desculpas ao ator por ter terminado o relacionamento.

Jake Gyllenhaal — The Last Time (2012)

Com a fama vem a oportunidade e com isso aparece menos espaço para continuar um relacionamento, pelo menos quando as duas partes estão no auge de suas carreiras. No final de 2010, Taylor Swift começou um breve namoro com o ator Jake Gyllenhaal, mas de acordo relatos, ele não a manteve exatamente como prioridade em sua vida.

Não podemos culpar Taylor por ter se ofendido com a situação, mas devemos concordar que uma experiência como essa foi que serviu como base para a composição de mais uma música sobre relacionamento, The Last Time.

Conor Kennedy — Begin Again (2012)

Quando você é uma cantora country que está crescendo no Tennessee, você começa a namorar cantores de música country do Tennessee. Contudo, depois que Taylor conseguiu se tornar um nome conhecido na região, ela foi capaz de ampliar seu horizonte para a indústria da música. Dessa forma, ela conheceu o filho do radialista americano Robert Kennedy Jr, Conor Kennedy.

Com Begin Again, Taylor Swift pode abordar suas composições com um outro ângulo, já que Kennedy era apenas um adolescente quando os dois começaram a namorar em 2012. Além da fortuna e fama, é evidente que Taylor apenas queria alguém que pudesse entendê-la, não uma criança arrogante que somente queria mais uma.

Jordan Alford — Picture to Burn (2006)

Qual é a forma mais lógica de lidar com um amor não correspondido quando você é um adolescente? Naturalmente você questionará a sexualidade da pessoa amada, ou pelo menos fingir isso e colocar todos os seus pensamentos em uma música country.

Para ser justo, Taylor admitiu que a música Picture to Burn não necessariamente reflete um estado de maturidade no seu estilo de compor. Mas após receber um beijo na bochecha e mais tarde ver seu crush se casar com uma das suas melhores amigas, não tem como ajudar, o melhor é só rir da situação.

Joe Jonas — Forever and Always (2008)

Quando você começa um relacionamento com Taylor Swift, as chances são que você possivelmente será o foco de pelo menos uma futura música da cantora. Após o término do namoro com Joe Jonas em 2008, Taylor começou a refletir e escrever sobre as alegrias e frustrações de ter um romance público, nesse contexto surgiu a música Forever and Always.

No entanto, os dois acabaram se tornando amigos e Joe serviu de inspiração para mais uma composição, dessa vez sob o título de Holy Ground, o qual não é exatamente uma música sobre fim de relacionamento.

Holy Ground não é uma das canções mais bem-sucedidas comercialmente, contudo, percebe-se que o conteúdo da letra reflete sobre uma mulher que entra em contato com sua individualidade e começar a pensar sob uma nova perspectiva de vida.

Harry Styles — I Knew You Were Trouble (2012)

Com todo o respeito à Harry Styles, ele pode, ocasionalmente, chegar ao nível de rebeldia e idiotice de Justin Bieber. Infelizmente, algumas mulheres se encantam com esse temperamento, como foi o caso de Taylor Swift quando ela começou a namorar o cantor ex-integrante do grupo One Direction. Sem surpresa alguma, o relacionamento do casal não durou por muito tempo.

O que você pode fazer quando é tão famoso como Taylor Swift e encontra um indivíduo com uma singularidade bizarra como Harry Styles? Até mesmo Taylor não poderia necessariamente explicar o que aconteceu. Esse tipo de amor louco envolvendo duas mega celebridades sempre fornece a inspiração necessária para alcançar as primeiras posições a Billboard.

John Mayer — Dear John (2010)

No começo de sua carreira, Taylor começou a namorar vários cantores talentosos, no entanto, isso não é do nosso interesse, até ela fazer que vire do nosso interesse. Com Dear John, ela não deixa exatamente certo sobre quem a canção possa ter sido inspirada. Mas, dada a análise de um trecho da letra, na qual fala de um John se aproveitando de uma adolescente ingênua, não seria uma surpresa ter visto John Mayer ter comentado sobre a música na revista Rolling Stones “Me fez sentir terrível. Porque eu não merecia isso. Foi um exagero ela ter feito algo assim”.

BÔNUS

Blank Space (2014)

Após várias vezes a mídia noticiar os relacionamentos de Taylor Swift, e principalmente, os términos, a cantora decidiu compor uma canção que satirizasse a imagem que esses veículos colocaram nela, a partir dessa ideia surgiu Blank Space. “Algumas coisas que eu escrevi na canção Blank Space são sátiras. Você pega sua licença criativa e inventa coisas que estão acima da sua realidade. Você pode escrever algo como ‘Eu fico bêbada de ciúmes, mas você voltará a cada vez que sair, porque querido, eu sou um pesadelo fantasiado de bom sonho’”. Essa não é a forma que eu começo meus relacionamentos. Mas é legal escrever uma narrativa de uma garota louca, porém, sedutora, glamorosa e manipuladora. Essa era a personagem que eu sentia que a mídia escrevia sobre mim, e por muito tempo eu me sentia mal por isso. Eu encarava como pessoalmente. Mas com o passar do tempo, eu percebi que isso era meio engraçado. ”

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!