A regra do jogo: o canto do cisne de Romero Rômulo

Beirando a loucura, Romero Rômulo delineia seu destino em A regra do jogo.

Vamo matá o Romero, tu e eu!” — ATENA.

Nome dos capítulos: Meu filho, meu tesouro (145), Bomba caseira (146), Ventre livre (147), Um é pouco, dois é bom, três é demais (148), A fraqueza do carrasco (149), Pacto sinistro (150).

Romero Rômulo. Esse é o nome do momento em A regra do jogo. A cada capítulo, a cada cena, a cada diálogo, o espectador acompanha a derrocada do personagem e sua espiral de autodestruição, bem como o adeus à sua lucidez.

Ser rejeitado por Tóia grávida foi o catalisador das atitudes extremas tomadas por ele. Sua atitude assim que se vê livre da prisão é correr para o casamento da amada. De nada adiantou os apelos e esforços de Atena. Romero só enxerga sua obsessão por Tóia e pelo filho que ela carrega.

Construir um quarto de bebê em uma casa numa região afastada do Rio de Janeiro foi apenas a primeira de suas atitudes questionáveis. Depois, sequestra Tóia em sua lua-de-mel e a mantém cativeira naquele lugar em situações nada propícias.

Todas as sequências passadas no cativeiro são angustiantes e claustrofóbicas, transmitindo ao espectador toda a sensação de sufocamento vivido por Tóia. Ela, grávida, enfrenta todo o horror das sandices de Romero e, quando tem a chance de escapar, acaba se vendo vítima de Atena, outra que também começa deixar seus sentimentos falar acima da razão.

Aliás, sobre Atena, chega a doer ver uma mulher tão interessante se rastejando atrás de um homem que não vê nela a pessoa ideal para sua vida. Por diversas vezes, Atena ainda tenta convencer Romero de suas ações não as mais indicadas, mas ele continua cego por sua obsessão.

O momento em que Atena toma a decisão de convencer Tóia a matar Romero é um dos mais excitantes da novela. Bem conduzido, bem dirigido, manteve a tensão do espectador até o último instante. Resta saber como as duas conduzirão seus planos.

A volta de Kiki também movimentou as coisas na mansão dos Stuarts. Dante já não confia mais cegamente na mãe, mas está longe de ser o policial esperto que todos desejam. Por mais que ele desconfie que algo está errado, não consegue ligar os pontos. Não demora muito para a casa cair para Gibson.

Aliás, o Pai está contando demais com seu poder. Usa-o para ameaçar Zé Maria a permanecer quieto, para chantagear Kiki, para persuadir Aninha. Em breve todo esse poder não valerá de nada e ele encontrará seu fim. Mas é interessante notar como o texto de João Emanuel Carneiro coloca Gibson lá no alto, preparado o terreno para a queda.

Todos os demais núcleos continuam sendo desenvolvidos paulatinamente, porém sem o mesmo interesse do enredo principal. É uma pena ver como Adisabeba está perdida dentro da novela. Sua via crucis como a mãe sofredora chegou ao esgotamento de suas possibilidades e agoniza em uma narrativa que funcionaria bem em outra novela, não em A regra do jogo.

A novela continua eletrizante. Tudo está funcionando de maneira bem eficiente. João Emanuel Carneiro e Amora Mautner seguem como uma boa dupla e fazem de A regra do jogo uma obra superlativa na dramaturgia atual.

E você? O que tem achado dos rumos de Romero Rômulo? Não esqueça de votar e deixar seu comentário.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!