As 5 séries mais superestimadas da TV

Às vezes, é difícil entender porque as pessoas gostam tanto de certas séries — mas isso é da natureza humana, afinal nem todo mundo tem que gostar das mesmas coisas, certo?

Mas o que acontece quando TODO MUNDO parece amar uma série que você acha intragável?

Foi essa a questão levantada pelo pessoal do TV.com que me fez pensar quais as 5 séries mais superestimadas da TV, aquelas que todo mundo gosta, mas que não são tão boas assim. E vamos à polêmica:

01 — Lost

Em preparação para o podcast que será gravado hoje, nós do Box estávamos discutindo que Lost deveria ter tido apenas 3 temporadas ou que deveria ter acabado logo na segunda. Afinal, a história da primeira temporada é brilhante e instigante e nos apresentou alguns dos personagens mais interessantes e intrigantes da TV. Mas ao invés de ir resolvendo as questões levantadas nessa primeira temporada com mais uma ou duas, a série nos arrastou ano após ano para um mar de perguntas, mistérios e “pequenas revelações” que fez com que só os mais fanáticos continuassem leais. Até parece que, apesar das afirmações contrárias, os produtores foram inventando a história conforme as coisas iam acontecendo. E agora que Lost está quase no final, praticamente ninguém está interessado nas respostas e muitos já estão se conformando de que elas, mesmo que venham, não serão nem de perto suficientes.

02 — The Office

Infelizmente, não há como dizer que The Office é superestimada sem compará-la com sua versão britânica. O documentário de mentirinha inventado por Rick Gervais e Stephen Merchant é um vislumbre bem-humorado das estranhas relações de trabalho e das inseguranças da experiência humana. Os personagens, apesar de tristes e solitários, são simpáticos (ou pelo menos, é fácil se identificar com eles). Além disso, a versão britânica terminou depois de apenas duas temporadas, deixando o público com gostinho de quero mais. Enquanto isso, a versão americana pegou a fórmula e a consumiu totalmente, chegando a um ponto crítico. As histórias estão ficando cada vez mais bizarras — o que dizer do surto de Dwight detonando a casa de Pam e Jim enquanto os dois estão na maternidade? — e explorando as neuroses e inseguranças das pessoas de uma maneira cruel, fazendo com que os personagens pareçam cada vez mais carrancudos e vingativos –vide o caso do próprio Jim que virou chefe e perdeu completamente seu senso de humor. Em outras palavras: a piada simplesmente não tem mais graça.

03 — Weeds

Weeds apareceu em uma época em que a HBO dominava a TV a cabo e a Showtime estava buscando se diferenciar correndo alguns riscos: uma mulher do subúrbio que vende maconha para manter seu alto padrão de vida depois que seu marido morreu? Parece o roteiro perfeito! Se bem que em 1983, o filme de Tom Cruise, Negócio Arriscado já mostrava um adolescente cometendo atos ilegais — no caso, prostituição — para levantar uma grana. Enfim, o fato é que Mary Louise-Parker é bonita e um elenco de apoio que tem Elizabeth Perkins e Justin Kirk seria sempre garantia de boas risadas. O problema é que a sátira bem sacada virou fumaça e hoje em dia a série é apenas uma viagem ruim.

04 — Glee

Não há como negar que Glee é contagiosa com suas músicas pegajosas, ingenuidade alegre e cores brilhantes. Mas seu breve histórico já mostrou sinais de esgotamento. O roteiro é fraco e cheio de furos, com personagens bidimensionais que mudam suas trajetórias — que não levão a lugar algum — apenas para encaixar algum número musical. Se por um lado, as canções são inegavelmente divertidas, poucas alcançaram o nível de “Don’t Stop Believing” apresentada no Piloto. Pior: os dois maiores talentos da série — Jane Lynch e Lea Michele — são, na maior parte das vezes, sub-utilizadas. Uma vez que o hype passar, Glee será vista como realmente é: nada mais do que uma sessão de karaokê.

05–30 Rock

Para gostar de 30 Rock, tem que se gostar de Tina Fey. E se você não gosta dela, fica complicado entender porque todo mundo gosta desta comédia. Afinal, a série é uma sucessão de piadas bobas sem uma narrativa uniforme e com personagens ridiculamente chatos. Com suas referências a cultura pop, 30 Rock mais parece um quadro de Saturday Night Live longo demais e que não tem vida própria. Aposto que a série será esquecida 5 anos depois que sair do ar, bem diferente de outras comédias — como Friends, por exemplo.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!