Barrados no Baile

Por Rafael Revadam

E hoje, a coluna O Melhor e Pior resolveu limpar o baú! Diretamente dos anos 90, o Box de Séries apresenta a série adolescente que conquistou o Brasil, Barrados no Baile.

Criada por Darren Star (autor também de Sex and the City e Melrose Place), Beverly Hills, 90210 inovou por ser uma das poucas séries na época que retratava a adolescência. A ideia era falar sobre dois irmãos gêmeos, a duplinha sertaneja Brandon (Jason Priestley) e Brenda (Shannen Doherty), que se mudam com seus pais para Beverly Hills, onde conhecem novos amigos e se metem em grandes confusões.

Deixando minha sinopse a la Sessão da Tarde de lado, é hora de preparar o pote de gel e as roupas estampadas e conferir o que ela tem de melhor e pior, claro.

DYLAN! DYLAN! DYLAN!

Dylan (Luke Perry) era o rebelde da vez! E quando eu digo rebelde, eu digo rebelde mesmo (se você acha que ser rebelde é estudar em colégio particular e ter uma bandinha pop secreta, por favor, reveja os seus conceitos)! Dylan era aquele que contrariava a tudo e todos, sempre se metia em confusão e, muitas vezes, perdeu relacionamentos por besteiras. Dylan era inconsequente, mas amigo — e isso na série era o que mais importava.

SOMOS AMIGOS, AMIGOS DO PEITO…

Deixando a piada de lado, o maior destaque da série (ou pelo menos, a maior mensagem que ela passou) era a amizade. Barrados no Baile mostrava, acima de tudo, o relacionamento entre uma turma de amigos e essa amizade amadureceu com o passar dos anos. Infelizmente, nem todo o elenco original permaneceu durante suas dez temporadas, mas foi muito legal acompanhar as mudanças dos personagens que restaram.

SHANNEN DOHERTY

Diferentemente dos fãs tradicionais, eu particularmente comecei a ver Barrados no Baile a partir de sua 5ª temporada, onde Shannen Doherty e sua chata Brenda sequer existiam. Quando soube de sua existência, afinal de contas ela era uma das protagonistas, resolvi ver as primeiras temporadas. Confesso que as primeiras temporadas são as melhores, mas Shannen Doherty não fazia nada — aliás, nunca fez. Sua personagem era irritante e sua interpretação pior ainda. Que bom que ela brigou com a Tori Spelling (filha do produtor da série, Aaron Spelling, e intérprete da personagem Donna) e saiu no final da 4ª temporada.

A HORA DE ACABAR

Como algumas séries atuais, Barrados no Baile também sofreu desse mal: ela não soube a hora de acabar. A série, que tinha como objetivo abordar a adolescência, acompanhou seus personagens até a fase adulta e perdeu (e muito) seu enredo principal. Suas histórias se tornaram mais fracas, pesadas e, nas últimas temporadas, mais pareceu um drama mexicano do que uma série…

SPIN-OFF? ONDE?

Sério, dizer que 90210 é um spin-off de Barrados no Baile é insultar todos os fãs da série clássica! 90210 poderia muito bem ter outro nome, já que seus vínculos com Barrados no Baile são quase nulos. Na minha opinião, ela foi chamada de spin-off apenas como estratégia de marketing, ou seja, para conseguir audiência, o que é muito triste. 90210 é um misto de Popular e Gossip Girl que nada condiz com a série que foi “derivada”. Tudo bem, alguns personagens de Barrados apareceram nessa coisa, mas a história deles foi tão fraca que nem pra sustentar a história serviu.

E aí, concordam ou discordam? Fico aguardando a opinião de vocês e deixo a minha pergunta: qual série merece dar as caras aqui nas próximas semanas?

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!