Better Call Saul 2×01 — Meia-volta

Segunda temporada de Better Call Saul tem uma excelente estreia.

Crise de meia-idade? Não, é clareza. Clareza de meia-idade.”— MCGIIL, Jimmy

Assim como Uno, o episódio de estreia da série, Meia-volta começa retomando a fase em que Jimmy trabalhava na lanchonete e parecia extremamente infeliz. Sabemos que cronologicamente esse período veio após o sucesso de Saul Goodman, e pelo andar das coisas ainda tem muito chão até lá.

Após recusar a oferta de viver um sonho como advogado do Davis & Main, Jimmy parece ter atingido o turning point de sua vida. Ele diz que não quer mais advogar, que cansou de viver em função da felicidade de Chuck e que será menos “certinho” daqui pra frente, apesar de ser óbvio que o ofício de advogado não o abandonará tão cedo. É interessante a forma como o personagem vira a chave de uma hora para outra e, apesar dos conselhos de não comparar com Breaking Bad, fica impossível não ver em Jimmy uma inspiração na forma como Walter White também cravou o turning point de sua vida.

Kim surge, como sempre, para dar uma iluminada nos pensamentos do protagonista, que está esperando viver algo que ele não é. É bom ver que pelo menos alguém dá a Jimmy o devido valor: A amiga o relembra de como ele batalhou para chegar ali e o desperdício que seria não tê-lo mais como advogado. Ainda um pouco iludido pelos dias divertidos que viveu com Marco, Jimmy coloca Kim no meio de um de seus golpes.

A brincadeira não é muito perigosa e nem vai longe demais, mas é um excelente refresco para a trama porque dá uma leveza para Kim, sempre muito séria e preocupada com a vida dela e de todos a sua volta. O golpe mostra uma Kim ainda não vista e que, frente a situação toda, cansa de lutar contra seus desejos — e o de todos os espectadores desde o primeiro episódio da primeira temporada! Será que essa nova maré, que parece ser de boa sorte para Jimmy, também mudará as coisas no âmbito amoroso? Tomara que sim, Jimmy e Kim formam um belo casal que até já shippamos: Kimmy.

Por mais que os dias de golpes e sol na beira da piscina sejam bons, o advogado sabe qual é o seu chamado e tem consciência de que não dá para viver apenas do dinheiro da Sandpiper. Num ato de sensatez Jimmy volta atrás, aceita a oferta do Davis & Main e começa a viver o tão esperado sonho, tudo em um belo escritório, com um monte de gente simpática e em sua própria sala, maravilhosamente mobiliada. Mas, ao avistar um interruptor com o aviso “nunca desligar” seu instinto de se meter em problemas o manda direto lá. Ele desliga, liga e nada acontece… Por enquanto.

Mike, seu patrão nerd e Nacho não ficaram de fora de Meia-volta, afinal, parece que esse núcleo ainda terá muito o que resolver. Após demitir Mike, o traficante de pílulas é enganado por Nacho, tem sua casa invadida e alguns pertences roubados. A história ainda vai longe, mas uma coisa é certa: Dispensar Mike foi um erro dos grandes.

E você, o que achou da estreia de Better Call Saul? Deixe sua nota!

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!