Californication: Mulheres, Livros & Rock n’ roll

Já é 2012 e quem aí lembra das promessas de ano novo, vida nova…? Bem, no mundo das séries, pelo menos, novidade é o que não falta. Afinal, domingo (08) estreia a nova temporada de Californication e eu resolvi fazer um apanhado de Curiosidades através dos quatro anos que passaram.

No ar desde agosto de 2007 pelo canal Showtime, a série criada por Tom Kapinos (Dawson’s Creek) conta a história de Hank Moody (David Duchoyny, Arquivo X), um escritor que está passando por uma crise de criatividade enquanto tenta ajustar a relação com a filha e com a ex-namorada. Acontece que o cara não consegue controlar o seu “apetite” por belas mulheres, o que acaba sendo um problema.

Abaixo, veja as 10 curiosidades que eu separei sobre a série:

# Californication é uma amálgama, resultado da junção das palavras “California” e “fornication” (fornicação). A origem vem da expressão Don’t Californicate Oregon, usada muito em adesivos no final dos anos 70 e início da década de 80. Além disso, o álbum Californication, o de maior sucesso do grupo Red Hot Chilli Peppers vendendo mais de 15 mi de cópias, também serviu de inspiração.

# A música que toca no início do piloto é a mesma que toca no último episódio da primeira temporada: You Can’t Always Get What You Want, dos Rolling Stones. Já a segunda temporada começa com California Dreaming, do grupo The Mamas & The Papas, e encerra com a regravação feita por Shaw Blades.

# Falando no final da segunda temporada, sabe o que quer dizer La Petite Mort, o título do episódio, em português? Seria algo como “a pequena morte”, em tradução livre. A expressão se refere ao orgasmo masculino.

# Mia Culpa, o episódio final da terceira temporada, faz referência ao termo latim Mea Culpa, que quer dizer “minha culpa”.

# Lê-se na placa do Porsche no piloto da série: 5KZ0475.

# David Duchoyny não queria mais trabalhar na TV, pois se dizia “exausto depois de Arquivo X”. Segundo o ator, o que o fez mudar de ideia e aceitar o papel foi a relação do personagem com sua filha, Becca.

# Lembra quando a Becca tocava em uma banda de rock? O grupo se chamava Kill Jill.

# Sabe qual a inspiração de Hank Moody para dar nome aos seus livros? South of Heaven, Seasons in the Abyss e God Hates Us All, que são os livros escritos pelo personagem, também são nomes de álbuns da banda Slayer!

# Foram feitas algumas referências aos astros da série Dawson’s Creek. Katie Holmes é citada pois é casada com o ator Tom Cruise que, como fica implícito em Californication, é o protagonista do filme A Crazy Little Thing Called Love, baseado no livro God Hates Us All, de Hank Moody. Já o sobrenome de Karen, é uma referência a James Van Der Beek. É possível ver em um convite de casamento que o sobrenome da moça é o mesmo do Dawson da vida real, Van Der Beek. Agora você deve estar se perguntando o porquê dessas referências, certo? É que os produtores e roteiristas Tom Kapinos e Gina Fattore também trabalharam na série de Kevin Williamson.

# Kapinos contou que a inspiração dele para o show foi a sua própria frustração por causa dos quatro anos em que ele escreveu roteiros para Dawson’s Creek, quando ele não estava se sentindo bem com o seu trabalho.

Até a semana que vem!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!