De joystick na mão! Cinco jogos toscos baseados em séries.

Tem série que faz muito sucesso na tela… da TV! Pois na do videogame é um fiasco.

Algumas séries extrapolam os limites das telas da TV em todos os sentidos e acabam se aventurando em outras plataformas. É o caso das séries que se transformam em livros, filmes e, até mesmo, games. Tire o pó do video-game e venha tirar um contra nos jogos de cinco séries que são tosquíssimas nos consoles. Aperte start aí:

5. Grey’s Anatomy

Seattle Grace (não sei mais o nome do hospital) e todos os seus dramas não poderiam ter ficado de fora dessa onda e ganhou uma versão para computador e consoles. O jogo mantém a fidelidade da série: você controla um novato e interage com os personagens de Grey’s Anatomy, podendo estreitar a relação com eles, ao melhor estilo The Sims.

Quanto mais sexo você fizer melhor seu relacionamento com seus parceiros, melhor será o suporte que eles lhe darão em operações, por exemplo. E falando em cirurgias, ao jogar o game se transforma em algo muito parecido com Trauma Center, jogo do Nintendo DS em que você usa a canetinha (Stylus) como instrumento cirúrgico. Um errinho e seu paciente morre na mesa de cirurgia.

E você sabe o que isso significa em se tratando de Grey’s Anatomy, né? Drama!

4. Prison Break

O jogo baseado na história de Michael Scofield pode causar um certo estranhamento para os fãs da série. Em Prison Break The Conspiracy, você não controla o personagem principal, mas sim um investigador que tenta descobrir porque os irmãos Scofield estão na mesma penitenciaria e tentar frustrar qualquer plano de fuga. Ou seja, já começa dando vontade de perder.

No decorrer do game, seu personagem irá se encontrar com rostos bem conhecidos da série original. Aliás, considerando a CG da época, os rostos foram bem produzidos e possuem fidelidade impressionante aos atores reais. O dilema fica para o fã da série, que conhece a história do sofrido Michael Scofield…

3. Desperate Housewives

Quem nunca quis estar na pele de Bree, Lynette, Grabriele, Eddie e Susan? Para falar a verdade, a maioria da gente, né? Bom, no jogo de Desperate Housewives, isso não será um problema pois o máximo que o jogador conseguirá é ser amiga delas.

A história do game gira em torno de uma nova dona-de-casa com amnésia (o jogador no caso) que se muda para Wisteria Lane. A mecânica do jogo é similar a do famoso The Sims, então talvez isso faça com que o jogador não encontre muita dificuldade para se adaptar ao game.

Provavelmente, a história de Desperate Housewives The Game se encaixe entre a segunda e terceira temporada, graças a alguns fatores presentes no jogo. Há quatro finais no game, o mais interessante deles é (spoiler) sua personagem surtando e atirando em todo o mundo. Divertido, não?

2. 24 Horas

Jack Bauer em mais um dia difícil e corrido. 24 The game coloca o jogador na pele de Bauer tentando salvar o mundo de mais um ataque terrorista. O jogo segue os padrões dos games de tiro em terceira pessoa. Não há muitas novidades para o gênero, o que permite qualquer tipo de fã se aventurar sem grandes frustrações.

A história se divide em três seções: A primeira mostra um ataque de Jim Prescott; a segunda mostra um ataque da CTU (Counter Terrorist Unit) e, finalizando, a terceira seção mostra um grande ataque terrorista tentando ganhar acesso a armas nucleares. Rostos conhecidos como os de Kimberly “Kim” Bauer, Tony Almeida, Michelle Dessler, Chase Edmunds, David Palmer, Max, Kate Warner e Ryan Chappelle estão presentes no jogo, mas só por 24 horas.

1. CSI

Provavelmente, é a série que mais foi adaptada para os games. Apenas CSI: Crime Scene Investigation possui oito jogos. Não há muito o que explicar, você controla um jovem CSI tentando subir de nível na corporação conforme seu trabalho. Para isso, o jogador terá que resolver diversos crimes, coletando evidências e interrogando suspeitos, fazendo testes em laboratório e comparando digitais. O jogo chega a ser difícil por ser extremamente detalhista, instigando o jogador a revirar todo o cenário atrás de novas evidências, caso contrário, não poderá proseguir, o que, por vezes, pode se tornar um pé no saco. Ossos do ofício.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!