Divertida Mente: a agradável animação… para os mais velhos

Divertida Mente (Inside Out) — Animação que agrada ao público mais velho.

Desde o primeiro momento que ela abriu os olhos, eu também estava lá” — Alegria.

Uma grande animação que aborda o conceito do que é a mente do ser humano, o que forma a personalidade de uma pessoa. Apesar de ter como público alvo as crianças, Divertida Mente com certeza deve atrair a atenção dos adultos, que entenderão melhor os temas tratados. Entre eles, destacam-se as críticas à sociedade atual, que valoriza o “ser feliz” acima de tudo, e onde qualquer demonstração de outro sentimento não é bem-vinda e deve ser combatida, ou as piadas inteligentes em que as emoções mostram como são elas que comandam as situações do cotidiano. Até mesmo aquela nostalgia, sentida pelos espectadores, que acompanham o crescimento da personagem Riley.

As crianças irão se divertir imensamente e o filme é muito colorido o que é muito atrativo às mesmas, e a magia da Disney/Pixar sempre faz a alegria de qualquer um. Mas a profundidade dos temas do filme só será sentida mesmo pelos mais velhos.

A história consiste nas emoções responsáveis em conduzir a vida de Riley, que são, Alegria, Tristeza, Medo, Raiva e Nojinho, cada uma delas tem como característica única e acentuada a emoção que representa. Liderados pela Alegria, essas emoções conduzem diariamente uma operação de guerra para adequar as emoções aos momentos do dia a dia, como, Nojinho sempre assumir o controle quando a mãe oferece algo para comer, que nos padrões de uma garota na idade de Riley, não é nada apetitoso, ou então quando a Alegria toma conta numa partida de futebol.

Divertida-Mente

Nenhum vilão é apresentado, mas como o filme parte do princípio que todos os momentos devem ser de alegria, a Tristeza poderia ser encarada como uma vilã, porém, não é isso que acontece. Devido à um acidente, Alegria e Tristeza são separadas do grupo, saindo da sala de comando, e indo direto ao cérebro, e as três emoções remanescentes não conseguem chegar a um consenso do que fazer, prejudicando a estabilidade emocional de Riley, e isso reflete diretamente no comportamento dela.

E com o foco na dinâmica dessas personagens tão opostas, nesse tour pelo cérebro da garota, somos surpreendidos com ideias que nos fazem refletir sobre as nossas próprias ações, e em coisas que esquecemos e deixamos para trás. No caso da mente de Riley, temos um grande reencontro, com um amigo imaginário, há tempos esquecido, e esse é um dos momentos altos do filme.

Portanto, Divertida Mente é um filme lindo e incomum, que agradará crianças e adultos. Nele podemos rir e nos emocionar, e em alguns momentos até chegar às lágrimas, ao perceber que todas as emoções são necessárias, inclusive um pouco de tristeza.

Somente um adendo, reparem que na pontuação, marquei 5 estrelas em “Atuação”, isso vale para os dubladores originais, que estavam ótimos, principalmente Amy Poehler (Alegria) e Phyllis Smith (Tristeza).

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

VIDEOCAST

David Yates, diretor de Animais Fantásticos 2, fez uma declaração no mínimo insensível.

Você com certeza já esqueceu uma série no Churrasco. Será que não!? Assista e descubra.

Todas as emoções da Spoiler Night da CCXP 2017. veja agora!