Em noite de touradas, Brenno Leone foi o touro abatido na arena

O toureiro agoniza na arena da Dança.

E a semifinal da Dança dos Famosos aconteceu na noite do domingo, dia 04 de dezembro sob o ritmo do paso doble. Foi um dia marcado por manifestações “contra a corrupção”. Deveria ter se estendido para o reality show de dança, porque se o que a gente viu não foi favoritismo, então eu não sei como denominar aquilo.

Sophia Abrahão e Felipe Simas estavam praticamente classificados para a final. Restava saber quem ficaria com a terceira vaga: Brenno Leone ou Rainer Cadete? Para começo de conversa, a própria formação do júri artístico já dava o tom do que viria a seguir.

Chamar Camilla Camila Queiroz e Arthur Aguiar não foi a decisão mais imparcial de todas. Não sei se vocês se recordam, mas ambos foram colegas de elenco de Rainer Cadete em Êta Mundo Bom! Além disso, a relação de Camila com Rainer é ainda mais forte, já que os dois estiveram presentes na premiada Verdades Secretas. Por mais justo que você seja, é impossível deixar de lado a parte da amizade.

O Padre Fábio de Melo foi o terceiro jurado artístico. Ele, juntamente com os outros dois, deveriam julgar a parte artística da dança. A parte técnica deveria ser deixada para Marcelo Misailidis e Carlota Portella, os jurados técnicos da noite. Mas o que se viu foi artista querendo avaliar quesitos técnicos para justificar as notas baixas de alguns e os aspectos artísticos para explicar as notas altas de outros.

Sophia Abrahão abriu os trabalhos com seu partner Rodrigo Oliveira. Carlinhos de Jesus, uma vez, deixou claro que paso doble é uma dança de chão, sem pegadas aéreas. O que se viu foi justamente ao contrário. O que mais teve foi Sophia sendo jogada para o alto. Ok, ela se sai muito nesses movimentos, mas ritmo é ritmo e descaracterizá-lo deveria resultar em alguma sanção. Não veio. Pelo contrário. A fraca apresentação da atriz foi louvada como a oitava maravilha e agraciada com cinco notas 10. Nesse caso, o favoritismo acaba atrapalhando.

O próximo da noite foi o desconhecido Brenno Leone e sua parceira Rachel Drodowsky. Desconhecido do grande público por ter feito apenas Malhação e Boogie Oogie, Brenno precisava ser espetacular para vencer a barreira dos jurados amigos de Rainer. Infelizmente, isso não aconteceu.

O ator apresentou uma coreografia limpa, sem erros, mas nada muito grandiloquente. As justificativas dadas foram de que ele usou “força demais” e foi “muito teatral”. E isso é muito curioso, pois desde que a Dança dos Famosos está no ar tem-se dito que o paso doble exige muita força e uma teatralidade específica. Os décimos tirados pelos jurados fariam falta no final da noite. Brenno não ficou contente com as notas e não fez questão alguma de esconder.

Na sequência, Rainer Cadete e Juliana Valcézia. O depoimento inicial de Juliana indicava o encaminhamento do episódio. A dançarina disse que seu sonho era dançar o paso doble e que sempre acabava ficando na repescagem. A narrativa começava a ser construída.

A posição inicial da dança de ambos foi, de fato, impressionante. As mãos de Juliana emulavam chifres de um touro e as expressões de Rainer confirmavam isso. Aliás, se tem uma coisa em que Rainer é bom é nas caras e bocas. Mesmo se dançar muito, o ator segurou todas as coreografias no carão. No entanto, é engraçado ver Carlota elogiando a teatralidade da imagem do touro, mas criticar Brenno por ser teatral.

A dança de Rainer e Juliana foi muito forte, bem marcada e com um bom desenvolvimento, até chegar ao último passo. Durante a execução, Juliana desequilibrou-se e quase caiu. Aí você pensa que isso acabará afetando as notas, certo? Errado. Lembre-se que Camila Queiroz e Arthur Aguiar, amigos de Rainer, estavam no júri.

Camila deu 10 explicando a nota com a estapafúrdia desculpa de que foi a única dança em que a mulher venceu. Além disso, louvou a superação de Rainer durante a competição. Quando alguém fala da superação, entenda que ele usa isso para não dizer que está dando 10 pela amizade. Nós já vimos isso com Magal nessa temporada. Arthur deu 9,9, mas parecia que tinha mandado um inocente para a forca de tão arrependido que estava. Até pediu para mudar de nota. Não pode. O que se viu a seguir foram quase dez minutos onde todos os jurados ficaram justificando suas notas. Incompreensível!

Para encerrar, Felipe Simas e Carol Agnelo. Mesmo que a dupla tenha levado notas 10, não foi essa Brastemp toda. Foi uma coreografia bastante preguiçosa e não acrescentou nada de relevante ao que a dupla já apresentou na competição. Apenas Carlota elogiando a posição inicial de toureiro de Felipe.

Uma coisa que incomodou muito foi que os jurados ficaram comparando as demais apresentações dos candidatos com a de Sophia. Afirmaram que ela foi o parâmetro. Peralá, o parâmetro não deveria ser o paso doble e os aspectos técnicos/artísticos? Favoritismo, às vezes, atrapalha o bom senso.

No fim, Felipe e Sophia terminaram empatados. Para quem afirmava que Sophia era a campeã antecipada da edição, Felipe surge com reais condições de levar o título para casa. Rainer acabou superando Brenno por apenas um décimo e foi para a final. Um dos mais injustiçados da edição, o jovem ator foi parar na repescagem e quase deixou de seguir em frente. No fim do quadro, Brenno foi cumprimentar um a um dos jurados. Faustão disse que era um sinal de humildade. Parecia mais uma atitude irônica. E não é possível condená-lo por isso.

Na próxima semana, a grande final acontece com samba e tango. É Brasil e Argentina na final. Quem será que leva? Alguém ainda tem dúvida?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!