Expectativa X Realidade

É fato! Criar expectativa sobre o seu futuro é o caminho mais curto e exato para a decepção. Porque mesmo que tudo dê certo, nada acontece — ainda bem — exatamente como a gente tinha imaginado. Uma das séries mais hispadas do ano é assim. Logo na sua estreia Girls foi comparada com Sex In The City, porém depois de alguns minutos de episódio a diferença entre Hannah Horvath e Carrie Bradshaw era nítida e poderia acontecer com qualquer um (a) de nós.

Em plena Nova Iorque, a jovem escritora tenta se sustentar com o que julga ser seu grande talento; escrever. Só que como nem todo mundo tem a sorte de arranjar um emprego num grande jornal, ter uma coluna semanal nele (mesmo sendo ‘desconhecida’) e para completar ganhar um salário que dê para suprir as extravagâncias de pares de sapatos e bolsas caras. Hanna vive o que boa parte dos jovens enfrenta no seu dia-a-dia, as dificuldades de se tornar um adulto ‘bem sucedido’ e com dinheiro suficiente para não ter que dar satisfações aos pais.

Diante dessa vermelhaça e empatia inevitável da trama de Lena Dunham com o público, é que a HBO Brasil criou sua campanha para divulgar a segunda temporada da série. São hashtags, aplicativo no Facebook e o motivo pelo qual o case se tornou a pauta desta coluna; na ação do canal quem gera conteúdo é espectador.

A cada semana a emissora realiza uma enquete em sua página no Facebook perguntando os fãs quais promessas eles mais quebraram — tipo aquelas listas de ano novo sabe? Emagrecer, voltar para a acadêmica — e as melhores viram memes da série. Tudo no maior bom humor e sem aquele tipo de participação ‘filtrada’ que a gente vê muito por aí.

De olho na Social TV, foram lançadas hashtags como #Girls e #Girlsnigth para unificar os comentários no Twitter durante a exibição do programa. Sendo que uma delas é igual à utilizada pela HBO americana, ou seja, mesmo assistindo no Brasil o espectador fica integrado ao buzz ‘oficial’ do episódio. O que é ótimo se pensarmos no fenômeno como métrica de audiência.

Já no Facebook o foco é outro, em um aplicativo desenvolvido especialmente para a plataforma o espectador pode descobrir com qual personagem de Girls ele se identifica. Em breve uma nova fase vai entrar no ar, nela o usuário terá que enviar uma foto mostrando que se parece fisicamente com alguém da série, caso ele seja escolhido irá ganhar prêmios.

Na campanha da HBO quem gera conteúdo é o próprio espectador. (Fonte: HBO Brasil)

Poucas semanas depois da estreia da segunda temporada de Girls, a HBO vem reproduzindo as dicas e conselhos do público e mostrando que tanto na vida real quanto na série, colocar em prática os tópicos mais simples de qualquer revista feminina se torna um dos Doze Trabalhos de Hércules.

Ao dar voz às dúvidas e promessas dos fãs o canal saiu na frente não só na questão se adaptar aos moldes do novo espectador — aquele que compartilha, comenta e produz conteúdo -, mas por realizar uma campanha que condiz perfeitamente com a proposta da série que exibe. De que assim como acontece com Hannah Horvath à realidade às vezes machuca, entretanto é ela muito mais humana e divertida; e o sucesso de Girls se deve exatamente a isso.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER