Game of Thrones 6×09 — Battle of the Bastards

Battle of the Bastards traz o aguardado conflito entre Jon e Ramsay da forma mais desorganizada possível (e no bom sentido).

Nós vamos deixar este mundo melhor do que encontramos.” — TARGARYEN, Daenerys

Dos elementos que fazem um episódio ser bom, o roteiro é um dos principais pilares para se contar uma boa história. Em Game of Thrones, o espetáculo visual é um fator intrínseco à narrativa também. Os detalhes do figurino, a fotografia e os efeitos especiais colaboram para tornar as histórias da série mais ricas.

No decorrer destes seis anos a narrativa e os aspectos visuais da série nem sempre estão juntos, ou em pé de igualdade. Há episódios que privilegiam o aspecto visual em detrimento do andamento da história, enquanto outros desenvolvem o caminho que leva um evento importante a outro.

Battle of the Bastards é um episódio que reúne os dois elementos de forma simétrica no já clássico episódio-evento da série. Era de se esperar que visualmente a batalha entre Jon Snow e Ramsay Bolton não fosse decepcionar, porém os diálogos entre os personagens tornaram o episódio muito mais vívido, adicionando camadas de tensão e densidade a todos os conflitos (sejam eles internos ou externos).

A única observação não positiva a ser feita em Battle of the Bastards se trata do quão conveniente é a obediência dos dragões de Dany quando a série deseja incluí-los na ação do episódio. Usar o recurso deus ex machina torna esses pontos de virada artificiais, porém, desta vez, não o suficiente para diluir o desenvolvimento de Mereeen, que ruma para um destino mais interessante.

Graças a Tyrion, Daenerys precisou confrontar os aspectos negativos de sua linhagem, para que no calor da batalha não se tornasse uma rainha louca. O diálogo entre os personagens explora as melhores características de ambos e a mãe dos dragões sai do debate mais ponderada, embora ainda inclinada ao ataque, o que é completamente condizente com a personagem.

Mais tarde, Daenerys tem uma espécie de flerte estratégico-intelectual com Yara Greyjoy. A cena não é apenas satisfatória porque planta o futuro das histórias das duas personagens, mas porque também nos fornece clássicos momentos iluminados de Tyrion, que vinha sendo subutilizado pela série há algum tempo.

Já em Winterfell, Sansa é a personagem de destaque. Sua evolução como personagem chega ao seu ponto alto neste episódio, não só por se posicionar sobre o confronto prestes a romper, mas por compreender os aspectos tenebrosos da guerra. Sansa foi a personagem mais lúcida do episódio ao compreender que seu irmão Rickon não tinha muito tempo de vida sobrando — fato confirmado cenas depois.

Além disso, o riso de escárnio ao ouvir Ramsay ser dilacerado por seus cachorros mostra o quanto a personagem aceita internamente o sadismo inerente da guerra travada. Este breve momento coloca Sansa e Jon em posições muito diferentes do conflito, mas não exatamente em desvantagem ao seu irmão.

Um dos aspectos mais excelentes da batalha entre Snow e Ramsay é a retratação descoordenada do conflito. Em Battle of the Bastards, cavalos se chocam com brutalidade no primeiro contato, golpes chegam de todos os lados, os corpos de empilham e o comandante é só mais um homem dentre tantos outros e afunda na lama como qualquer um. Nenhuma batalha — em Game of Thrones ou fora dela — pareceu tão visceral e efervescente quando a batalha dos bastardos e a desordem virou um elemento estético a favor do episódio.

A batalha também tem muito a dizer sobre a posição de Jon Snow na trama. O personagem não parece preparado o suficiente e sua experiência com os Selvagens e os White walkers não trouxe conhecimento útil para o campo de batalha. Mostrar que um dos personagens principais da série ainda não alcançou seu potencial serve justamente para fazer sua jornada mais interessante, porque sua batalha contra Ramsay servirá também para o personagem evoluir e estar mais atento ao conflito de Westeros, que ele agora faz parte.

E não deve demorar para que Jon e Sansa sentirem o peso de terem retomado Winterfell. Em pouco tempo a notícia deve se espalhar e assim que os conflitos em Porto Real forem resolvidos, Sansa voltará a ser alvo de Cersei, que deverá acertar as contas com ela por ser procurada pela morte de Joffrey. Isso se o enredo se lembrar deste conflito, já que esqueceu da morte de Myrcella e Dorne completamente.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!