Grey’s Anatomy 12×18/19 — There’s a Fine, Fine Line/ It’s Alright, Ma (I’m Only Bleeding)

Grey’s Anatomy falha em focar um episódio de duas horas em um personagem secundário e sem carisma.

Eu sou o seu marido!”- WARREN, Benjamin

Alguém mais teve a sensação que o episódio durou uma eternidade? Não que ele tenha sido ruim, mas deu preguiça de aguentar o drama Ben e Bailey por duas horas. E pensar que tudo podia ter sido resolvido com um simples não.

Alex perde um paciente no hospital e convence Miranda a acionar o Código Rosa, onde todas as portas são trancadas e ninguém pode fazer nada até a solução ser encontrada. O mais irônico é que o momento não durou mais que dez minutos, tempo suficiente para Ben pagar de super herói mais uma vez.

Ben Warren é um dos personagens secundários mais escondidos da série. O fato dele ser marido da chefe sempre o ajudou, mesmo ele sendo muito competente na função. O problema é que de uns tempos para cá ele resolveu abrir as asas e testar o quão bom e protegido ele é.

Abrir a barriga de uma grávida, retirar o bebê no meio do corredor é loucura. Entendo que tudo conspirou para isso. Não o julgo. Mas como diz o velho ditado: “quem tem fama…”. E é aí que a coisa desanda.

Ben vira um animal acuado e tenta se defender utilizando todas as armas. Ele suplica, pressiona, grita para que Miranda acredite nele, e ela age da melhor forma. Investiga o caso e delega a Owen, Meredith e Maggie para apurarem os fatos.

O fato da mãe e da criança virem a falecer não ajuda na causa e o tanto que Ben grita para ser escutado chega a cansar. Se ele fosse um simples residente, o hospital ia cair matando nele. Era melhor ele ficar quieto e aceitar o que viesse.

O episódio me lembrou muito do caso de Izzie e Danny (saudades!) quando ela corta o tubo de propósito. A diferença é que a série construiu o personagem interpretado por Katherine muito bem e para nós fez todo sentido ela tomar aquela atitude. No caso de Ben, ele pareceu um menino mimado e teimoso. Uma pena.

No final Ben recebe uma suspensão de seis meses e uma carta de pré divórcio. Não, eles não vão superar isso. Conhecendo Miranda (sim, já somos íntimas) ela será irredutível e Warren não vai aguentar o tranco. Simples assim.

Outro ex-casal que vai ter muito com que lidar é Arizona e Callie. Em que mundo Callie entendeu que estava tudo bem ela pegar a filha e partir para Nova Iorque? Por favor, amiga, você já foi melhor nisso. Não dá para comprar um relacionamento de seis episódios e aceitar que ela largue tudo por esse amor. Arizona não teve outra solução a não ser acionar o advogado.

April e Jackson parecem estar se resolvendo. Nada que uma criança não faça. Os milagres da vida nos ajudando a não ver o casal gritando e esperneando. Obrigado!

Grey’s Anatomy fez dois episódios regulares. Não me fizeram ficar tensa nem nada. E isso, para quem assiste a série desde o primeiro momento, não é satisfatório. Gostaria de ver tubos sendo cortados e mão de médico segurando uma bomba, mas ok, não foi de todo ruim.

E você? Curtiu? Então não deixe de ver a promo do próximo.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!