House of Cards 4×03 — Chapter 42

Chapter 42 trás o ápice da briga dos Underwood em um golpe preciso contra a imagem de Frank.

Se meu marido tivesse feito comigo o que o seu fez com você, ele teria partido muito mais cedo.” JONES, Doris

Um tapa na cara num momento de raiva jamais seria tão efetivo quanto a peripécia que Claire aprontou em Chapter 42. A crueldade foi ímpar e brincar de “falsiane” com ela é mais doloroso e perigoso do que ele poderia imaginar. O embate entre o casal mostra muito bem como a briga entre eles vai trazer nenhum vitorioso. Pior, se um realmente decidir acabar com o outro, ninguém sai vivo.

O plano de Claire foi engenhoso em um aspecto bem específico de destruir uma aliança que ele conquistou às custas de trair ele. A aliança com Celia e Doris foi criada na base do tapa na cara e foi com mais um que ela detonou ele.

Claire, como dito, é bem silenciosa em seus golpes. Como uma predadora quieta, porém orgulhosa, saboreou segundo por segundo daqueles momentos. Chegou como quem não quer nada, causou uma ferida e mostrou a faca. Ela quer que Frank veja bem que se ele continuar agindo como está, o resultado será uma óbvia derrota. Enquanto ele, em um pedestal de orgulho e soberba, não dá o braço a torcer. Nestes aspectos os personagens são simplificados, o que ajuda e muito o roteiro a estabelecer as bases da briga. É tudo uma questão de espaço. Claire quer mais, Frank quer mais e nenhum dos dois vai conseguir se um não ceder o espaço que já tem.

A esperança de Claire no meio disso tudo era demonstrar os perigos de estarem separados e partindo para golpes baixos um contra o outro. É até irracional não manter a parceria. Claro que Frank não aceitaria um pedido tão estranho. Nesse aspecto ele tem uma certa razão e até parece exagero de Claire pedir a vice-presidência. Por mais que ela tenha, e muita, experiência com todo o jogo, soa estranho ela pegar a vaga. Despotismo puro, inclusive. Mas, superado isso, ela tem a total razão. É juntar o útil e o agradável. Um precisa do outro, um deve ajudar o outro e o ganho eleitoral é absurdo. Quem não votar nele, vai votar nela. E quando se está perdendo nas primárias de uma eleição é preciso avaliar todas as opções.

Com certeza a série está se construindo para alguma eventual explosão e brigas. Frank e Claire não param de se estranhar, Lucas quer sua justiça e Dunbar parece levar isso em consideração, Seth só quer garantir o seu e até Meechum está sendo puxado para a roda. Impossível não imaginar que logo menos tudo isso pode implodir na cabeça de todo mundo.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!