HQ: Chico Bento — Pavor Espaciar

Pavor Espaciar mostra como um bom roteiro pode ser contato sem palavras.

Pai do céu! É o demo!” — BENTO, Chico

Roteiro

Imagine um roteiro simples: duas crianças do campo e seus animais são abduzidos por uma nave espacial e tem que que voltar para casa. Esse é o foco principal do enredo, porém, uma coisa que acontece muito bem neste quadrinho é o pouco uso de palavras que ele faz. Grande parte das páginas não possui uma única linha de diálogo e muitos detalhes são passados ao leitores através da arte.

Tudo começa quando os pais de Chico vão visitar alguns parentes e deixam Chico Bento e Zé Lelé sozinhos em casa. Em um momento de distração dos meninos a casa é invadida por seres de outro planeta, até que os dois e seus animais são capturados pelos alienígenas e tem que escapar da nave espacial que os aprisiona.

Por conter poucas falas e os desenhos limpos de Gustavo Duarte, a leitura desta HQ é relativamente rápida, porém, ele não é aquele quadrinho maroto para se ler no banheiro. É interessante observar o desenrolar desse conto, pela ausência de diálogos. Mesmo sabendo que os personagens estão produzindo som, mas nenhuma onomatopeia é descrita, temos a sensação de que estamos no vácuo em determinadas partes, onde apenas a expressão e atos dos personagens conversam com o leitor.

Arte

Com traços simples e muitas tonalidades pastéis, a arte de Duarte é agradável aos olhos, a graphic novel apresenta muitos quadros sem um fundo definido, muito disso vem devido a nave dos alienígenas que possuem esse design mais limpo. Um grande destaque são as expressões faciais que estão muito presente na obra, elas são o meio em que os personagens tem para se comunicar com o leitor.

Muito do roteiro se passa através da arte, detalhes que estão no fundo de uma cena (quando a cena possui um fundo), brincadeiras que o autor faz sobre casos de atividade extra terrestre que possuímos aqui na Terra e figuras da nossa cultura pop como do próprio universo criado por Mauricio de Souza complementam a obra. Esses pequenos detalhes, alguns gritantes, outros nem tanto, fazem com que uma segunda ou até mesmo terceira passada pela página lida seja agradável e traga uma nova surpresa.

Acabamento

Seguindo o padrão dos acabamentos das Graphic MSP, temos duas opções de acabamento (capa dura e brochura), ambas muito boas, mas vamos dar destaque a de capa dura, na qual a impressão é de ótima qualidade e as cores são muito bem definidas. O formato A4 é muito bom para a leitura e observar os detalhes que a arte pode trazer.

Pavor Espaciar é uma boa aquisição para colecionadores e saudosistas de plantão. E mesmo não sendo a história mais forte da Graphics MSP, ela completa a a coleção e faz uma ótima homenagem aos personagens de Mauricio de Souza. Uma boa pedida para uma leitura rápida que pode trazer boas lembranças de Chico Bento.

[taq_review]

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!