Invocação do Mal 2 é ainda mais assustador!

Com notável aumento de orçamento, Invocação do Mal 2 tem mais cg e ainda mais momentos de sustos que seu antecessor.

Neste domingo a Warner Bros. Pictures reuniu cerca de 300 fãs de filmes de terror na pré-estreia exclusiva do filme Invocação do Mal 2. O evento aconteceu no Cinema PlayArte Marabá, que apesar da bela arquitetura já trás um ar meio Macabro. Renegado ao centro de São Paulo, sem o charme dos multiplex de Shoppings, acabou sendo o local ideal.

A produção caprichou, com atores caracterizados e altas referências assustadoras ao cenário do filme, que se passa nos anos 70, em Londres.

Até a boneca Annabelle, que participou do filme Invocação do Mal, fez uma participação especial e assistiu a uma das sessões junto com o público. Vale dizer que era a boneca original, usada nas gravações do filme Annabelle, também inspirado em um caso desvendado pelos Warrens.

Mas vamos falar sobre o filme!

Invocação do Mal, o original, é um belo exemplo de um filme simples, que conquista a audiência por sua criatividade. E me refiro à qualidade no sentido de saber lidar com um baixo orçamento, e entregar um material de qualidade. É um dos melhores suspenses da categoria.

Conquistou o público com uma campanha de marketing eficiente que reverberou no boca a boca, que registrou a maior bilheteria de fim de semana de lançamento em um filme de terror com roteiro original. Sua sequência já não é tão charmosa, justamente pelo orçamento de produção ter aumentado. Mas isso não faz dele um filme ruim. Apenas mais maquiado.

O primeiro te fisga pela realidade da coisa. Você assiste e pensa: “Isso poderia ser real!”. Já a sequência apresenta alguns avanços gráficos, mas isso tira um pouco a “magia” da coisa toda, por parecer um pouco fake. Assombração te assusta quando você pensa que isso pode acontecer na sua casa, e não apenas na tela do cinema. Digamos que este novo filme dá mais sustos que o anterior, mas o primeiro continua sendo mais assustador.

Vera Farmiga e Patrick Wilson evoluem a trama de seus personagens magnificamente, interpretando novamente Larraine e Ed Warren. O casal de médiuns mais conhecidos do mundo têm carisma e, se depender da audiência, pelo menos mais alguns filmes deverão chegar e com sucesso.

É válido dizer que o caso retratado em Invocação do Mal 2 é considerado o pior já encarado pelos Warren. Portanto, o desafio será maior caso novos longas estejam nos planos da New Line, produtora parceira da Warner Bros.

A direção de James Wan (Velozes e Furiosos 7) é um recorte entre ambientes e situações, que migra entra EUA e Inglaterra, Família Warren e Família Hogson (a família assombrada), até que ambas se unem e o conflito se intensifica.

Mesmo separados por quase meio filme, o diretor consegue preparar a audiência para o suspense já nos primeiros minutos, com a visita do casal à Amityville. É preciso abrir o longa com algo forte, e ele conseguiu.

Daí para frente, nos aprofundamos na casa em que vive Peggy Hogson e seus quatro filhos, sendo duas meninas e dois meninos. Como você deve imaginar, a casa apresenta fenômenos nada naturais como cadeiras que se movem, televisão que muda de canal sozinha, poltrona que balança por si só e brinquedos que se animam. Tudo isso no meio da noite, ou quando as crianças estão sozinhas. De matar de medo!

Destaque para a brilhante jovem atriz Madison Wolfe, que vive a pequena e frágil Janet Hogson. Ela interpreta a filha mais nova, possuída por um espírito maligno que se satisfaz com os gritos de quem tenta viver na casa bizarra. As expressões da garota são de cair o queixo e você realmente acredita que algo está tomando aquela criança. Algo do mal!

O caso investigado se faz relevante pela constante dúvida dos Warrens. Seria uma fraude? E se é, como pode ser tão assustadora??? Você terá que assistir para descobrir e gritar de medo por pelo menos duas horas. Vai valer a pena.

Invocação do Mal arrecadou 319 milhões de dólares no mundo inteiro e ainda é o segundo filme de terror com roteiro original de maior bilheteria de todos os tempos, atrás somente de O Exorcista. Sua sequência não deve ter tanto fôlego, mas a audiência precisará, pois os momentos de gritos são inúmeros.

O elenco ainda conta com Frances O’Connor (The Missing) no papel da mãe solteira, Madison Wolfe (Zoo) e os estreantes Lauren Esposito, Patrick McAuley e Benjamin Haigh no papel dos filhos dela; Maria Doyle Kennedy (Orphan Black); Simon Delaney (Roy); Franka Potente (A Ponte); e Simon McBurney (Missão Impossível: Nação Secreta).

O roteiro é de Chad Hayes & Carey W. Hayes & James Wan e David Leslie Johnson, baseado na história de Chad Hayes & Carey W. Hayes & James Wan.

Peter Safran e Rob Cowan, que colaboraram em Invocação do Mal, são produtores junto com Wan. Os produtores executivos são Toby Emmerich, Richard Brener, Walter Hamada e Dave Neustadter.

O diretor de fotografia indicado ao Oscar, Don Burgess (Forrest Gump: O Contador de Histórias, 42 — A História de uma Lenda) colabora com Wan por trás das câmeras. Reunindo-se com o diretor de Invocação do Mal estão a diretora de arte Julie Berghoff, o editor Kirk Morri, a figurinista Kristin Burke e o compositor Joseph Bishara.

Invocação do Mal 2 tem estreia nacional prevista para 9 de junho e será distribuído pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!