Jane the Virgin 2×11 — Chapter Thirty-Three

Chapter Thirty-Three fala sobre limites e mostra relações familiares como nunca antes vistas.

Por que colocou batom para encontrá-lo? Qual é o nome dessa cor? Virgem Sensual?” — VILLANUEVA, Xiomara

Esqueça tudo o que você já viu sobre família e as complicações que sempre a envolvem. Esqueça sobre limites e falta deles. Se você acha que já viu todo o tipo de confusão familiar, com certeza mudou de ideia depois de assistir o Chapter Thirty-Three.

Então, se possível, sente-se e fique confortável, pois precisamos ter uma conversa sobre Jane the Virgin.

É difícil saber por onde começar depois de todas as reviravoltas que a série passou, ainda mais sabendo que o episódio em questão abordou um assunto, de certa forma, delicado. O que mais impressiona, apesar disso, é que o humor e a leveza que ele leva para a série não só estava lá, mas também caiu de uma forma primorosa sobre o Chapter Thirty-Three.

E a série se trata exatamente disso. Jane the Virgin conquistou críticos e fãs por essa fórmula irreverente e pelo drama dosado não somente com um simples humor, mas um humor aplicado de forma inteligente.

A questão sobre limites e família foi o que mais chamou atenção, mas a palavra superação (ou a falta dela), também pode entrar para a lista.

Uma pessoa que está assistindo agora a primeira temporada jamais iria sequer sonhar com os rumos que a série está tomando. É perceptível ver o quanto ela mudou, o quanto os enredos estão diferentes. O melhor disso tudo é que está tão deliciosamente boa de assistir quanto no ano anterior.

O que comprova isso perfeitamente é a investigação contra Mutter e Sin Rostro. Não seria arriscado dizer que, atualmente, é o melhor enredo que está sendo apresentado. E dá-lhe mais reviravoltas das grandes, não é mesmo? Enfim, talvez pela primeira vez, a série não gire apenas em torno de Jane.

É verdade que uma coisa liga a outra, mas as tramas paralelas têm mostrado alguma independência da protagonista.

Petra e Rafael, por exemlo. Não é novidade a aproximação deles e muita gente já abriu a mente quanto a isso, tanto que os dois já ganharam um certa torcida dos espectadores para ficarem juntos. O próprio pai do Mateo já está aberto a essa possibilidade, mas é aí que entra a não superação da história dele com Jane. Será que é questão de tempo?

Tal irmão, tal irmã. Luisa é outra que, com seu jeitinho desgraçada da cabeça de ser, tentou colocar a fila para andar. Porém, seria uma pena se ela ainda amasse Rose (na verdade não é uma pena para mim, já que sou shipper Roisa declarada). E lá se vai a relação que poderia acontecer entre a irmã de Rafael e a detetive.

Eu preciso entrar em contato com ela. Por favor, eu a amo. Sei que não deveria. Tentei parar de amar, mas não consigo porque uma parte de mim pensa que ela voltará para mim e ficaremos juntas.” — ALVER, Luisa

Uma pequena pausa para apreciar/chorar de felicidade/surtar com volta de Rose à série. Ok, podemos continuar.

Outro romance que foi frustrado é o de Xiomara e Rogelio. Desde o começo da temporada, os pais de Jane evoluíram muito como casal, na medida do possível. O que a gente não previa era que Xo quer ter o tempo dela somente para ela. Apesar da torcida para eles darem um passo adiante na relação, é impossível não apoiar a decisão de Xiomara. O que resta é torcer para que os dois continuem felizes como sempre foram, independente de serem casados ou não.

Por mais que o universo queira conspirar contra Jane e fazer a gente sentir vergonha alheia em alguns momentos, ela sempre consegue sair por cima sendo linda, maravilhosa e ainda virgem. Mas esse último detalhe pode ser que esteja com os dias contados. Pela primeira vez a protagonista se sentiu realmente incomodada com a promessa que fez para a abuela quando pequena.

Agora, o professor Jonathan Chavez é o nome da vez. Será que vai ser com ele que Jane vai voltar atrás na decisão de esperar até o casamento? Só assistindo o próximo episódio para saber.

Por enquanto, fique com a promo, dê sua nota e diga nos comentários o que você está achando dessa nova fase de Jane the Virgin. Até o Chapter Thirty-Four!

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!