Jane the Virgin 2×16 — Chapter Thirty-Eight

Apesar de modesto, Chapter Thirty-Eight apresenta as metáforas e analogias que faltavam em Jane the Virgin.

Depois de tudo o que Jane fez, a começar por ter Mateo após sua irmã engravidá-la, você não cede 40 minutos para ela morar onde quer? Supere, Rafael! Arrume um jeito de dar certo!” SOLANO, Petra

Sabemos que a religiosidade de Alba foi um dos pontos de partida da série. Quando tudo começou, lá no início da primeira temporada, entendemos que a opção de Jane de se manter virgem até o casamento teve influência da abuela.

Jane the Virgin sempre apresentava resultados hilários quando brincava sobre fé e crença, mas parece que isso foi ficando esquecido conforme a história foi sendo contada.

No Chapter Thirty-Eight, essas questões voltaram para dar narrativa ao episódio. Porém, dessa vez, sem nenhum brilhantismo.

Quem merece destaque mesmo é Petra. Sei que já deve estar cansativo o quanto eu elogio a personagem, mas não dá pra deixar passar. Não é exagero dizer que ela tem dividido o protagonismo da segunda temporada junto com Jane.

E a maior prova de gratidão e amizade (finalmente tiveram coragem de usar essa palavra) foi a loira ser a responsável pela mãe de Mateo conseguir uma casa para morar com Michael. O fato de Petra ter mandado os supostos candidatos a inquilinos escreverem uma carta só evidencia isso, era óbvio que para Jane seria fácil.

Mas nem tudo são flores na vida da nossa ex-vilã favorita.

Havia a suspeita de que ela sofre de depressão pós-parto e infelizmente isso foi confirmado. E justamente para buscar amparo e tratamento, ela tem que ir atrás da pessoa que, de uma forma ou outra, pode ser a responsável pela falta de instinto materno.

Magda e Jane funcionaram como dois pesos na balança de Petra. O resultado final já sabemos: a loira aparece arrumando as malas. Tomara que ela não desista e não abandone Elsa e Anna, ela obteve muito progresso durante a temporada e isso não pode ter sido em vão.

Rafael parece que não ficou tão bobo quanto deu a entender no episódio passado. Para nossa alegria, ele ainda tem um pé atrás com Derek e está disposto a colaborar com Michael para descobrir o que o meio-irmão sabe e tem a dizer sobre Mutter.

Voltando a Alba, a vovózinha mais querida da CW teve uma grande decepção com a traição de Pablo Alonso Segura. A participação dele na série até que foi bem rápida, mas serviu para que Rogelio conseguisse colaborar no casamento de Jane, já que a casa onde seria o evento teve problemas por conta da enchente.

Foi uma sacada bem interessante terem usado o próprio cenário da casa da família Villanueva como se fosse um presente do ator mais convencido de Miami. Quase uma metalinguagem.

E esse foi o Chapter Thirty-Eight. No próximo episódio teremos as despedidas de solteiro de Michael e Jane. Lembrando que Jane the Virgin vai entrar para mais um pequeno hiatus de uma semana porque a CW não está para brincadeira.

Confira a promo, dê sua nota para o episódio no placar abaixo e fique à vontade para deixar comentário. Até o Chapter Thirty-Nine!

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!