Justified: o bangue-bangue moderno

O gatilho mais rápido e certeiro do oeste (ou do sudoeste, se preferir) é o alvo da coluna está semana. Uma das séries mais elogiadas de 2011 voltou à telinha na semana passada para repetir o sucesso do último ano. É claro que estou falando da ótima Justified, série que trago hoje à coluna para descobrirmos o que de Melhor e Pior rola com Rayland Givens e companhia.

Timothy Olyphant é um policial durão que mais parece um xerife de Velho Oeste. Devido ao seu comportamento, ele é transferido de Miami para sua cidade natal, no interior de Kentucky e lá tem que lidar com o passado enquanto bota ordem no lugar, não hesitando em sacar sua arma quando necessário. Criada por Graham Yost a série é baseada em um personagem de muitas histórias do escritor Elmore Leonard.

Agora, vamos ao que interessa? Preparar. Apontar. Fogo!

Faroeste Moderno

Justified é um “novo-oeste”, em que os personagens parecem ter saído de Deadwood ou Hell on Wheels. A série passa todo aquele clima de faroeste que conhecemos, só que nos dias atuais, com carros e armas automáticas. Timothy Olyphant, com certeza, usou muito de seu personagem Seth Bullock de Deadwood em Justified, incorporando não só as roupas (botas e seu inseparável chapéu), mas as atitudes daqueles xerifes que tinham que botar ordem em cidades tomados de assalto por malfeitores de toda sorte. E é exatamente essa mistura do velho com o melhor das séries policiais atuais que faz Justified ser tão boa.

Elenco

Além do brilhante Timothy Olyphant, que não tem dificuldade alguma em seu papel, o elenco de Justified é cheio de gente talentosa. Walton Goggins que interpreta Boyd Crowder é o grande destaque. O ator, que era apenas mediano em The Shield, se encaixou muito bem com o personagem e vem fazendo o melhor trabalho de sua carreira. E como não falar de Margo Martindale e do show que ela deu nos últimos episódios da segunda temporada? A aula de atuação da atriz, que até então não tinha ganhado um personagem tão grande, foi notada pela Academia, que lhe consagrou com o primeiro Emmy de sua carreira. O resto do elenco cumpre seu papel e ninguém compromete a série com más atuações.

Os episódios enche-linguiça

Justified não é uma série de casinhos da semana. Normalmente, cada temporada tem uma história que se desenrola até o season finale, mas às vezes, falta criatividade por parte dos roteiristas e nos deparamos com os episódios fillers, ou em bom português, os episódios enche-linguiça. Claro que um ou outro tem uma historia interessante, mas em sua maioria, eles quebram o ritmo da trama. Em uma série com um enredo tão bom e personagens bem construídos, esses episódios são o grande erro dos roteiristas e eu espero que sejam corrigidos nessa terceira temporada.

Os primeiros episódios

Algumas séries se utilizam dos primeiros episódios para prender o telespectador, mas este não é o caso de Justified. A série apresenta um piloto morno, que faz muitos desistirem dela logo ali. Na verdade, são necessários quatro episódios para que a série mostre a que veio e comece de fato a envolver o espectador. Mesmo cumprindo a missão de apresentar os personagens, os primeiros episódios são fraquinhos, mas quem insiste, não se arrepende.

E por hoje é só, pessoal. O que você acham de Justified?

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!