Masterchef Brasil 3×11 — Cozinha de verdade e a prova do Sanduíche

No episódio de hoje de Masterchef Brasil, os cozinheiros tiveram que enfrentar a cozinha do restaurante de um grande chefe brasileiro.

Estou me sentindo em uma brincadeira de gato mia em uma casa que não conheço.” ALUÍSIO, Nahime

Antes de falar do programa em si, tenho que salientar a notória crescente do seu pré show Masterchef A prévia, que com 15 minutos de antecedência consegue colocar o telespectador no devido clima necessário. Há duas temporadas poderíamos pensar que para um programa de quase duas horas uma prévia seria dispensável, e de fato era, mas com uma boa dinâmica o programa tem evoluído e se mostrado bastante interessante.

Agora vamos ao episódio de hoje, uma prova típica, porém difícil: cozinhar em um restaurante com clientes de verdade como júri. Pedro e Vanessa são os capitães da vez.

Equipe vermelha: Vanessa(capitã), Paula, Aluísio, Thaiana, Gleice, Leonardo e Raquel.

Equipe Azul: Pedro(capitão), Lee,Fábio, Luriana, Bruna, Rodrigo.

Com as equipes formadas os participantes vestem seus merecidos dolmãns e seguem para o restaurante Dalva&Dito, propriedade do renomado chefe Alex Atala, que não estava presente. Sua ausência deve ser explicada pela estreia de seu novo programa de culinária Chef’s Table, que compõe a grade da rede Netflix, por conta disso seu pupilo, Eltón Júnior, esteve presente em seu lugar.

Os cozinheiros adentram a cozinha que os aguarda. As equipes trabalharão de forma alternada, tendo uma hora e meia para servir seus clientes. Quem começa é a equipe vermelha, que entre alguns erros técnicos iniciais se mostra confiante, mesmo com a liderança fraca de Vanessa. Já a equipe azul se saiu melhor sabendo lidar com os imprevistos.

A frase que abre esta crítica dita por Aluísio resume o trabalho das duas equipes na cozinha. Os participantes parecem perdidos e usando uma gíria muito utilizada pelos cozinheiros: eles ‘nadaram’ na cozinha, chegando a entregar pratos mal executados ou até mesmo com um cabelo dentro.

Os vencedores da prova foram escolhidos da seguinte forma: Eltón Junior, o chefe do restaurante, tinha direito a um voto, os clientes da noite também tinham direito a um e por fim o voto dos três chefes do programa. A equipe azul ganhando a prova de forma unânime, já a equipe vermelha segue para a prova de eliminação tendo que digerir o gosto amargo da derrota.

E para a prova de eliminação o simples, mas porém inusitado, pão. Os cozinheiros tiveram que fazer um pão e depois utilizá-lo para um sanduíche que surpreenda os chefes. Talvez o que mais tenha causado incômodo nesse episódio seja a facilidade das provas, o cardápio da prova do restaurante era literalmente massa com linguiça e pudim de sobremesa. Convenhamos, onde está a alta gastronomia do renomado Alex Atala? E que cozinheiro não sabe fazer um sanduíche? Talvez a cultura do nosso país não esteja voltada o suficiente para a gastronomia.

Prato a prato

Raquel: Três sanduíches, frango, pêra caramelizada e cogumelos. Apresentou três sanduíches a fim de impressionar os chefes e acabou não surpreendendo em nada, recheios muito secos e pão massudo.

Aluísio: Hambúrguer de filé mignon. A proporção do pão estava grande demais para o hambúrguer, que estava sem sal, apresentou muitos erros técnicos.

Leonardo: Sanduíche de filé de frango picante. Acertou na massa do pão e também na dosagem dos temperos, surpreendeu.

Gleice: Sanduíche de frango. Muito pão para pouco recheio, pão massudo e recheio seco.

Thaiana: Sanduíche de presunto de Parma. Exagerou no sal e também no recheio desequilibrado, tudo somado a uma massa pesada demais.

Paula: Sanduíche de presunto de Parma. Acertou na técnica do pão, mas acabou errando nas proporções, o pão era literalmente maior do que o prato.

Vanessa: Focaccia de sardella. Surpreendeu com os sabores equilibrados e teve inteligência suficiente para servir um pão com massa baixa.

Os chefes deliberam e na minha opinião a tarefa dos chefes é difícil, pois eles esperavam que com uma prova fácil os cozinheiros mostrassem sua criatividade e esperteza. Acho que os chefes acabaram se decepcionando, pois houveram muitos erros para uma proposta tão simples.

Vanessa, Leonardo e Paula foram escolhidos como destaque positivo da prova de eliminação e Leonardo acabou vencendo sua primeira prova em toda a competição.

Aluísio e Gleice são escolhidos como os piores de hoje e por falta de delicadeza, Gleice deixou a cozinha Masterchef Brasil. Sinceramente, ela não era a melhor cozinheira da competição, mas apesar disso cativou os outros cozinheiros com sua simplicidade e coragem por participar de uma competição tão rigorosa — ao mesmo tempo que lida com a morte do irmão — por isso sua saída acabou emocionando não só seus companheiros de cozinha, mas também os jurados.

Gleice-MasterChef

Estão derrubando forninhos

Pedro: liderou bem a vitória de sua equipe.

Lee: Vem cativando o público e está crescendo na competição.

Raquel: Se continuar apresentando pratos ruins vai parar no nosso Bottom.

Não consigo opinar

Bruna: Tem se mostrado inteligente, porém em alguns momentos é arrogante.

Luriana: Fala e gesticula bastante, é média na cozinha.

Rodrigo: Quieto, na dele, mas cozinha e além disso assimila e compreende os apontamentos dos chefes.

Paula: Saiu da fase ruim.

Vanessa: Na média.

Bottom

Fábio: Seu rendimento tem caído bastante, as vezes parece não saber o que fazer.

Aluisio: Parecia saber cozinhar, mas era só papo.

Thaiana: Preenche a tela com sua beleza, mas sempre toma decisões erradas e essas decisões a trazem até aqui.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!