Melrose, See you in another life, brodá!

Nossa Maligna Queridjeenha!

Já parou para pensar que a fall season está quase para começar e, este ano, perdemos alguns de nossos tesouros? Tirando todo brilhantismo iluminado de Lost, talvez a maior falta para a maioria dos “serialísticos”, digo que tenho uma certa tristeza e até falta de vontade em reconhecer que uma das séries que acompanhei com mais louvor não estará mais entre nós.

Que Deus tenha Melrose Place, com toda sua misericórdia, afinal eu sei que a série partiu dessa para a melhor. Se os cachorros quando morrem vão para a cachorrolândia e os gatos vão para a gatolândia e as tartarugas para a tartarugolândia — pelo menos era o que dizia minha mãe quando a Suzi, a Charlene e a Eleotéria, respectivamente, morreram — espero que Melrose vá para a Seriolândia, ao contrário de Hortêncio, o peixe dourado que vi minha mãe jogando pela privada… #FlushToilletFeelings não confunda com #FlashForwardFeelings, apesar de ser a mesma coisa!

Sabe, perder uma série é barra. Ainda mais quando ela é boa de verdade! Sofrer a pausa das festas de final de ano já foi muito para mim. Meu melhor presente de Natal teria sido mais um tantinho da espetacular atuação de Ashlee Simpson. Mas para piorar, quando a série voltou, ela foi embora. Ainda bem que ficamos com o spinoff Violet Place, a versão The Valley (série imaginária de The OC) do pessoal do Box.

Hoje, sei o que sentem os esfomeados da África do centro (afinal a do Sul é rica pois tem até Copa do Mundo) e o povo pobre de algum país cujo nome termine com ‘quistão’… A dor da perda, a fome por atuações dignas… é tudo a mesma coisa, com certeza. Ver mais uma temporada de Melrose Place seria tão digno quanto levar a população desses mais de 2 milhões de países pobres que existem em nosso mundão de meu Deus a um McDonalds pela primeira vez.

E nem vou comentar o fato do Emmy torcer o nariz para trabalhos tão maravilhosos como o de Ashlee, que merecia concorrer ao lado de Glenn Close e Juliana Margulies na categoria melhor atriz. Ou do Jonnah, que estava pau-a-pau (ui!) com o Matthew Fox, afinal em só uma temporada ele conseguiu resumir todo o drama de estar entre duas mulheres, como Jack ficou por três temporadas e viagens no tempo com Juliet e Kate — e só foi catar a mulher depois de morrer (affffff). Sabe, o poder de concisão e resumo é importante nos dias de hoje. Eu diria que até mais do que networking (vamos trocar cartões?).

Bom, eu disse que não ia comentar o Emmy, mas como você percebeu, é mais forte do que eu. Indigno não considerarem a participação de Heather Locklear entre as melhores participações em drama. Tinha série mais drama do que Melrose Place (não vale as ótimas Gossip Girl, 90210, Vampire Diaries e One Tree Lixo)? Ela que foi excelente interpretando uma mulher da meia idade sem moral e com muito botox — há quem diga que ela interpretou a si mesma. Mas e daí? Jane Lynch está fazendo o mesmo há tantos anos e está lá na lista de coadjuvantes. É só porque agora usa Adidas!!!

O mesmo se dá com o ator que interpreta o Michael Mancini, que eu esqueci o nome. Mas isso não tira o mérito de ele ser um ótimo ator, digno de Oscar. Ou você sabe de cor o nome de todo mundo que sempre concorreu ao Oscar?

Todas as Melrose Places Merecem O Céu!

Sabe, fico muito triste, pois perder Melrose Place 2.0 é tipo perder Six Feet Under, só que sem um final digno tocando alguma música da Sia. Pensar que nunca mais verei cenas de close na nova bota/sandália/sapatilha/havaiana/sapato chique de Ella Sims, deixa meu mundo mais cinza… Saber que nunca mais verei Ella com seu fone ‘blutúfi’ e modelos diferentes de ‘Ismártifônis’ a cada episódio, ainda ferra outras séries, pois eu tinha certeza que ela era a Gossip Girl.

O jeito agora é esperar, pois tenho certeza que dignas atuações da piscina assassina, ou tramas como a do filho que é pai do próprio irmão, logo estarão de volta. Ninguém é forte o suficiente para calar a voz de Melrose Place. Se Sydney voltou três vezes, por que Melrose não voltaria?

E te digo mais, Melrose 3.0 (com a filha de Katie Holmes como protagonista e a filha de Lillo como antagonista) voltará antes mesmo da CW comprar os direitos de Lost e fazer um remake, no qual jovens tarados (não, eu não quis dizer sarados) caem numa ilha e descobrem que ela é habitada por um gordo seboso e um homem com olhos esbugalhados estilo o Castor Tenso do You Tube.

Melrose, see you in another life, brodá!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!