O insubstituível Rob Lowe

Ficha Corrida

Nome completo: Robert Hepler Lowe

Idade: 47 anos

Signo: Peixes

Altura: 1,80m

Estado civil: Casado

Quando criança… queria ser biólogo marinho

Curiosidade: Rob é surdo do ouvido direito

Vício: Charutos cubanos

Twitter: @robloweprofile

De garoto-problema a homem de família

Quem vê Rob Lowe hoje em dia, casado há quase 20 anos, com uma carreira de sucesso na TV — que incluem quatro indicações ao Globo de Ouro e uma ao Emmy — não imagina o que ele já aprontou…

Tudo começou quando sua mãe Barbara, uma professora, e seu pai Charles, um advogado, se separaram e ela se mudou com os dois filhos — Rob e o também ator Chad Lowe — para Los Angeles. Foi estudando no colégio Santa Monica High School que o menino conheceu os amigos Emilio Estevez, Charlie Sheen, Sean Penn, Chris Penn e Robert Downey Jr, todos conhecidos pelo passado turbulento.

Antes disso, porém, Rob já trabalhava como modelo, carreira que o garoto nascido em 17 de março de 1964 na cidade de Charlottesville iniciou com apenas 8 anos de idade. Aos 12, ele já era um ator “experiente”, tendo participado de 30 peças e, com 15, fez sua estreia na TV com a série A New Kind of Family.

Sua estreia no cinema foi em grande estilo, em um filme do renomado diretor Francis Ford Coppola, baseado no best-seller The Outsiders. Além de Lowe, Vidas sem Rumo revelou ao mundo o talento de outros futuros astros como Patrick Swayze e Tom Cruise. O drama adolescente foi bastante elogiado pelo retrato da juventade da década de 60, virou um clássico dos anos 80 e até hoje é lembrado com muito carinho pelo pessoal com mais de 30.

Com essa estreia, Rob conseguiu uma boa sequência de trabalhos no cinema, que incluem O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas, outro clássico da década de 80, que consolidou sua fama de astro teen, e Ciranda de Ilusões, filme que lhe rendeu sua segunda indicação ao Globo de Ouro em 1987 — a primeira foi por sua participação no filme para TV Thursday’s Child, de 1983.

Enquanto sua carreira estava indo de vento em popa, sua vida pessoal era marcada por seu turbulento relacionamento com a atriz Melissa Gilbert, que entre muitas idas e vindas, durou de 1981 a 1987, quando Lowe descobriu que Melissa estava grávida e a deixou para sempre. Dias depois, ela perdeu o bebê.

Rob bateu no fundo do poço em 1988, quando se viu no meio de um escândalo sexual envolvendo um garota de 16 anos com quem o ator foi filmado mantendo relações sexuais. A coisa só não foi mais feia porque Rob conseguiu provar que não sabia que a garota era menor de idade. De qualquer maneira, uma parte da gravação acabou vazando, tornando-se uma das primeiras sex tapes de celebridade da história, o que causou grandes danos a sua imagem pública.

Foi então que ele decidiu que era hora de deixar as confusões de adolescente para trás e virar um homem sério. O primeiro passo foi entrar na rehab para se livrar do vício em álcool e sexo. O segundo veio em 1991, quando o ator se casou com a maquiadora Sheryl Berkoff, com quem tem dois filhos: Edward Matthew e John Owen.

Eu tenho muitas lembranças boas, mas não posso imaginar nada mais empolgante do que a vida que eu tenho agora.

Mas isso não foi suficiente para que sua carreira voltasse ao patamar de outrora. Apesar de não ter parado de trabalhar, ele fez uma longa lista de filmes completamente inexpressivos na década de 90, sendo a única exceção a comédia Quanto Mais Idiota Melhor com Mike Meyers. Aiiás, foi o comediante que supostamente ressuscitou a carreira de Lowe quando lhe deu um papel em Austin Powers — O Agente Bond Cama, de 1999 (ele também participou do primeiro filme da série, mas suas cenas foram cortadas da edição final).

Em setembro do mesmo ano, Rob voltou a TV na série da NBC, The West Wing, trabalho que lhe rendeu uma indicação ao Emmy e mais duas ao Globo de Ouro. O problema é que, quando a série estreou em setembro de 1999, o personagem dele — Sam Seaborn — era o protagonista, mas o aclamado elenco, que incluia Allison Janney, Bradley Whitford e Martin Sheen, acabou fazendo tanto sucesso que ele deixou de ser o personagem principal da trama.

Apesar de ter aceitado seu “rebaixamento” com relutância, logo Lowe e o criador da série Aaron Sorkin (indicado ao Oscar pelo filme A Rede Social) compraram uma briga com a emissora que estava interferindo nos rumos da história e dos personagens. Isso acabou fazendo com que ambos a deixassem em 2003. Lowe voltou apenas para dois dos quatro episódios finais em 2006.

Depois de deixar The West Wing, Rob foi estrelar e produzir um outro drama na própria NBC, o fracassado The Lyon’s Den. No ano seguinte, ele tentou de novo, dessa vez na CBS com Dr Vegas, mas a série também não vingou. Para se livrar do estigma de pé frio, o ator decidiu mudar de formato e foi fazer a minissérie na TNT Salem’s Lot, baseada em uma obra de Stephen King. O programa se tornou o mais assistido da TV a cabo na época, mesmo marco conquistado pela estreia de seu trabalho seguinte, a também minissérie Beach Girls.

Para completar a volta a velha forma, Rob estrelou a produção londrina da peça de Sorkin, A Few Good Men (que deu origem ao filme Questão de Honra com Tom Cruise e Jack Nicholson) em 2005 e participou do filme independente Obrigado por Fumar em 2006.

Seu próximo sucesso na TV poderia ter sido Grey’s Anatomy, mas Rob não aceitou o convite para viver o Dr Derek Shepherd. Um ano depois, porém, ele voltou aos seriados em outro drama da ABC, Brothers & Sisters, série que ele deixou em 2010, mais uma vez por estar insatisfeito com os rumos da história.

Antes disso, Lowe viveu algumas turbulências com a justiça (de novo). Em 2008, duas ex-babás da família abriram processo contra ele acusando-o de assédio sexual, entre outras. Como resposta, Lowe as processou por difamação. A disputa terminou em 2009 quando ambas as partes retiraram os processos.

Atualmente, a única polêmica na vida do ator é a sua suposta escolha para substituir o velho amigo Charlie Sheen em Two and a Half Men. Porém, se depender dos seus atuais chefes na comédia Parks and Recreation, Lowe não vai a lugar algum. Os fãs agradecem!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER