Os cinco piores remakes

Os cinco piores remakes

Fazer um remake de uma série, sendo ela clássica ou não, é uma coisa complicada. O material original tem que ser sólido, mas o mais importante mesmo é que se tenha uma razão legítima para o reboot.

Infelizmente, na maioria dos casos, essa “razão legítima” é apenas fazer uma tonelada de dinheiro fácil, então é óbvio que a ganância nubla a visão dos produtores e somos obrigados a aturar séries que, além de ocuparem lugar na grade ,tirando a chance de coisas inéditas que poderiam ser boas, ainda mancham o nome da série original que tanto amamos.

Eis aqui 5 exemplos de remakes dos quais poderíamos ter sido poupados:

5. V (1984 & 2009)

A minissérie original V foi altamente bem-sucedida e, ainda hoje, se sustenta! É uma mistura dinâmica de ficção científica de raiz com visões nojentas memoráveis — porquinhos-da-índia nunca se sentiram a salvo novamente. A nova série teve algumas ideias boas, mas sua primeira temporada nunca conseguiu se comparar a original. A emissora ABC está trazendo a série de volta no outono americano e até que seu season finale foi bastante divertido, então cruze os dedos! Essa aqui é a única que ainda tem chances de ser regenerar e deixar a lista…

4. Melrose Place (1992 & 2009)

Melrose Place, a original, fazia tudo parecer fácil: as reviravoltas da trama, o interminável troca-troca de casais, os médicos bonitões, o tornado de maldades que era a personagem de Heather Locklear, Amanda Woodward. Na última fall season, o remake da CW tentou muito recapturar essa magia, mas a curiosa decisão de dar início a nova série com um mistério de assassinato diminuiu o potencial de elementos divertidos (como a personagem Ella, de Katie Cassidy, sem dúvida, a melhor coisa do remake). Mesmo a saída de Ashlee Simpson-Wentz, muito criticada por sua atuação, e o retorno de Locklear (e de muitos outros personagens do original) foram capazes de salvar essa imitação barata. Bem que eu falei que não daria certo

3. Cupid (1998 & 2009)

É uma noção irresistível: um homem diz ser o deus mitológico Cupido, punido por seu pai Zeus e forçado a permanecer na Terra até que ele una 100 casais apaixonados. A série original deu o pontapé inicial na carreira de Jeremy Piven (de Entourage) e ainda hoje é lembrada com carinho, mais de uma década depois de seu encerramento. Assim, foi uma puta decepção quando a nova série, estrelada por Bobby Cannavale (de Will & Grace), pareceu tão morna e não rendeu mais do que 7 episódios.

2. Bionic Woman (1976 & 2007)

David Eick foi o produtor-executivo da nova versão de Battlestar Galactica, que tornou a ficção científica ordinária dos anos 70 em um épico moderno impressionante. Este é um truque difícil de ser feito duas vezes e não é preciso procurar muito para comprovar a teoria. O próximo projeto de Eick foi exatamente Bionic Woman, que tentou, sem sucesso, adicionar um peso dramático a série. Não deu certo… Mesmo assim, Katee Sackhoff fez uma divertida e exuberante vilã — por que não fizeram a série focada nela? Acho que teria dado mais resultado…

1. Knight Rider (1982 & 2008)

Na verdade uma sequência do original de David Hassellhoff, essa nova Knight Rider tentou atualizar o conceito de um supercarro falante. Porém, os espectadores se recusaram a vê-la quando ficou claro que a nova estrela Justin Bruening não tinha o mesmo carisma de David. Fora que o conceito de um carro falante e engenhoso nos anos 80 era algo que encantava, mas não dá para esperar o mesmo efeito em pleno século XXI, né? Muitas mudanças por trás das câmeras — Val Kilmer substituiu Will Arnett como a voz de KITT e boa parte do elenco foi demitida no meio da temporada — provavelmente não ajudaram também. Enfim, a única coisa em que essa série foi bem-sucedida mesmo foi ficar em primeiro lugar em nosso top de piores remakes.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!