OUAT 4×18 — Sympathy for the De Vil

Cada vez mais difícil de defender Once Upon a Time, depois de Sympathy ser the De Vil, então…

Alguns tentam não mergulhar na escuridão. E desde criança eu e pergunto: por que não mergulhar e me divertir?” DE VIL, Cruella

E esse é mais um daqueles episódios de Once Upon a Time que eu não sei o que escrever porque todo o alvoroço que fizeram falando o quanto essa segunda parte da temporada ia ser maravilhosa fica martelando na minha cabeça e a única coisa que eu consigo pensar é “vocês querem mesmo que eu assista isso e ache bom?”. Nunca vi uma série desperdiçar tantos vilões como essa série está fazendo. Nunca vi uma série destruir tanto os personagens como Once Upon a Time está fazendo.

Não tenho do que reclamar da história da Cruella, pelo contrário, achei o flashback bem explicado, ainda mais que todo mundo se questionava o motivo dela ter magia sendo que na história real ela não tem. Única coisa sem noção foi ela ter essa aparência porque a tinta mágica caiu nela. Às vezes fico me perguntando o que aconteceu com toda a genialidade da primeira temporada quando vejo esse tipo de cena. Seria preguiça só porque a série sempre tem grandes chances de ser renovada desde sempre? Obviamente que depois a história da Cruella que cruzava a do Autor foi mais da mesma, sempre quem tem o coração machucado começa a fazer coisa errada por aí, exemplo do Autor e as histórias que ela passou a escrever.

O problema de Sympathy for the De Vil foi fora dos flashbacks, algo que vem sendo comum nessa segunda metade. Emma, aquela pessoa que queria fugir da cidade porque sua magia estava machucando os outros; Emma, aquela pessoa que sempre foi contra as matanças e sempre que aparecia um vilão ela prendia naquelas celas da delegacia que são mais fáceis de fugir do que se você ficasse preso sem querer aqui dentro da minha casa; Emma, que sempre teve fé na Regina, que acreditou que ela mudaria, matou a Cruella, que não ia fazer mal nenhum ao Henry. Não importa que ela não sabia que o Autor escreveu uma história para a Cruella na qual ela não poderia matar ninguém; nunca na vida Emma Swan mataria alguém mesmo que a pessoa tivesse pulado daquele penhasco com seu filho. Ela tem magia, com toda certeza conseguiria salvá-lo de outra forma.

OUAT 4x18

Nunca fui contra explorarem o lado dark da Emma, ainda mais depois do que Snow e Charming fizeram, mas o erro foi o jeito que fizeram. Só porque os pais mentiram pra ela significa que ela não tem mais discernimento das coisas? Que esqueceu tudo que ela acreditava e tudo que fez para que a cidade não fosse todo mundo matando todo mundo? Até esses dias a mulher não acreditava em conto de fadas e hoje já está tirando a vida de alguém? Queria trazer ela para o lado negro, tudo bem, mas que fizessem de uma forma decente.

Depois desse episódio temos um resumo maravilhoso sobre essa temporada das vilãs:

Encontrar a Anna demorou mais do que a Úrsula para ter seu final feliz, tirando que ela só servia para encher cena, não teve uma única cena relevante em Storybrooke e na maioria dos flashbacks estava sempre apagada.

Cruella está bem morta. E também quase não teve cena relevante. Não serviu nem pra usar a magia pra colocar o Pinóquio na poltrona em vez de carregá-lo nos braços. Ainda estou sem entender essa cena, sim. Sem final feliz para quem mandou os cachorros comerem a mãe e depois fez um casaco de pele com o os coitados em vez de fazer um cachorro-quente. Quê?

Aguardando o restante da história da Malévola e torcendo para que não a estraguem também, mesmo achando que vão estragar. O negócio é esperar menina Lily aparecer. Bem que ela podia se transformar em um dragão que nem a mãe também. Aliás… Malévola ta dormindo até agora?

Zelena é doida, então só espero loucuras dela, mesmo porque a história da verdinha do recalque não é uma história sobre finais felizes.

Só acho que a Emma, ao invés de ficar matando os outros, tinha é que fazer uma hidratação naquele cabelo, jogar um Cor & Ton, porque se tudo isso estiver se encaminhando para que ela seja a Senhora das Trevas, por causa daquele coração só o pó do Rumple, ela tem que estar poderosíssima.

Fiquem com a promo que vai nos trazer um reencontro de bem, sensato e positivo de amigas.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER