Pokémon Go é um meio de espionagem?

A teoria consiste que o jogo de maior sucesso nos últimos tempos, Pokémon Go, seria um meio maquiado de espionagem da CIA.

E se o Pokémon Go fosse o Big Brother — não o reality show global, mas a entidade descrita na obra de George Orwell, 1894, o qual representava opressão a todos — e que quisesse nos espionar? Foi essa tese que acabou gerando a teoria sobre o jogo que tornou-se um sucesso mundial.

O jogo mal lançou em território brasileiro, porém a teoria que ressalta que os usuários do game estariam sendo espionados deu-se início pela origem da empresa que desenvolveu o jogo, a Niantic.

A empresa, que há tempos convive com boatos sobre sua origem duvidosa, iniciou na startup de visualizações de dados geoespaciais da Keyhole,Inc. Com uma grande capacidade de captação de imagem através de satélites, a empresa foi adquirida em 2004 pelo Google, dando origem ao Google Earth e ao Google Maps. Todo esse avanço acabou beneficiando o seu criador, John Hanke, o qual chegou a vice-presidência da Google Maps.

Porém, os fatos que fortificam a teoria é que a companhia de John Hanke recebeu suporte financeiro da CIA, para favorecer nas missões da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos — resumindo, desenvolver tecnologia para espionagem.

É aí que Pokémon Go entra. Segundo os que conspiram a ideia de espionagem, relatam que no momento que o usuário adquire o jogo, obrigatoriamente ele tem que logar em sua conta no Google, o qual dá o aval ao game sobre as informações do jogador.

Outro fato é que o jogo pede acesso vasto a privacidade, tanto no instalar quanto sobre a localização geográfica e acesso a câmera do celular.

Vendo por esse lado não, podemos negar o possível monitoramento que há no jogo, porém o fato é que essa prática não diverge muito do Facebook e Snapchat, por exemplo.

E você, o que achou? Acredita que estamos sendo monitorados? Existe uma conspiração?

Deixe os seus comentários.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!