Robbie Williams, Amor, Depressão, Auto Ajuda e Entretenimento. Isso é Heavy Entertainment Show!

Com quase 25 dias de atraso, o novo álbum físico de Robbie Williams chega ao Brasil! Heavy Entertainment Show, lançado em outros países no dia 4 de novembro, é o primeiro em parceria com a Sony Music e 11º álbum inédito de sua carreira.

Esse é o 12º trabalho de Robbie à conquistar o 1# nas paradas de Reino Unido! Seus 1# agora se igualaram aos de Madonna e se o próximo conquistar um novo 1#, ele se iguala ao Rei Elvis Presley. Tantas vendas fizeram com que ele levasse um disco de ouro para casa, fruto das 170 cópias mil vendidas em menos de um mês de lançamento.

Para esse novo álbum, Robbie trabalhou com Guy Chambers, com quem já fez inúmeras Parcerias no passado; Brandon Flowers, do The Killers; John Grant, vocalista da banda The Czars, e os cantores Ed Sheeran e Rufus Wainwright. Ele recentemente declarou que foi muito agradável e divertido trabalhar com essas pessoas.

Os temas principais das músicas é Amor, Depressão, Auto Ajuda e Entretenimento. O som e bem pop, mas tem também pouco de rock, eletrônico e um som bem semelhante ao seu antigo disco ‘Swings Both Aways’.

‘Heavy Entertainment Show’ já começa com a faixa que dá nome ao novo trabalho. E funciona mesmo como um abre-alas! É um convite para curtimos essa pesada sessão de Entretenimento. É praticamente uma versão mais moderna da antiga ‘Let Me Entertainment You’, que durante varias turnês abriu os shows do cantor. Essa foi a primeira música a ser liberada na plataformas de streaming e serviu também como teaser do disco.

https://www.youtube.com/watch?v=IOUrOmX5ZE4

Seguindo vem ‘Pary Like a Russian’! A primeira música de trabalho. A música do comeback do cantor. Uma boa escolha para continuar em clima de entretenimento, mas talvez não a melhor escolha para single. Isso porque ela não conseguiu uma boa estréia e UK e ainda criou, no início, um buzz negativo na Rússia. Porém, na época do lançamento, para evitar mais críticas, o próprio Robbie foi ao Twitter para deixar claro que não era uma música para ofender os russos e aquela era a versão mais politicamente correta que ele poderia ter lançado. Tanta polêmica fez com que o vídeo alcançasse mais de 9 milhões de views só no Youtube, mas o clipe estreiou mesmo no Facebook, onde já conta com mais de 154 mil curtidas e mais de 14 mil comentários.

https://www.youtube.com/watch?v=MdYGQ7B0Vew

Para terceira, quarta e quinta faixas temos as baladas ‘Mixed Signals’, ‘Love My Life’ e ‘Motherfucker’. ‘Mixed Signals’ é sobre você ligar para a pessoa e não conseguir falar, ‘Love My Life’ é sobre amor próprio e ‘Motherfucker’ é uma música de auto ajuda ao contrário, é uma música que mostra a realidade da vida. Essas três músicas mostram um Robbie mais frágil, uma pessoa que talvez tenha precisado de muitos livros de auto-ajuda para se livrar da depressão!

‘Love My Life’ é a nova e segunda música de trabalho! O clipe novo foi liberado no Youtube há pouco mais de 15 dias e já conta com quase mil views. O vídeo mostra Robbie andando por um lugar mais deserto, aparentemente uma praia, cercado por mulheres cinegrafistas. Um clipe bem simples, nada muito sofisticado. E segundo o cantor foi o que eles conseguiram fazer em meio há tantos compromissos de divulgação do disco.

https://www.youtube.com/watch?v=j4ggyO-OFXU

Depois vem ‘Bruce Lee’. Uma Celebração de superação!
E algo para te deixar elétrico. E Rock'n Roll baby !
A música tem um refrão marcante e começa com hum grito alucinado!

‘Sensitive’ é mais uma música dançante, mais eletrônica, um pouco semelhante ao que Melanie C está fazendo em seu novo trabalho. Na letra, quem é frágil é a menina que Robbie quer tocar!

‘David’s Song’ é a música mais triste do disco. Ela foi escrita para demostrar toda a sua tristeza pelo falecimento do seu manager David Enthoven, que morreu de câncer em agosto desse ano. Possivelmente, não é uma música que ele cantará na turnê que ele fará no ano que vêm pela Europa. Até porque, nessa música ele canta que poderia estar morrendo, que está com medo e que precisa que alguém o detenha… Nada muito legal para um show de entretenimento.

Na sequência vem mais um trio! Dessa vez de música mais agitadas: ‘Pretty Woman’, ‘Hotel Crazy’ e ‘Sensation’.

‘Pretty Woman’ vem para quebrar todo o sofrimento da música anterior. É hora de curtir com uma mulher bonita o som do Charleston! O ritmo vem com uma pegada do rock com um pouco das batidas mais retrô. É uma música que poderia fácil fazer parte do disco anterior Swing Both Ways.

‘Hotel Crazy’ é aquela música que você fica o dia todo cantarolando “I think I can do it, I think I can do it, I think I can do it…” Essa leva a participação de o Rufus Wainwright, que também ajudou na composição. Tem um ritmo alucinante, uma sensação maluca! Sensação necessária para compor a realidade da letra da música que fala sobre atos e pensamentos loucos.

‘Sensational’ foi feita para fechar mesmo. É ela que encerra a versão standard do disco! Essa é aquela música que tem que ser cantada em um ponto alto do show, pode inclusive ser tocada depois de ‘Hot Fudge’, mas é uma música mais de encerramento. Talvez um momento propicio para ela ser apresentada é antes da parte BIS (aquela parte que o cantor encerra, mas depois volta para fazer mais ou outra música para realmente terminar o espetáculo). Para deixar o show espetacular, segundo a própria vontade do cantor. Na letra ele pede para Deus abençoar a todos, porque ele tem um amor que o ama e ele a ama.

https://www.youtube.com/watch?v=EAhLTv2aDyk

Para a versão deluxe, que pelo menos por enquanto não está presente nas lojas brasileiras #helpSony, ainda temos: ‘When You Know’, ‘Time On Earth’, ‘I Don’t Want To Hurt You’, ‘Best Intentions’ e ‘Marry Me’.

‘When You Know’ é mais uma baladinha de amor daquela bem melosa. A letra diz que quando ele encontrou com a pessoa amada, ele encontrou com ele mesmo, por isso nunca deixara que ela parta. Em ‘Time On Earth’ Robbie declara que quer viver uma vida simples e dar significado para sua vida aqui na Terra. Profundo! ‘I Do’t Want To Hurt You’ conta com a participação do roqueiro alternativo John Grant. ‘Best Intentions’ é mais uma letra sobre aquela sensação ruim cansada pelo fantasma da depressão. E para encerrar mesmo aparece ‘Marry Me’ que é a música que Robbie compôs para sua mulher Ayda. Ela só permitiu que essa canção fizesse parte da versão completa do disco. E isso porque ela não ficou muito satisfeita com o resultado.

Há algumas semanas, o ganhador de 17 Brit Awards perdeu muitas posições nas paradas Britânicas e um dos cantores que ficou em sua frente foi Olly Murs. Olly é um grande parceiro de Robbie Williams e já fez inúmeros trabalhos com ele. O último deles pode ser conferido no vídeo abaixo, que foi fruto da apresentação que fizeram da música ‘I Wanna Be Like You’, presente no disco ‘Swings Both Ways’

https://www.youtube.com/watch?v=nCKCj_9bUqs

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER