Sense8 1×12 — I Can’t Leave Her (Season Finale)

Sense8 despede com um episódio brilhante e sim, com muita ação e perseguição para os fãs

Eu sei o quanto dói, eu sei que você quer deitar aqui e nunca se levantar novamente, eu sei porque eu sinto. Eu posso sentir. Isso significa que de alguma forma, em algum lugar você consegue sentir o que eu sinto também. Eu te amo e é por isso que eu não consigo desistir, eu te amo”. GORSKY, Will

Mesmo com vários plots tecnicamente encerrados no episódio anterior, ainda havia muita história a ser contada, nem tudo estava em I Can’t Leave Her, mas o que não estava lá não fez falta, a season finale estava perfeita.

Perdemos a conta de quantas vezes vimos a cena da Riley em trabalho de parto e o marido sofrendo acidente nas montanhas, mas finalmente conseguimos ver a cena completa, do começo ao fim, apenas um show de perfeição como quase tudo na série até aqui.

Como previsto a dupla dinâmica Nomi e Amanita guiam Will em direção ao resgate de Riley, sinceramente é brilhante a forma como as duas se organizam e a praticidade na comunicação entre os dois sensitivos supera qualquer história nesse sentido que já vimos.

Sense8

Finalmente temos a dinâmica de “super heróis” se mostra, e é fantástica, não há tempo para egoísmo, um corpo está de fato indo a luta, mas são sete mentes trabalhando juntas para possibilitar o sucesso da missão. Sete porque a Riley está lá inconsciente, mas ela ajuda no final.

Durante quase toda a jornada podemos apreciar o trabalho da produção da série, mas as cenas nas montanhas congeladas e depois nas montanhas antes do inverno, supostamente o mesmo ponto em épocas diferentes do ano, lembram a delicadeza de superproduções como Memórias de Uma Gueixa onde tudo parece exatamente onde deveria estar para ser lindo a ponto de tirar o fôlego.

Então para tudo, faltou o plot do Wolfgang, que talvez (muito provavelmente) foi deixado para este momento da série a fim de acrescentar ainda mais tensão ao gran finale com o personagem alemão bancando o exterminador, macho alpha, badass do grupo.

Inclusive essa personalidade insana de Wolfgang é o que acaba salvando Will e Riley no fim, mas também é responsável por partir o coração de Kala, quando ele mostra sua incapacidade de mudar.

De volta ao plot principal, já estava mais que claro que os líderes do resgate eram Nomi e Will, mas o roteiro e as sequências foram perfeitamente montadas para que houvesse participação significativa de todos os sensitivos.

E como o Capitão América da série não tem super poderes, ele precisou de toda ajuda possível.

Lito obviamente trouxe o momento mais leve do episódio, estava precisando mesmo, pois a essa altura todos estavam roendo os dedos já.

Estamos novamente trabalhando clichês aqui, o mexicano ou latino é sempre o engraçado da história, mas ainda sim há muito bom gosto em como isso é trabalhado, não podemos reclamar esse tipo de coisa com os irmãos Wachowski’s.

O fator Jonas volta a entrar em questão, não conseguimos entender de que lado ele realmente está e esta resposta já é algo que ficou para a segunda temporada.

Assim como o problema de Will ter olhado nos olhos do Sussurros, algo um tanto inesperado para os telespectadores, uma vez que complica imensamente o plot central da segunda temporada, e aumenta a possibilidade do personagem morrer caso Sussurros não seja eliminado.

Angel só vem para influenciar os sensitivos a se matarem para proteger os outros, mas ok, cada aparição de Daryl Hannah vale pelo episódio todo, o plano de Will é bom e funciona, mas a solução seria mantê-lo dopado a próxima temporada (não confirmada ainda) inteira?

I Can’t Leave Her é um daqueles episódios de partir o coração, mas que deixam uma curiosidade imensa sobre o que está por vir, mesmo com um final em clima de romance, que parece apagar todo o resto, se pararmos para pensar um segundo, ainda há tanta coisa a ser trabalhada que em vinte temporadas ainda não ficaremos satisfeitos.

Enfim, não podemos nos despedir sem comentar a belíssima cena do barco no final, onde todos os sensitivos aparecem para dar o último adeus. Então até a próxima temporada pessoal!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER