Supernatural 10×16 — Paint It Black

E se eu te dissesse que não estou pronto pra morrer?!” — WINCHESTER, Dean

Sabe quando você olha um episódio e tem uma ideia clara sobre os pontos-chave a serem debatidos, mas não consegue achar um pontapé inicial? Pois é, foi isso que aconteceu essa semana.

Enquanto eu queimava os neurônios tentando achar uma maneira de começar a review, comecei a fazer comparações e lembrar de temporadas anteriores de Supernatural. Isso me fez questionar: seria a 10ª temporada a com desenvolvimento mais lento da série? Vejam, 16 episódios já se passaram e pouca coisa aconteceu. Ok, na maioria das vezes, menos é mais. Mas, inegavelmente, o estilo da série mudou.

Desde que o Carver entrou no show, lá na 8ª temporada, a série melhorou (bastante) em relação às duas temporadas anteriores. Mas é inegável que a série fugiu um pouco das suas raízes e passou a ser um show de drama, no qual as histórias ficam em segundo plano e os personagens em primeiro.

Paint It Black não fugiu disto e foi um episódio que representou bem a tônica da temporada. Dividido em duas histórias paralelas, ele teve um caso da semana bom — nada de excepcional — e uma revelação importante.

spn 10x16

Confesso que fiquei meio perdido nos dez minutos iniciais, pois tudo estava muito confuso. Entendo que eles tentaram fugir um pouco da dinâmica habitual da série, e o desfecho do episódio até foi bem interessante, mas houve excesso de informação nos minutos iniciais.

O caso da semana desta vez envolvia um fantasma renascentista — século XVI — que entrava no corpo dos fiéis de uma Igreja Católica, induzindo-os ao suicídio e homicídio. Episódios em que a história se desenvolve em igrejas são muito interessantes na série. Afinal, quem não se lembra de The Houses of Holy (2×13), quando temos a primeira menção de anjos na série?

O melhor momento do episódio ficou por conta da confissão de Dean. Ele não está pronto pra morrer, ele não quer morrer, ele tem medo de morrer. Basicamente, ele quer mais da vida e, neste caso, mais seria menos. Em vez de anjos, demônios, monstros e todo o resto, Dean queria uma vida bem simples, daquelas que apenas tendo as pessoas que ele se importa por perto estaria perfeita. Mesmo assim, lá no fundo ele sabe que essa vida perfeita não cabe a ele.

Na outra parte do episódio, tivemos Rowena e Crowley capturando a líder do Coven das bruxas. A parte mais relevante desta interação entre as duas bruxas foi a revelação — um pouco forçada — de que teriam sido os Homens das Letras que destruíram as bruxas, que agora eram uma pequena parte do que já foram um dia. Claro que essa revelação tem a função de movimentar a organização dos Homens das Letras, que está bem apagada nesta temporada, e criar um conflito entre a ruiva e os Winchester. Porém, eu só veria de forma positiva este enredo se algum dia eles mostrassem flashbacks dos letrados queimando as bruxas. Acho difícil, mas seria sensacional.

O desfecho dos dois enredos foi a morte da fantasma pelos Winchester (tradicionalmente) e a transformação da líder do Coven por Rowena. Mas o mais importante do episódio foi a sensação de que algo muito ruim esta por vir, dado o discurso de Dean e a falta de informações sobre como parar a Marca de Caim.

P.S. 1: Paint It Black se justificou pela maneira que eram pintados os quadros do Pierre.

P.S. 2: Acho bacana sempre comentar sobre os escritores e diretores dos episódios, então não se surpreendam se sempre nos finais dos textos aparecerem comentários deste tipo.

P.S. 3: Preparem-se para o episódio de semana que vem.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER