Survivor: Kaôh Rōng 32×11 — It’s a “Me” game, not a “We” game

It’s a “Me” game, not a “We” game foi o episódio da semana de Survivor: Kaôh Rōng.

Intuição conta muito nesse jogo e eu estou tentando seguir a minha.” — MICHELE, Sensata.

Como num passe de mágica, tudo mudou em Survivor: Kaôh Rōng. O passe de mágica tem um responsável: Tai. It’s a “Me” game, not a “We” game mostrou todas as consequências da reviravolta que Tai causou no último conselho, ao votar em Scot e negar a ele o seu ídolo, para formar o tão esperado Super Ídolo.

Pois bem, os atos de Tai subiram um pouco a cabeça dele. Mentira, não subiu tanto assim. Mas a troca de aliança somado ao ídolo e ao voto extra colocou ele numa boa posição no jogo e ele está bem ciente disso. Da mesma forma que Jason também está bem ciente que está no final da cadeia alimentar e que precisa lutar para sobreviver.

Quem tomou as dores por Jason foi Julia. Assim como Michele, Julia não foi incluída no último blindside e ficou extremamente chateada com isso. Michele ainda teve uma chance de se misturar com a maioria na recompensa do primeiro desafio, mas para Julia só restava bater cabeça com Jason para descobrir o que poderia acontecer. Até que eles tiveram a ideia de votar em Tai. E já tinham planos até pra galinha de estimação dele.

Assim que ele for eliminado, a gente come o Mark.” — JULIA, Esfomeada.

Desde o início do episódio, Jason se mostrou afim de ressuscitar a velha parceria que tinha com Cydney, mesmo depois de querer a cabeça dela várias e várias vezes. Cydney, que não é nenhuma santa, não viu nenhum problema em ouvir o que seu ex-aliado tinha a lhe oferecer. E ao apresentar o plano da degola de Tai, Cydney se mostrou interessada, afinal de contas ela poderia fazer seu próprio jogo. Além dela, era necessário que Michele também entrasse na jogada para que, pelo menos, o ídolo fosse tirado do jogo.

Falando em Michele, quero ser que nem ela quando eu crescer. Em uma prova de imunidade que envolvia memorização de número e símbolos, Michele conseguiu se destacar ao resolver a prova de primeira. DE PRIMEIRA! Além dela, Julia também conseguiu poupar tempo, mas foi ultrapassada por sua antiga companheira bonita.

It’s a “Me” game, not a “We” game

Quais eram os alvos do dia? De um lado tínhamos Tai e do outro Jason. Errado. Jason era a opção mais óbvia e, sabiamente, Julia foi colocada como alvo por ser agente dupla e pela maneira como socializa com a tribo. Fazendo as contas, Julia teria grandes chances de ganhar a bagaça toda se chegasse na final. Cabia agora a Cydney e Michele ver o que era melhor naquele momento do jogo. Eliminar uma das maiores ameaças do jogo ou eliminar uma ameaça iminente? Mesmo selando o pacto com Aubry, Joe e Tai, as duas estavam balançadas a mudar de lado, mesmo que tenham garantido que isso não aconteceria.

Durante o conselho, Jeff estava certo, muita coisa parecia incerta antes da votação começar. Tai era um dos que estavam visivelmente nervosos e desconfortáveis com o que poderia acontecer. E ele já estava assim antes mesmo do conselho começar, pois Cydney confessou que o plano de Jason e Julia era se livrar dele. A tensão só aumentou quando ele não sabia se usava ou não seu ídolo, pedindo ajuda para os universitários sobre o que fazer.

Todos votaram, nenhum ídolo foi usado e ninguém mudou de lado. Julia se despediu da competição, deixando Jason como o único na concorrência. Eliminar Julia foi uma boa jogada, porém deixar Jason pode desencadear uma reação em cadeia onde ele seria o único beneficiado, que nem Chris em Survivor: Vanuatu. Ele era o próximo alvo fácil, mas conseguiu convencer todos de que era o voto fácil para virar o jogo e acabou se tornando o vencedor daquela temporada. Será que Jason vai ter a mesma sorte?

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER