Teen Wolf 5×14 — The Sword and The Spirit

Teen Wolf finalmente deixou de mesmice em The Sword and The Spirit.

A Besta de Gevaudan, o lobisomem mais perverso e mais famoso da história. E você acha que que eu vou dizer como roubar o poder dele?” DEAUCALION

Eu acho que você está aberto a negociação.” RAEKEN, Theo

Não acredito que depois daquela safra de episódios horríveis, Teen Wolf finalmente entregou algo que valesse a pena gastar 40 minutos assistindo. The Sword and The Spirit veio pra trazer esperança (dependendo do ponto de vista). Episódio mais que necessário, respondeu várias perguntas que estavam soltas desde o início da temporada. Vamos por partes.

Argent pai e Argent filho desceram os túneis atrás da Besta e encontraram um desenho de uma pilha com 23 corpos, (o número parece ser importante) e todo esse sangue derramado é um presságio do que está por vir. A batalha final, a Besta contra o Cão do Inferno, duas pessoas normais durante o dia que não sabem da existência dos próprios poderes, mas que a noite se transformam. Só existe uma pessoa que pode dar um fim a isso: Marie-Jeanne Valet, a personagem que será vivida por Crystal Reed, no 5×18.

Theo se ofereceu para ajudar Malia a encontrar a mãe do ano, jogando todo o papo de ser o único que podia encontrar ela. Braeden queria vetar o menino, mas a Malia não deixou. Sinceramente, as pessoas deviam dar mais crédito pra Braeden, a mulher é uma assassina profissional que não confia em ninguém, mas que tá certa o tempo inteiro. Se ela diz pra não cair na conversa do Theo, tu não cai na conversa dele. Era obvio que ele tinha segundas intenções. As garras que a Loba do Deserto deu ao menino parecem ser as mesma daquele quimera do início da temporada.

Enquanto Malia lutava pela sua vida, Lydia tentava descobrir os seus poderes na Eichen House com a ajuda de Meredith. Elas roubaram o episódio. As cenas intercaladas entre a quase-fuga da Lydia e a briga da Malia com a mãe foi a prova que o o bando do Scott está mais forte do que nunca. A união das duas, (mesmo elas não sabendo disso) foi uma das coisas mais bonitas e simbólicas que já aconteceu em Teen Wolf.

Teve cena com Stydia Styles e Lydia, e foi a coisa mais fofa. A menina tá sofrendo dentro daquele lugar, a mãe dela é louca (que tipo de mãe deixa a filha em um lugar daqueles que, além de precário, faz testes e trata os pacientes como animais, e onde inclusive a mãe da mesma morreu?) e ele só queria a amiga, companheira de bando de volta. É legal ver o crescimento dos dois personagens como indivíduos, mas particularmente nessa cena como amigos.

Liam, que estava sozinho sem a dramática da Hayden rondando ele, contracenou uma cena maravilhosa com o Scott. Como se fosse a quarta temporada de novo, onde ele tinha um plot muito melhor do que ele tem agora. Liam pode ser o alfa agora, mas ele sempre será o beta do Scott, o protegido, o primeiro filho.

O Parrish tá se sentindo Scott McCall, achando que tudo é culpa dele. E na verdade não é. Ele não é uma má pessoa, ele não mata ninguém, ele só tem um tipo diferente de trabalho.

A Kira, tadinha, nem apareceu no episódio. Não é como se ela estivesse fazendo falta, mas nota-se que ela ainda vai causar nessa temporada.

E pra fechar com chave de ouro tivemos o Deucalion de volta, todo poético e shakespeariano querendo os olhos do Scott McCall (que obsessão em amigo) entre suas garras.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Será que a Elsa se assumiu lésbica cantando e ninguém percebeu?

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

Viajamos no verdadeiro trem do Harry Potter! Na vira real!!! Veja como foi a experiência neste vídeo.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER