The Blacklist 3×11 — Mr Gregory Devry

Mr Gregory Devry mostra toda a genialidade do protagonista de The Blacklist.

Você pode ir atrás dos negócios de um homem, Marcus, e até de seus sócios. Mas, além da família, a coisa com a qual você não deve mexer é a reputação da pessoa.”— REDDINGTON, Raymond

Imaginem se tudo o que foi apresentado até agora em The Blacklist não passasse de uma farsa! A ideia de que Red poderia ser um impostor agitou o episódio e deixou todo mundo como o Aram — confuso e com a cabeça explodindo.

Seria uma tremenda ousadia da série se o falso Red, ou melhor, Fred, fosse o verdadeiro Red. Mas a história apresentada não deixou de ser um recurso muito bem planejado e elaborado pelos roteiristas. Foi um episódio um pouco complicado de entender completamente de primeira, mas que mostrou como The Blacklist aposta na genialidade de seu protagonista.

Era claro que uma hora ou outra a reputação de Red ficaria abalada, ainda mais depois dele se expor durante a fuga da ex-agente Keen. Mas é óbvio que Red está sempre dois passos à frente de todos e já tinha um plano de contigência preparado para dar a volta por cima.

Jake Weber fez um trabalho fantástico como o número 95 da Lista Negra, Mr Gregory Devry, ao imitar o verdadeiro Red. Todas as cenas dele, principalmente as com James Spader, foram ótimas. E pensar que Red já havia dito que não era um bom ator.

Já os integrantes da Força Tarefa, de volta e quase com sua formação original, parecem que não aprenderam nada com o tempo em que passaram juntos com Reddington. O mínimo que eles poderiam fazer era desconfiar que, talvez, tudo não passasse de um plano dele. Vale lembrar que Cooper tinha acabado de elogiar a Liz como analista de perfil.

O próprio Red, no entanto, estava contando com a previsibilidade de Cooper para mandar Fred com uma escuta ao retiro dos mafiosos. E assim ele usou e abusou mais uma vez do FBI para seu interesse pessoal, como nos bons e velhos tempos.

A maior preocupação com o roteiro passa a ser o papel da ex-agente Keen. A função de elo entre Red e o FBI perde um pouco mais o sentido agora que ela não está mais autorizada a participar de operações em campo. É natural que ela mereça mais depois de tudo o que passou e aprendeu nesses meses de fuga.

Foi bom ver que Keen teve problemas para se adaptar à nova realidade no trabalho, por mais que a ideia dela formando dupla com o Aram seja tentadora. Aquele choro de despedida/agradecimento não convenceu muito, apesar de que era o mínimo depois de todo mundo ter se arriscado tanto por ela.

A reputação da Liz foi outra que também sofreu com os acontecimentos recentes. Red pelo menos teve como se justificar com os criminosos, mas como ela vai se redimir perante a nação inteira? Ela ainda deve sofrer bastante com as consequências de ter o nome sujo.

A grande bomba do episódio, para muitos, foi a revelação de que Liz está grávida. Com a gravidez real de Megan Boone, foi uma decisão acertada dos roteiristas de incluir a história na série. Melhor do que ficar tentando esconder o físico da atriz.

Fora que resgata um enredo muito abordado na primeira temporada e se encaixa perfeitamente no universo de The Blacklist, em que um dos principais mistérios é a relação paternal de Red com Liz. Agora, com a descoberta de que Katarina Rostova pode estar viva, a maternidade dela ganha ainda mais significado.

O que não dá para entender é a implicância de Red com Tom, ainda mais depois de tudo o que ele fez para inocentar a amada. O pedido de casamento pode ter sido precipitado, mas até onde Red é capaz de ir para evitar a união dos dois?

Outros pontos:

– Qualquer um que chegue ameaçando Mr. Kaplan já está garantido automaticamente na lista negra de quem assiste a série!

– O Fred, com o mural dos blacklisters, parece os fãs analisando os episódios e as suas ligações.

– Qual foi a da Liz e o cachecol gigante que ela não tirou de jeito nenhum?

– “Não é tão ruim. Eu baixei a quarta temporada de Doctor Who no servidor. Tom Baker é incrível”. — MOJTABAI, Aram. Ídolo.

– Quem diria, Red é um fiscal da gramática!

– Como assim nenhum órgão dos EUA tem nada que possa comprovar a identidade do Red?

– Quando pensamos que não poderíamos encontrar ninguém do FBI mais tapado do que o Ressler, somos apresentados à Janet McNamara. A pessoa trabalha no FBI (!!!) e, quando é abordada por um colega que lhe diz que está em perigo, o que ela faz? Isso mesmo, foge… em direção ao perigo.

– Mas aí, logo em seguida, nos botam Ressler perseguindo um caminhão à pé durante uma troca de tiros. A competição é difícil.

– Liz, crente que tinha derrotado o Cabal e poderia ficar de boa no barquinho do Tom, levou um acorda para a vida com o mapa de inimigos do Red.

E agora, o que o Red vai fazer com a Liz esperando um filhote? Será que ele vai deixar o casal em paz?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER