The Blacklist 3×12 — The Vehm

The Vehm desacelera o ritmo de The Blacklist, em um episódio que não empolgou.

Na minha experiência, nunca há um momento conveniente para ter um filho. Certamente não é o momento mais conveniente para você.” REDDINGTON, Raymond

Depois de uma tacada de bons episódios, The Blacklist não conseguiu manter o ritmo e deixou um pouco a desejar em The Vehm. O principal problema do episódio foi justamente o caso da semana.

Depois da revelação da gravidez de Liz, era natural que o foco da história fosse como os personagens lidariam com a notícia. E isso mostra como The Blacklist mudou desde sua estreia procedural.

O número 132 da Lista Negra até vai ter sua finalidade na guerra entre Red e o resto do mundo, mas o caso simplesmente não empolgou e nem teve nenhuma utilidade imediata.

A série até se esforçou para torná-lo interessante, explorando a tortura medieval e levantando pontos interessantes como a manipulação religiosa de fieis para fins obscuros. E aqui não se trata nem de levantar a bandeira de ser essa ou aquela religião, como bem foi pontuado pela fala da Samar — fanáticos são fanáticos em qualquer lugar e vão distorcer as coisas para seu benefício próprio.

Só que, diante dos acontecimentos, a parte prática que vem com a noção de que a guerra está por vir, como o seu financiamento, empalideceu diante do dilema em que Liz se encontra. Será que faz sentido ter e criar uma criança nesse ambiente?

Se já não bastasse toda a hesitação natural dela, representada pela listinha dos prós e contras, Red não ajuda em nada ao falar que uma criança só iria piorar a situação. Mesmo ele se desculpando depois ao contar a situação da própria Katarina Rostova, foi o suficiente para Liz cogitar dar o bebê para a adoção.

A superproteção de Red, embora necessária em muitos momentos, também aliena de tal forma que Liz acaba fazendo a ligação para a agência. A vontade que Liz carrega desde a primeira temporada de ter uma criança não era pra ser nessa realidade.

Para Liz, ter um filho sempre representou a chance de recomeçar, de ter uma vida normal. Se antes tudo não passava de uma farsa, a mudança de Tom e seu novo emprego em Boston representam uma oportunidade, mas será que ela é capaz de escapar de Red? Afinal, se afastar dele também significa estar mais exposta ao perigo.

Nesse sentido, a situação de Tom é que acaba ficando mais difícil. Será que ele vai ser capaz de traí-la novamente, agora que esperam um filho? Ele já se mostrou contra a ideia de adoção. E até onde vai a disposição de Red de mantê-lo longe de Liz?

Outros pontos:

– Tom está cada vez mais fofo! Isso deveria ser uma coisa boa, mas acaba deixando-o em uma posição bem delicada em se tratando de The Blacklist. Se Liz tiver mesmo que escolher entre ele ou Red, é capaz dele perder de vez sua função na série.

– Ressler não perde a oportunidade de ficar de boca fechada. Levou um muito bem justificado fora de Red ao fazer o comentário sobre se Liz deveria ou não portar uma arma.

– Só mesmo o Aram para forjar um relatório do Ressler falando bem da Samar para ela voltar à Força Tarefa. E o idiota ainda faz questão de desmentir e dizer que achava que ela não deveria ter sido readmitida.

– É claro que Red não deixaria o cara que espancou a Liz solto e impune.

– Só mesmo o Red pra pedir uma música no meio de uma ameaça. O melhor foi a cara do Dembe. Aliás, saudades do Dembe ter mais destaque.

– Liz voltou a ser morena. Só podia ter escolhido um corte melhor para o cabelo.

– Toda essa história sobre o casamento do Cooper tem que ter uma finalidade mais lá na frente porque, sinceramente, ninguém liga de verdade.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Será que a Elsa se assumiu lésbica cantando e ninguém percebeu?

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

Viajamos no verdadeiro trem do Harry Potter! Na vira real!!! Veja como foi a experiência neste vídeo.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER