The OC — Um Estranho no Paraíso

Bem aventurados os que nasceram ricos, afinal os que nasceram pobres e do dia para a noite ficaram ricos são bem aventureiros mesmo. Que o diga Ryan Atwood (Ben Mackenzie), o pobre garoto boa pinta de Chino, bairro violento de Orange County, Califórnia — Daí o nome The OC. A garoto é resgatado por Sandy Cohen (Petter Galagher), o advogado bom samaritano que enxerga reflexos do que ele próprio foi um dia no tal garoto.

Elenco principal

Ryan passava por uma fase ruim de sua vida. Influenciado pelo irmão mais velho e marginal, roubava carros e escandalizava enquanto sua mãe e um homem qualquer formavam a sua versão nada convencional de família. A beira da delinquência é resgatado, como dito, por um dos personagens mais queridos entre todos do elenco adulto de The OC, e por ordem de um juiz Sandy se torna tutor e responsável pelo menor.

É então que somos apresentados à porção rica da história, que para ser sincero é grande parte do elenco. Vivendo na ensolarada costa oeste estão os Cohen, nova família de Ryan. Eles são o que podemos chamar de família exemplar. Isso olhando de relance! Temos o belo filho Seth (Adam Brody), Kirsten (Kelly Rowan), a mãe exemplar, e Sandy, o paizão jovial.

Mas como disse, a primeira vista mesmo, afinal Seth é o nerd com problemas para se relacionar e fazer amizades — o que rapidamente é resolvido com a chegada do bad boy carismático Ryan; Kirsten (ou Kiki) é a alcóolatra que se mantém afastada do vício e Sandy… Bom, Sandy Cohen é o super herói mesmo, ele não tem problemas, ele resolve!

E é claro que o elenco da série não se resume a apenas estes! Vizinhos dos Cohen estão os Cooper, líderados pela matriarca Julie (Melinda Clark), que deixa seu marido Jimmy (Tate Donavan) no cabresto, Marissa (Mischa Barton), a filha mais velha e namorada do jovem e bringuento Luke (Chris Carmack). Marissa é a melhor amiga de Summer (Rachel Bilson), por quem Seth Cohen é apaixonado desde pequeno.

O criador, Josh Schwartz

E é claro que a entrada de uma nova figura desperta a atenção das jovens Marissa e Summer. Ryan é apresentado como o primo distante que veio passar uns tempos e logo elas se interessam de uma maneira diferente, causando os primeiros dramas da série, que é adolescente de raiz — por isso mesmo o drama vai fundo.

Foi um dos maiores sucessos da televisão no início dos anos 2000. Com produção dos Estúdios Warner e transmissão pela Fox, causou frisson por onde foi apresentada. Embalada por uma trilha sonora pop de qualidade, não demorou para alcançar variados públicos, desde os mais nerds, até os mais ratinhos de praia, sempre muito bem representados pelos personagens principais da série.

Foram quatro temporada, sendo o auge na segunda. A terceira perde um pouco o embalo e o elenco já passa a se mostrar cansado, alguns até querendo sair — o que fica em evidência quando um dos personagens principais morre no final do terceiro ano. Daí em diante é pura pataquada. Mas é uma pataquada sensacional.

Do mesmo criador de Gossip Girl e Chuck, The OC é referência de inovação num gênero que há muito estava descuidado e mal investido, o das séries adolescentes.

Se conhece ou não a série, mas que saber mais sobre ela, ouça nosso podcast especial sobre The OC, S01E02 do BoxCast.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!