The Secret Circle, a invasão das jovens bruxas

The Secret Circle foi liberada antes da data prevista na internet e foi uma boa surpresa pra quem viu.

Ela é baseada nos livros homônimos de L.J Smith, também autora de The Vampire Diaries e ambas as séries partilham os mesmos criadores, o que torna quase impossível não compará-las.

De cara, eu falo que The Secret Circle não envergonhou, e fez um piloto melhor que o de The Vampire Diaries, o que não é muito difícil, já que a prima veterana demorou pra decolar.

A série conta a história de Cassie, interpretada pela Brittany Robertson (Life Unexpected), que após a morte da mãe se muda para a cidade natal, descobrindo ser uma bruxa que pertence a uma espécie de grupo secreto, o que lembra um pouco o filme Jovens Bruxas.

Um dos meus receios antes de ver a série seria a atuação de Brittany, que após Lux havia me deixado com trauma. E, surpreendentemente, a menina está muito bem no episódio e convence como protagonista. Apesar de não ser uma grande atriz, mostrou mais carisma que a Elena (The Vampire Diaries) no piloto.

Os outros personagens variam de interessantes a whatever. Adam é o salvador da garota indefesa, ele e Cassie formam um casal bonitinho. Entretanto, Adam tem uma namorada, Diana, que é a líder do grupo, até então boa e gentil com Cassie. O triângulo amoroso, que já é quase lei nas séries, está formado.

Entre os outros do grupo, Faye foi a que brilhou, a bitch promete causar bastante problemas e me lembrou bastante, talvez pela semelhança do nome, com a personagem Faith de Buffy. Melissa apareceu só como a seguidora de Faye que ninguém liga e Nick, o vizinho de Cassie, teve a função de abrir cortinas e ficar sem blusa pra dar essência CW na série.

O interessante é que Diana, com toda a pose de boa moça e adorável, é filha dos grandes vilões da série, responsáveis pela morte da mãe de Cassie. O lado negro da força aqui é também o grande destaque da série, Charles Meade (Gale Harold), que já aparece na primeira cena like a boss, e passa o episódio todo assim. Além disso, ele é o mais poderoso até agora, então nem preciso dizer que foi amor a primeira vista por ele. O pai de Adam fica a cargo de beber e revelar todos os segredos ao longo da temporada pra que Cassie e cia possam lutar contra Charles.

A série soube fazer um ótimo uso do mundo dos bruxos, deixou uma trama sólida o suficiente para o resto da temporada, introduziu bem os personagens e mostrou que tem futuro. Para os fãs de série da CW é um prato cheio. Já alguém que tem preconceitos, pode até não gostar, porém a série é tão bem produzida que pode agradar também as gerações que vivenciaram Jovens Bruxas. E eu ainda me arrisco em falar que essa será o novo hype da emissora, rendendo muitos comentários no decorrer da temporada. Vale a pena conferir!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

VIDEOCAST

David Yates, diretor de Animais Fantásticos 2, fez uma declaração no mínimo insensível.

Você com certeza já esqueceu uma série no Churrasco. Será que não!? Assista e descubra.

Todas as emoções da Spoiler Night da CCXP 2017. veja agora!