TV brasileira atualmente

Com mais de 60 anos de história, formando vilões, mocinhos, ídolos e, é claro, a opinião popular. Há muito tempo acompanhando as noites da família brasileira. Não, não é o Silvio Santos, a estrela da coluna hoje é maior que o homem do baú. Aliás, se não fosse por ela, talvez Silvio Santos ainda fosse um simples camelô.

Através da TV, a maioria de nós teve o primeiro contato com nossas amadas séries, descobrimos nossos ídolos musicais em programas de auditório, odiamos profundamente os vilões das novelas (ou só as novelas em si), choramos de emoção, caímos do sofá de tanto rir com as pegadinhas mais armadas da historia e passamos grande parte no nosso tempo em frente a ela.

Sem enrolar mais, com vocês o Melhor e o Pior da nossa querida (ou não) televisão brasileira atualmente!

Humorísticos

Comecei por este tópico, pois penso que é o ponto mais alto da TV brasileira no momento. É impossível agradar todos os gostos, mas neste quesito, a nossa TV chega bem perto de uma unanimidade. Pra quem gosta do humor bagaceiro, temos o já veterano Pânico na TV, que completará nove anos de muita tolice que arranca aquela risada descompromissada. No mesmo estilo, mas ainda uma criança, Legendários tenta o sucesso usando o tal humor bagaceiro misturado com uma tentativa de algo mais inteligente. E pra quem gosta do humor mais irônico, a TV tupiniquim oferece o CQC, com política e cotidiano, e os talk-shows Agora é Tarde e o já clássico Programa do Jô, que conseguem manter o bom nível do humor ao passar das semanas. Vale destacar também o Comédia MTV, que utiliza o humor de esquetes em algo parecido com Saturday Night Live. E como tem para todos os gostos mesmo, temos os antológicos programas que usam o famoso humor sem graça, que já estão há 20 anos no ar, mas conseguem arrancar, pelo incrível que pareça, risadas de uma grande parcela da população (leia-se Zorra Total e A Praça é Nossa). Um humor que parece estar tentando crescer no Brasil, mesmo que a passos de bebê, são as séries humorísticas, que sempre estiveram presente na programação, mas sem um destaque grande.

Reality Documentário/Investigativo

Essa é uma categoria que cresceu muito ultimamente. A Liga, Profissão Repórter, Policia 24h e E24 são os realities que realmente fazem jus ao nome, mostrando a realidade que conhecemos, seja de uma forma mais investigativa como A Liga e Profissão Repórter ou documentada como Policia 24h e E24. Independente de sua forma, esses programas cumprem seus objetivos e conseguem nos emocionar e, às vezes, até rir.

Séries nacionais

Elas estão longe de ser um sucesso entre a população e, sendo assim, longe do horário nobre, mas vale citar o desenvolvimento de nossa área favorita do entretenimento em terras brasileiras. Recentemente, tivemos Dercy de Verdade e o Brado Retumbante, que por mais que não tenham uma qualidade absurda, são bons e fogem do formato das novelas. Como disse, essa é uma área em desenvolvimento, que nos últimos anos investiu em várias tentativas, mesmo que nenhuma tenha chegado a emplacar de verdade. Quem sabe um dia, não tão distante, veremos série nacionais de qualidade comparável com as estrangeiras?

Reality shows

A categoria de realities mais baixa do Brasil, todos adaptados de formatos normalmente americanos. Esses seguem duas categorias: ou são sujos e fúteis ou extremamente entediantes. Programas divertidos são modificados para nossa TV e se tornam incrivelmente chatos, como No limite, uma adaptação de Survivor, que só não é mais chato que o seu apresentador (Zeca Camargo). Agora se você curte baixaria e futilidade, temos os recordes de audiência (queria eu estar brincando) BBB e A Fazenda, que tornam frases do tipo “Não vou sair hoje porque tem festa no Big Brother” possíveis. Acho que rola alguma hipnose nesses programas, porque algo tão primitivo e cansativo não poderia estar no ar tanto tempo por outro motivo.

Novelas

O grande problema das novelas, não está nem no enredo ou nos atores (que, em sua grande maioria, não são bons), mas sim no formato. Nem o mais criativo dos seres consegue bolar uma historia de 300 episódios em tão pouco tempo. É desumano e, por isso mesmo, as histórias são batidas e cheias de núcleos, pra preencher o tempo. Talvez este seja o motivo de as séries britânicas serem tão superiores: com apenas seis episódios por ano, os roteiristas tem tempo suficiente para planejar e re-planejar a trama. Mas o brasileiro está acostumado ao formato diário, aos dramalhões, ao sofrimento dos mocinhos e maldade dos vilões, e ao final feliz. Assim, estamos fadados a ver a mesma história, um dia atrás do outro, em nosso horário nobre. É a nossa versão do “Pão e Circo”, como se a população não fosse digna de uma trama mais bem elaborada.

Top TV Internet

A grande praga da TV atual está aqui, seja de dia, tarde, noite, madrugada, finais de semana, em qualquer canal: o “Top TV Internet” nos persegue. Com aquela mulher que consegue narrar o inarrável (que por sinal, parece ser a mesma em todas as emissoras) e os replays infinitos, são as vídeo-cacetadas do Youtube diariamente em sua TV. Provavelmente, se você zapear os canais neste exato momento, encontrará um desses.

Horário das séries

Enquanto o Brasil não consegue produzir regularmente séries de qualidade, poderiam, ao menos, transmitir as americanas em um horário adequado. Vale destacar aqui as iniciativas aprovadíssimas do SBT, da Record e da Band que apostam em séries em seu horário nobre. Mas ainda temos muitas grandes produções perdidas pela madrugada. Caso os projetos SOPA e PIPA vinguem, teremos que esquecer nosso sono se quisermos acompanhar nossas amadas séries pela TV aberta.

E vocês o que acham de nossa TV?
#StopSOPA e #StopPIPA — O Box de Séries é contra as medidas extremistas dos projetos de lei SOPA e PIPA, assim como é contra a pirataria que gera lucro, porém defendemos o direito de todos à informação e ao compartilhamento dela.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!