TWD 6×16 — Last Day on Earth

Last Day on Earth apresenta Negan e encerra uma temporada pouco consistente de TWD.

Em alguns minutos você vai se arrepender de ter me enfrentado.” Negan

A sexta temporada de The Walking Dead foi basicamente uma grande preparação para nos apresentar Negan — mesmo que ele tenha aparecido apenas nos dez últimos minutos de Last Day On Earth. Foram 16 episódios de decisões estúpidas dos personagens mais experientes, momentos para inflar a arrogância de Rick e muita discussão sobre a filosofia boba de Morgan. Claro que a temporada teve seus pontos altos, mas o uso repetitivo dos mesmo artifícios para gerar ansiedade nos telespectadores e a adoção dos efeitos bregas como o “sangue na tela” pesaram um pouco no balanço geral da sexta temporada.

Last Day On Earth foi um episódio construído para criar expectativa em relação ao poder e articulação de Negan e também para resolver o conflito ZzZzZzZ de Carol e Morgan. Vamos começar pelo menos interessante do episódio, Morgan e Carol. Definitivamente não deu para entender de onde surgiu essa afinidade e intimidade entre os dois, que até alguns episódios atrás estavam se estapeando por um dos lobos.

the-walking-dead-episode-616-carol-mcbride-935

Apenas dois pontos valem ser destacados nessa trama. Primeiro, finalmente Morgan abre mão da sua filosofia de “toda vida é importante” e sai do seu jejum de morte. Neste momento, Morgan parece entender que apesar de vidas serem importantes, mais importante ainda é a vida de alguém que você ama. Veja bem, a filosofia de Morgan só é falha no momento que é generalizada. Claro que o ideal é matar o menor número de pessoas possível, mas isso não significa que você coloca a sua vida ou a vida da sua família em risco.

O segundo destaque fica para a primeira aparição do Reinado, um terceiro grupo a se juntar a Alexandria e Hilltop. Pela evolução dos acontecimentos, esperava-se que o Reinado só desse as caras na próxima temporada e com uma presença já marcante de Ezequiel. A presença de mais um grupo significa mais oportunidade de histórias para a próxima temporada. Yay!

Agora caminhando para o principal do episódio, vamos ao que interessa. Entendemos que Maggie estava doente e precisando de ajuda, mas mais uma vez a situação não justificava o deslocamento de seis personagens importantes para fora de Alexandria. Principalmente, quando quatro outros já estão fora da comunidade. O Padre Gabriel, definitivamente, não parece ser a pessoa certa para defender Alexandria caso os Salvadores resolvessem atacar.

Falando em Salvadores, foi curioso notar que o grupo em si está sendo retratado de uma maneira mais ameaçadora e organizada do que originalmente. Nos quadrinhos a áurea de terror surge muito mais de Negan do que do grupo. Tirando toda a logística surreal das emboscadas feitas pelos Salvadores, o momento teve o efeito esperado de intimidação tanto no grupo quanto para quem estava assistindo Last Day on Earth. Durante os 60 minutos de episódio é possível ver claramente que Rick percebe estar afundando em uma situação da qual não sabe como sair — no entanto ele mantêm a estratégia “nós não morremos, nós somos os fodões”. Ele só não contava com o fato de que ás vezes sobreviver não depende só da boa vontade dele.

Os dez minutos finais do episódio compensaram por toda a enrolação. Jeffrey Dean Morgan arrasou como Negan. Ele conseguiu encarnar o personagem magistralmente e dominou a cena no primeiro momento que surgiu.

O final do episódio foi tenso e angustiante. Há muito tempo Rick não tinha medo, na verdade é provável que Rick nunca tivesse sentido medo como sentiu quando conheceu Negan. A expressão de terror na cara de Rick ao descobrir que estava totalmente indefeso foi perfeita, inclusive a atuação de Andrew Lincoln foi maravilhosa.

TWD Rick Lucille

Porém, depois de construir muita expectativa e ansiedade, tivemos um final decepcionante. Não é a primeira vez que a série usou desse suspense do “será que fulano morreu?” como cliffhanger e isso já está ficando chato e previsível. Foi frustrante não saber quem foi o escolhido por Negan. Claro que ninguém esperava ver um personagem querido ter o crânio destruído violentamente, mas seria legal pelo menos saber quem foi a vítima. É provável que essa tenha sido a forma que a AMC encontrou de suavizar esse momento tão sangrento do HQ. Uma pena.

Vai ser bem difícil manter o mesmo nível de expectativa até a estreia da sétima temporada. Além disso, quando a série retornar em fucking outubro é pouco provável que a história seja retomada exatamente de onde parou. Provavelmente, a série voltará em um momento após o contato traumático com Negan e será possível ver a reação dos outros personagens ao massacre de uma figura querida na série.

Enquanto isso, podemos especular sobre a vítima de Negan. Em quem estão as suas apostas?

NeganSmile

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

A Fazenda voltou e o que esperamos? Memes! Mas será que os novos memes superam estes??? Clique e assista agora.

Será que você sobreviveria em American Horror Story 1984? Assista ao vídeo e prepare-se para a nova temporada.

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER