Veja por onde andam 10 sensações das música brasileira nos anos 90/2000

Saiba o que andam fazendo cantores e grupos que interpretaram sucessos musicais inesquecíveis dos anos 90 e 2000.

Uma noitada com amigos num karaokê qualquer pode mudar de lugar, ou até de estado, mas o repertório é praticamente o mesmo. Das baladinhas melosas ao rock brincalhão, a música brasileira é cheia de canções que fizeram bastante sucesso, são lembradas até hoje, mas seu intérpretes apenas sumiram no meio das novidades.

O nome de muitos deles você não deve mais recordar, e por isso na coluna Por Onde Anda de hoje, selecionamos 10 cantores e grupos musicais que caíram no esquecimento.

Twister

Se tem uma coisa que explodiu nos anos 2000, foram as boybands. A exemplo de Backstreet Boys e NSync, era um tal da garotada brasileira se juntar e formar grupo musical, destilando mais estilo do que voz. Esse foi o exemplo dos meninos da banda Twister, que estourou em 2000 com o hit 40 Graus, mas por conta de vários imprevistos — fechamento da gravadora e prisão de um dos integrantes — acabou encerrando em 2003. Dez anos depois, Sander Mecca, Leo Richter, Luciano Lucca, Gilson Campos e Alex Bandera se reuniram e voltaram à atividade, focando no estilo mais rock. O retorno durou bem pouco, mas eles chegaram a lançar a música Pé na Estrada.

Os ex-integrantes do grupo Twister com a atriz Karine Brum.

Braga Boys

A onda de boybands chegou até na Bahia. Eterno hino dos carnavais, a música Uma Bomba foi o grande sucesso dos garotos da Braga Boys, Mano Moreno, Glauber Rizzo e Capitão América. Vencedores do Festival de Verão de Salvador em 2001, o grupo gravou dois CDs mas só durou até 2003, quando um empresário comprou o título por 100 mil reais. Todos deixaram a carreira musical e seguiram no anonimato.

Vocalista Mano Moreno atua como designer de interiores.

MC Beth

Antes de Anitta dar um bang no cenário musical, a musa do Funk era a Mc Beth, a cantora da Dança da Motinha. A integrante da Furacão 2000 foi capa da Capricho num tempo que fama mesmo era aparecer no programa do Gugu, domingo à tarde, no SBT. Hoje com 33 anos, Mc Beth se dedica à família e mora em São João de Meriti, no Rio de Janeiro.

Mc Beth casou com o Mc Magrinho, que é irmão da Mc Marcelly. A família do funk!

Kaleidoscópio

Com um conceito musical vindo da Europa, o grupo Kaleidoscópio se projetou não só no Brasil, como também em outros oceanos e continentes, fazendo sucesso na Itália e no Japão. Tem Que Valer colocou o grupo formado por Janaína Lima, Ramilson Maia e Gui Boratto nos charts musicais, principalmente por fazer parte da trilha sonora de Malhação. Depois de um hiato no início dos anos 2010 — no qual Janaina Lima lançou CD solo — Kaleidoscópio voltou em 2012, com shows ao redor do mundo. Seu mais recente single é Amava Você, lançado no final de 2015.

Amava Você kaleidoscopio 2

Os Virgulóides

É samba, é rock, é grunge… Há quem dizia que Os Virgulóides tinham tudo para ser a nova Mamonas Assassinas, mas o fato é que o trio formado por Henrique Lima, Beto Demoreaux e Paulinho Jiraya só teve gasolina para cinco anos de sucesso — todos baseados no hit Bagulho no Bumba. Depois de chegar até o palco do Rock In Rio, eles encerraram as atividades em 2001, mas retornaram em 2012.

Henrique Lima liderou o trio em 2012, na Virada Cultural de São Paulo.

Luan & Vanessa

No campo romântico, não tem como não lembrar de Luan & Vanessa e a música Quatro Semanas de Amor. Com a versão brasileira da canção Sealed with a Kiss, a dupla fez sucesso bem no início dos anos 90, principalmente entre os adolescentes. Há 13 anos nos Estados Unidos, Vanessa e Luciano Carvalho, agora casados e com dois filhos, comandam a produtora Gospa Music, voltada para o gênero gospel, no Texas.

Luciano e Vanessa, que também fez parte do Trem da Alegria.

P. O. Box

Quem disse que Centro-Oeste só dá sertanejo? O grupo P. O. Box, lançado em 1997, mostrou rock a lá Mamonas Assassinas, e com a despretensiosa Papo de Jacaré rendeu sucesso a Carlinhos Santos, Jairo Reis, Nelson Araújo Ocione Reis e Neil Araújo em todo Brasil, e até no Japão. Embora ainda trabalhem com a música, cada um seguiu o seu rumo.

Carlinhos, o vocalista do grupo, faz shows em restaurantes e bares de Goiânia.

Luka

A gaúcha Luka, assim com Kaleidoscópio, aproveitou a novela Malhação para se tornar uma das cantoras mais tocadas nas rádios com Tô Nem Aí, música com letra do cantor Latino. Depois do auge em 2003, Luka saiu do cenário musical para cuidar da vida pessoal, teve uma filha, e quando retornou, já não tinha a mesma fama. Hoje, canta em boates pelo Brasil, e prepara seu próximo álbum.

Quem ainda “está aí” para Luka?

Felipe Dylon

A pose de surfista, garoto zona sul de Felipe Dylon derreteu o coração das garotas no início dos anos 2000. Musa do Verão explodiu sua carreira no Brasil, mas nenhuma outra canção conseguiu superá-la — pelo menos, até agora. Casado com a atriz Aparecida Petrowky, o cantor prepara seu quinto álbum e tenta (mais uma vez) deixar de ser marcado apenas por uma música.

SNZ

Já dizia o ditado: “filho de peixe, não cai muito longe da árvore”. O trio SNZ, formado por Sarah Sheeva, Nãna Shara e Zabelê Gomes herdaram dos pais Pepeu Gomes e Baby do Brasil — além de nomes exóticos que as impediram de entrar na Disney — o talento musical, e em 1997 arriscaram tudo no cenário pop. Comparadas a grupos como Spice Girls e TLC, as meninas lançaram três discos em quase 10 anos de carreira, cantaram no Rock in Rio e embalaram cenas da novela Um Anjo Caiu do Céu. Com Sarah Sheeva e Nãna Shara tocando igrejas evangélicas, Zabelê Gomes toca sua carreira musical solo, inspirada nos Novos Baianos.

Da direita para a esquerda: S, N e Z.

Fat Family

Quem nunca tentou imitar aquele lance do pescoço da Fat Family? Com a versão de Shy Guy, da cantora Diana King, Celinho, Simone, Suzetti, Kátia, Deise, Sidney, Celinha e Suely vendeu cerca de 1,8 milhão de cópias do primeiro disco, lançado em 1998. Com algumas dissidências e mudanças no visual — Celinho, Suzetti e Kátia fizeram cirurgia bariátrica em 2005 — o grupo dedicou-se ao gospel, mas retornou ao pop neste ano com o single Mexe Esse Pescoço Aí.

DYVOS!

O que acharam? Bom relembrar esses clássicos que nunca morrem! E quanta mudança, não é? Dá até vontade de tirar aquele CD empoeirado lá do fundo de onde ele deve estar para ouvir em looping.

Ficou faltando aquele grupo que você se acabava de dançar na festa da vizinhança? Compartilhe conosco nos comentários.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

A Fazenda voltou e o que esperamos? Memes! Mas será que os novos memes superam estes??? Clique e assista agora.

Será que você sobreviveria em American Horror Story 1984? Assista ao vídeo e prepare-se para a nova temporada.

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER